Planejamento Financeiro

5 opções de investimentos para garantir o futuro dos filhos

Quer assegurar um futuro tranquilo para os seus filhos, mas não sabe por onde começar? Leia nossas dicas de investimento

Garantir o futuro dos filhos é um dos principais objetivos dos pais. E criar condições para que as crianças e os adolescentes possam ter uma vida financeiramente tranquila quando estiverem adultos, muitas vezes, contribui para o sentimento de “dever cumprido”.

Como a falta de dinheiro e de bens, como carro ou imóvel, pode ser um empecilho para que a vida de alguém deslanche, é normal os pais quererem dar um empurrãozinho para que os filhos comecem a fase adulta com o pé direito.

Tal propósito tem a razão de ser, afinal, existem incertezas quanto ao futuro. Se no passado uma pessoa poderia passar a vida toda em um só emprego, a tendência atualmente é que a rotatividade seja frequente. Por isso, a precaução dos pais para garantir o futuro dos filhos pode ser muito benéfica.

Veja, a seguir, 5 opções de investimento para proporcionar uma vida melhor para os seus descendentes. Confira!

1. Consórcio de imóveis

Ter a residência própria é sinal de independência. Não é à toa que milhares de pessoas colocam a compra de uma casa ou de um apartamento como prioridade. Entretanto, o financiamento de uma habitação pode pesar no orçamento quando a pessoa possui outras responsabilidades, como ter filhos, pagar uma pós-graduação etc.

Por conhecerem as dificuldades existentes na formação de uma família, muitos pais buscam facilitar o caminho para os filhos. Por exemplo, ao adquirirem um consórcio de imóvel enquanto eles ainda são crianças ou adolescentes, os pais têm um tempo razoável para quitar a aquisição da moradia.

Como o consórcio é uma modalidade de compra em que várias pessoas se unem para financiar os bens do próprio grupo, o custo total é muito menor em comparação a um financiamento, afinal, nesse último caso há a cobrança de juros significativos.

Mesmo que a contemplação do imóvel ocorra antes de o filho alcançar a maioridade, ainda existe a possibilidade de alugar o bem e, assim, fazer o dinheiro investido render.

Dessa forma, quando o jovem for seguir a própria trajetória, poderá escolher entre residir no imóvel ou utilizar o valor do aluguel como renda.

2. Investimentos no mercado financeiro

Mais uma maneira de garantir o futuro dos filhos é a realização de aplicações financeiras de longo prazo. Ao economizar uma quantia por mês, a família pode realizar investimentos que propiciem uma renda habitual para os filhos quando eles estiverem maiores, como na época da faculdade.

Já imaginou se seu filho pudesse receber mensalmente os juros das aplicações, como uma espécie de “salário”?

Se os pais começam a juntar dinheiro cedo, precisarão desembolsar menos por mês, além de aproveitarem o efeito dos juros compostos no decorrer do tempo. Nesse caso, a escolha pela renda fixa é adequada para proteger o patrimônio acumulado.

Já a renda variável, como o investimento em ações, tende a ser vantajosa em longo prazo. Mesmo assim, não se pode negar que há riscos em comprar ativos de uma companhia de capital aberto, por isso, a escolha da aplicação deve ser precedida de uma análise cuidadosa.

3. Capacitação profissional para garantir o futuro dos filhos

Outra forma de investir numa vida mais tranquila para os filhos é por meio da capacitação profissional. Ao oferecer educação de qualidade, cursos de idiomas, intercâmbio, aulas de esportes ou de música etc., os pais contribuem para uma sólida formação dos filhos.

Dessa maneira, ao desenvolverem várias habilidades, eles estarão capacitados para enfrentar os desafios da vida adulta.

Embora o resultado desse tipo de investimento não seja visível em curto prazo, ele é necessário para que o jovem tenha condições de crescer na carreira de forma sustentada. Afinal, com uma educação de qualidade, os filhos terão condições de conseguir uma vaga melhor no mercado de trabalho.

Com uma capacitação profissional prévia, o jovem também terá diferenciais para oferecer para as organizações e, dessa maneira, aumenta as chances de conquistar um emprego com uma boa remuneração.

4. Geração de uma reserva financeira

Em vez de decidir de antemão qual ajuda darão para os filhos, muitos pais preferem oferecer uma reserva financeira para eles escolherem como vão usá-la.

Nesse caso, a ideia dos pais é que os jovens possam optar com mais liberdade o que será feito com o dinheiro. Por exemplo, um filho pode viajar para o exterior, enquanto outro pode preferir montar o próprio negócio.

É bem verdade que alguns pais só entregam certa quantia para os filhos desde que estes demonstrem maturidade para administrar corretamente os recursos. Seja qual for a intenção dos pais, é recomendável começar a construção da reserva financeira com antecedência.

Também pode ser interessante não contar para os filhos a respeito desse dinheiro, para não gerar ansiedade demais nem desmotivá-los a buscar por conta própria algumas conquistas.

5. Consórcio de automóvel

A chegada à maioridade é um marco na vida de uma pessoa, afinal, a partir dessa época o indivíduo precisa fazer escolhas significativas para o resto da existência e assume determinadas responsabilidades.

Como incentivo para a construção de uma carreira de sucesso, muitos pais possuem o desejo de dar um carro de presente para os filhos quando os jovens completam 18 anos.

Contudo, devido aos gastos do orçamento familiar, nem sempre sobra dinheiro para dar uma entrada satisfatória para financiar um veículo. Para romper com essa limitação, uma excelente alternativa é fazer a aquisição do automóvel por meio de um consórcio.

Nesse caso, a família paga parcelas que não pesam no orçamento em vez de arcar com os juros excessivos de um financiamento propriamente dito. Além disso, como o pagamento será feito à medida que o adolescente cresce, a família não terá sobrecarga no orçamento.

Dessa forma, quando o jovem chegar à maioridade e entrar numa faculdade, por exemplo, terá um suporte para começar com mais segurança a vida adulta.

Assim, os pais dão um empurrão para que a trajetória dos filhos inicie com o pé direito. Por exemplo, com um carro, o jovem se deslocará com mais autonomia no percurso entre a casa e a faculdade, o que gerará economia de tempo na rotina diária.

Além dessas opções de investimentos para garantir o futuro dos filhos, você quer saber mais algumas dicas para melhorar a sua vida financeira? Então, leia também nosso eBook e aprenda como juntar dinheiro e aumentar o seu patrimônio!