Meu Primeiro Carro

Aprenda como o consórcio para moto pode facilitar a sua aquisição

Aprenda mais sobre o funcionamento de um consórcio para comprar uma motocicleta nova!

A motocicleta é, hoje, um dos principais meios de transporte do Brasileiro. Tanto aqueles que vivem em grandes cidades quanto os que moram em áreas rurais vêm optando por este veículo, uma vez que ele apresenta grandes vantagens financeiras e de locomoção.

No entanto, a crise econômica pela qual o país passa está levando muita gente a abandonar o sonho de adquirir sua própria moto. São pessoas que preferem não entrar em financiamentos nem adquirir empréstimos, seja por conta do alto valor dos juros ou mesmo pelas dificuldades burocráticas envolvidas nesses dois processos.

Mas há uma terceira via disponível para que se possa organizar um investimento desse tipo: o consórcio para moto. Ainda existem muitas dúvidas acerca das vantagens em entrar neste tipo processo, e por isso falaremos sobre elas neste post. Confira!

As vantagens de um consórcio para moto

Antes de entrarmos nos detalhes do funcionamento do consórcio, falemos um pouco sobre os motivos para se investir em uma motocicleta.

É econômica

É fácil enumerar as muitas vantagens em se adquirir uma motocicleta. Em primeiro lugar, ela é mais econômica do que qualquer outro veículo, pois tudo, na moto, é mais em conta: o valor do veículo, o IPVA, o seguro e o combustível, além da manutenção.

É ágil

Em segundo lugar, é a alternativa de transporte mais ágil para locomoção no meio urbano. A busca por vagas de estacionamento também é mais simples, pois qualquer espacinho abriga uma motocicleta.

É versátil

Ao contrário do que muita gente pensa, a moto também é ótima para realizar viagens. Assim como ocorre com o carro, são muitos os modelos de motocicletas, cada qual dedicado a um tipo de consumidor. Há, por um lado, aquelas voltadas para os que buscam a praticidade do dia a dia e, por outro, as que atendem aos que gostam de realizar longas viagens.

São muitos modelos que se encaixam entre esses dois extremos, suprindo as necessidades cotidianas e oferecendo ótimo conforto para a estrada, tanto para os viajantes solitários, quanto para os casais aventureiros.

Por fim, falemos de um assunto muito sério: todos sabem que a moto apresenta menos segurança do que outros meios de transporte. Portanto, é fundamental que aqueles que buscam investir neste tipo de veículo sigam, com cuidado, as leis de trânsito, tendo em vista a preservação da saúde do condutor, do carona e de outras pessoas.

Nunca deixe de usar o capacete, utilize vestimentas apropriadas, mantenha uma conduta ética e defensiva no trânsito. Pode ter certeza de que, dirigindo de modo apropriado, você reduzirá substancialmente qualquer chance de se envolver em algum acidente.

Vejamos, agora, como você pode fazer para adquirir sua motocicleta por meio de um bom consórcio!

Como funciona o consórcio para moto

As vantagens de entrar em um consórcio

Imagine que você e alguns amigos tenham o mesmo interesse: adquirir algum bem ou serviço. Para conseguirem valores mais em conta e a maioria não ficar muito tempo juntando dinheiro até poderem realizar o investimento, vocês se associam e se organizam da seguinte forma: todos os meses, todos os componentes do grupo realizarão um depósito, anteriormente combinado, em uma conta conjunta.

Na medida em que o valor nessa conta for aumentando, vocês, em conjunto, compram o produto e o sorteiam entre os associados. E somente quando o último associado for sorteado, todos pagam a última quantia em dinheiro.

É assim que funciona um consórcio! No entanto, como é difícil juntar um grupo de amigos interessados em um mesmo produto e, mais ainda, como é bastante complicado organizar o funcionamento dessa associação, existem empresas especializadas nisso.

Elas, em geral, abrem os grupos para a compra de determinado bem ou serviço e os interessados assinam um contrato no qual se comprometem a realizar um pagamento mensal durante um tempo determinado.

Como essa não é uma relação de crédito, o consorciado não precisa passar por todas as burocracias bancárias nem pagar juros! Ele somente arca com algumas taxas para a administração do consórcio.

Entrando em um consórcio de moto

É muito fácil entrar em um consórcio de moto: basta buscar alguma administradora que ofereça este serviço e assinar um contrato para se tornar consorciado. Nesse contrato serão definidos: o número de parcelas, o valor mensal, as datas de sorteio e as regras de abatimento do valor total.

Tempo de duração do consórcio

A duração do consórcio pode variar, sendo que o mais comum é um período de 60 a 100 meses. Durante esse tempo, cada consorciado realizará o pagamento mensal de parcelas, visando chegar ao valor total do investimento.

Parcelas e pagamentos

As parcelas do consórcio são mensais e podem variar a depender do produto. No caso de uma motocicleta, elas, em geral, são mais baratas — uma vez que o próprio bem é mais em conta. Assim, caso o valor do veículo seja cerca de 20.000 reais, a parcela poderá ser algo em torno de 300 reais mensais — incluindo, aí, as taxas administrativas.

Mas há também possibilidades de realização de lances, em que o consorciado antecipa parcelas do consórcio, podendo levar o produto mais cedo para casa!

Como ser contemplado

Há duas formas de o consorciado ser contemplado: a primeira é por meio dos sorteios, cujas datas são definidas em contrato. No entanto, é importante ficar bem claro: se for sorteado logo no início do processo, a pessoa deverá continuar realizando os pagamentos mensais até o último sorteio!

O outro jeito é por meio da realização de lances, como em um leilão. Em cada mês, os consorciados podem se propor a pagar suas parcelas com adiantamento. A pessoa que ofertar o maior lance naquele mês, poderá levar a motocicleta para a casa mais cedo!

A carta de crédito

Tendo sido sorteado ou contemplado por lance, você receberá uma carta de crédito que possibilitará fazer sua compra.

Há muitas administradoras que realizam consórcios em que há maior liberdade para a compra do produto, uma vez que o objeto do consórcio é mais geral — no caso de estar interessado em uma moto, por exemplo, você pode entrar em um consórcio de veículos. Assim, caso mude de ideia ao receber seu crédito, poderá até mesmo investir em outro produto relacionado, como em um carro.

De qualquer modo, munido de sua carta de crédito, você poderá realizar negociações bastante interessantes, uma vez que realizará o pagamento à vista.

Caso o produto que deseje comprar seja mais barato do que o valor total do parcelamento você poderá, também, abater parte do valor das parcelas que restam com a carta de crédito.

Realizada a transação de crédito, a moto passa a ser inteiramente sua! Uma dica: vale a pena investir em um bom seguro, pois você deverá continuar pagando suas parcelas até que o último consorciado adquira seu veículo.

E aí, gostou dessas informações? Não deixe de se atualizar e saiba mais detalhes de como funciona a contemplação em um consórcio!