Planejamento Financeiro

7 estratégias para acumular patrimônio familiar ao longo da vida

Você tem dificuldades para acumular patrimônio? Então veja algumas dicas para alcançar seus objetivos!

Gerar um bom patrimônio familiar é um objetivo que muitos perseguem e poucos conseguem. E o motivo é simples: a maioria das pessoas confunde acumular patrimônio com ganhar dinheiro.

Quando você ganha dinheiro, significa que você tem um bom salário e consegue manter um bom padrão de vida naquele momento. Mas para acumular um bom patrimônio familiar é preciso que você direcione esses recursos de uma maneira eficaz, que possa trazer tranquilidade no futuro.

Para conseguir isso, o caminho é um só: poupar gastos e investir bem. Falando assim parece simples, mas nem sempre é. Afinal de contas, o mundo atual apresenta uma longa lista de tentações que podem levá-lo a gastar mais do que o necessário, deteriorando as finanças da família rapidamente.

Por isso, neste post, preparamos uma lista com 7 estratégias que ajudarão você e sua família a acumular um patrimônio seguro. Anote aí!

1. Faça um planejamento financeiro

O planejamento é sempre o primeiro passo a ser adotado para melhorar as finanças da família. Sem ele, o dinheiro acaba sendo gasto de forma desordenada e não sobra nada para investir.

Mas como fazer um bom planejamento? Em primeiro lugar, é preciso transparência. Todos os valores, tanto de receitas quanto de despesas, devem ser incluídos na planilha, para que você tenha uma visão global dos gastos familiares.

Nesse momento, é hora de adotar a fórmula 50 – 35 – 15:

- 50% das receitas devem ser utilizadas para o pagamento de contas de consumo, moradia, supermercado etc.;
- 35% dos valores recebidos devem ser destinados a despesas variáveis (gastos com o carro, por exemplo) e atividades de lazer;
- 15% devem ser aplicados em algum investimento que possa trazer segurança para o futuro da família.

2. Corte pequenos gastos

Você deve estar se perguntando como é possível adequar seus gastos a estes números. A resposta é simples: para conseguir sucesso no planejamento e na vida financeira, o segredo é cortar gastos desnecessários.

Na hora de economizar, as pessoas pensam primeiro nas grandes contas. E, certamente, cortar uma despesa alta como a academia, por exemplo, fará muita diferença nos valores finais. Mas e se você, em vez de ficar sem a sua malhação, começasse a observar pequenos hábitos do dia a dia e cortasse excessos?

No supermercado, por exemplo, uma boa pesquisa de marcas pode levá-lo a adquirir produtos mais baratos e de qualidade similar. Trocar aquele programa em um bar, com os amigos, por um encontro em casa, vai ficar mais barato.

São pequenos sacrifícios que, no final, fazem pouca diferença para você, mas representam um grande impacto no seu orçamento.

3. Envolva a família

Até agora falamos muito sobre atitudes que você pode tomar, mas lembre-se de que estamos conversando sobre o patrimônio familiar. Portanto, é preciso que toda a família também esteja imbuída do mesmo espírito.

A economia deve estar no horizonte de todos, para que o acúmulo de patrimônio seja um sucesso. Uma boa medida, principalmente se você tem filhos, é estabelecer metas de poupança todos os dias, com uma pequena premiação em caso de sucesso.

Que tal, por exemplo, usar uma parte das economias para fazer uma viagem inesquecível em família? Mesmo que o objetivo seja poupar, você pode encontrar uma maneira de tornar a experiência mais prazerosa para todos.

4. Acompanhe as finanças

O planejamento deve ser acompanhado diariamente, para que não haja desvios. Não é uma atividade tão interessante para se fazer todos os dias, mas existem formas de melhorar o controle.

Uma delas é a utilização de um aplicativo de gestão financeira. Existem vários gratuitos que você pode baixar e usar no seu celular ou tablet, permitindo um acompanhamento orçamentário online. Além disso, os apps permitem que você estabeleça metas de curto, médio e longo prazo, o que pode ser muito útil para quem quer acumular patrimônio.

5. Prefira consórcios a financiamentos

As linhas de crédito se tornaram muito populares nos últimos anos, por permitirem que as pessoas tivessem acesso a bens de alto custo, como carros e apartamentos.

O problema é que um financiamento acaba saindo mais caro do que o esperado. A incidência de juros e outros encargos fazem com que o bem praticamente dobre de valor ao final do plano.

Por isso, procure opções mais baratas. Os consórcios, por exemplo, são maneiras de parcelamento muito mais eficientes, baratas e menos burocráticas. Além disso, caso não queira esperar o sorteio mensal, você pode oferecer um lance para ser contemplado a qualquer momento.

6. Não assuma dívidas de longo prazo

Quanto mais tempo dura uma dívida, mais juros você pagará. Portanto, quando for inevitável usar recursos como cheque especial, cartão de crédito, ou mesmo um empréstimo, cuide para que a situação não perdure por muito tempo.

No caso do cartão, tenha uma atenção especial com o pagamento mínimo. Este é o tipo de parcelamento mais caro do mercado e trata-se de uma dívida que, rapidamente, transforma-se em bola de neve.

Caso você esteja pagando juros excessivos de cartão de crédito ou cheque especial, procure seu banco imediatamente para renegociar a dívida.

7. Invista em bens duráveis

O patrimônio da família é composto por bens duráveis. E esse tipo de bem não é barato, portanto você precisa começar a adquiri-los o quanto antes.

Com as dicas que foram dadas aqui, você conseguirá acumular uma boa quantidade de dinheiro, que lhe permitirá ir em busca das melhores opções patrimoniais.

Na hora de comprar um apartamento, por exemplo, aposte na sua visão de futuro: pesquise se o bairro pretendido oferece possibilidades de valorização, que poderão tornar o seu imóvel um bom investimento.

Na parte referente às suas aplicações financeiras, procure montar um portfólio diversificado, que possa gerar uma boa rentabilidade e contribuir com o seu acúmulo de patrimônio.

E tome cuidado com a compra de veículos: eles nunca podem ser considerados investimentos, pois perdem valor assim que você sai da concessionária. Por isso, na hora de comprar um carro, procure por modelos com baixo índice de desvalorização.

Viu só como você pode acumular patrimônio familiar mudando alguns hábitos financeiros? Conheça também os melhores investimentos para uma aposentadoria tranquila e planeje seu futuro.