Planejamento Financeiro

Conheça 7 dicas simples para economizar em casa

Economizar em casa pode ser uma tarefa simples! Confira as dicas que separamos para você!

Reduzir gastos é uma necessidade que todos nós temos. Afinal, todo o dinheiro que está sendo mal empregado poderia ser aplicado em algo produtivo e rentável. Diante desse cenário, economizar em casa é uma excelente estratégia para quem deseja juntar dinheiro e possibilitar mais conquistas — sejam elas materiais ou não.

E essa tarefa é mais simples do que parece: basta que você aprenda a planejar e economizar! Por isso, para o post de hoje, reunimos algumas dicas para você reduzir gastos em casa de maneira simples e eficiente. Nós identificamos algumas situações que geram desperdícios e traçamos estratégias para que você aprenda a evitá-las.

Ficou curioso? Continue lendo este post e aprenda de uma vez por todas a fazer economias em sua residência!

1. Fique atento ao consumo de água

Em nosso dia a dia temos alguns comportamentos automáticos e que quase sempre geram desperdício de água. Além de representar um aumento na conta, tais atitudes não são nada sustentáveis e prejudicam o meio ambiente como um todo.

Desse modo, é importante adotarmos alguns hábitos como fechar a torneira ao escovar os dentes e tomar banho, juntar uma quantidade de roupas maior para lavar e não lavar calçadas e garagens com o auxílio apenas de uma mangueira.

Além disso, podemos adotar algumas soluções inteligentes, como a captação da água dispensada pelo ar-condicionado e chuva para, por exemplo, regar as plantas em casa.

2. Não descuide de sua conta de energia elétrica

A conta de energia elétrica representa um dos maiores gastos em uma residência. Novamente, nossos hábitos nos levam a desperdiçar, todos os dias, muito dinheiro com energia.

Para isso, incentive que toda a sua família passe a se policiar para apagar as luzes ao deixar um ambiente, não deixar o ar-condicionado ligado por longas horas sem necessidade e comprar aparelhos domésticos com selo de baixo consumo de energia.

Outra dica importante é observar os grandes vilões da conta de energia elétrica: chuveiro e ferro de passar roupas. Quanto ao chuveiro, avalie a possibilidade de investir no aquecimento solar — a economia em longo prazo compensa o investimento inicial. Já em relação ao ferro de passar roupas, procure não ligá-lo todos os dias para pequenas quantidades de peças.

3. Seja inteligente ao fazer compras no supermercado

Ir ao supermercado sem uma lista em mãos pode representar um grande desperdício de tempo e dinheiro — quando fazemos isso, perdemos o foco e, fatalmente, levamos mais itens do que o necessário.

Dessa maneira, antes de sair de casa para fazer as compras no supermercado, dê uma olhada na despensa e faça uma lista do que precisa ser comprado e da quantidade adequada. Ao chegar lá, fuja das tentações e procure seguir a lista com atenção.

Outra dica é não ir fazer as compras com fome! Pode até parecer que essa estratégia não é importante, mas isso faz com que você compre itens em excesso e que estão fora da lista. Além de reduzir o tempo gasto, o ajudará a economizar bastante no fim do mês. Faça um teste e compare!

4. Observe os gastos com aluguel

Caso você ainda não tenha uma casa própria, é recomendável que procure um imóvel que comprometa, no máximo, 1/3 de sua renda mensal.

Por isso, tenha disposição e pesquise bastante antes de alugar uma casa ou apartamento. E, claro, não se esqueça de observar o valor do condomínio. Em alguns casos, esses valores são elevados e pouco interessantes.

Lembre-se, tudo o que você conseguir economizar com aluguel, poderá ser direcionado para o consórcio de uma casa própria.

5. Procure economizar com transporte

Ir trabalhar de carro é um conforto que todos gostamos de ter. No entanto, essa pode não ser a opção mais interessante. Com um combustível tão caro como o de nosso país, os gastos com transporte ao final do mês são grandes.

A nossa dica é tentar fazer uso do transporte público, que apesar das desvantagens é uma opção mais barata. Ou ainda, você pode se juntar com colegas de trabalho e criar um grupo de carona, no qual todos dividem os custos do combustível e compartilham o carro para chegarem até o trabalho.

Tenha certeza de que isso representará uma grande economia nas despesas mensais de sua casa e é uma ótima oportunidade para interagir e estreitar laços de amizade com seus vizinhos e colegas de trabalho.

6. Aprenda a reduzir gastos com a educação dos filhos sem prejudicá-los

A educação dos filhos deve ser uma das maiores prioridades dos pais. No entanto, é possível economizar nesse quesito sem que isso incorra na perda da qualidade de ensino ou prejudique o futuro das crianças.

Para isso, ao pesquisar escolas, dê preferência para aquelas que são próximas à sua residência — com isso, você economiza com transporte escolar. Ademais, caso pretenda matricular seus filhos em escolas particulares, observe se os valores cobrados estão de acordo com a legislação e fique atento a cobranças abusivas.

7. Encontre formas alternativas de lazer

Ninguém vive apenas para o trabalho, não é mesmo? Momentos de lazer e entretenimento são essenciais na vida do ser humano e não devem jamais serem deixados de lado.

Ora, gastar dinheiro não pode ser uma desculpa para deixar de aproveitar momentos com a família e amigos. Até porque você pode encontrar maneiras mais econômicas para se divertir, como ir a parques, museus e participar de atividades esportivas e culturais gratuitas e abertas ao público.

Mesmo nas saídas para bares, restaurantes, shoppings e cinemas é possível economizar. Basta que você planeje o passeio, escolhendo o local e combinando com os filhos como será o dia de vocês. Fazendo isso você contribui para a educação financeira das crianças e evita que eles queiram gastar em excesso, se divertindo da mesma maneira.

Viu como economizar em casa não é uma tarefa impossível? Com planejamento, adoção de estratégias e dedicação, todos nós podemos ter um orçamento familiar saudável e coerente com os nossos objetivos.

Afinal, devemos administrar nossas finanças pessoais como se estivéssemos lidando com uma empresa: os gastos não podem ser superiores ao faturamento e é preciso poupar uma quantia para investir em nossos sonhos.

Se você está com dificuldades para envolver todos os membros da família no planejamento das finanças, leia nosso artigo e veja como virar esse jogo!