Tudo Sobre Consórcio

Saiba como dar um lance no consórcio em 6 passos

Veja, neste post, as estratégias de quem dá lances vencedores nos consórcios e adianta a contemplação.

Dar um lance no consórcio é uma alternativa muito interessante para quem dispõe de algum capital e deseja agilizar o recebimento da carta de crédito. Contudo, para tornar essa estratégia vencedora, é preciso ter atenção para alguns detalhes. Confira, neste post, 6 dicas que podem ajudá-lo a entender melhor o assunto!

1. Entenda os tipos de lances

Basicamente, o consórcio permite dois tipos de lances. No lance fixo, o consorciado deve ofertar um percentual do valor do crédito, definido pela administradora do consórcio. Se mais de um consorciado der o lance, o desempate é feito por meio de sorteio.

No lance livre, não há um percentual predefinido e ganha o consorciado que ofertar o maior valor.

Portanto, quando é utilizado o primeiro tipo de lance, você já sabe o valor que deve ser ofertado. Porém, no segundo caso, você terá que ter mais atenção para o comportamento do grupo, como sugerimos adiante. 

2. Conheça as regras de lance no consórcio

O consórcio é uma atividade econômica de grande importância, que permite que milhões de brasileiros tenham acesso aos mais variados bens, mesmo não dispondo de recursos para fazer uma compra à vista.

Por isso mesmo, ele é regulamentado pelo Banco Central, que exige que as administradoras de consórcio estabeleçam regras claras para todas as modalidades de contemplação, sejam elas por sorteios, no encerramento do grupo ou quando é dado um lance.

Portanto, para que você tenha condições de aumentar suas chances de contemplação por lance é indispensável conhecer em detalhes e o que dizem as regras do seu grupo sobre o assunto — essas regras, por sinal, devem estar descritas no contrato de adesão.

Por exemplo, é possível que um grupo de consórcio permita o chamado lance embutido, que é uma opção dada aos consorciados de utilizarem parte do valor da carta de crédito para pagar o lance ofertado. Se essa possibilidade existir, mesmo quem não tem dinheiro suficiente para dar um lance vencedor pode ser contemplado.

Há casos ainda em que o regulamento exige que o lance seja ofertado com antecedência de algumas horas da assembleia ordinária. Portanto, quem desconhece essa regra acaba perdendo a oportunidade de ofertar um lance.

Ainda, vale fazer uma ressalva importante, que diz respeito aos consórcios imobiliários especificamente. Afinal, nessa modalidade de consórcio as regras permitem a utilização do saldo do FGTS para dar lances, mesmo que seja de contas inativas.

No vídeo abaixo, você confere como funcionam os lances no consórcio de maneira prática:

3. Acompanhe as assembleias

Conhecendo as regras do grupo fica mais fácil de observar o comportamento dos demais consorciados e, assim, analisar quais estratégias são vencedoras. Para tanto, é claro, você precisa acompanhar as assembleias.

De fato, cada grupo mantém características próprias, o que significa que as realidades de uns não se aplicam necessariamente aos outros. Contudo, o acompanhamento ajuda na análise do seu próprio grupo.

4. Estude o histórico do seu grupo

A partir do momento em que você percebeu como se comportam os consorciados e que já tem um entendimento sobre os valores que normalmente são ofertados, você já conseguirá formar uma ideia de quanto será necessário para dar um lance vencedor no seu grupo.

Tenha em mente, porém, que os valores dos lances podem variar bastante de uma assembleia para outra. Assim, em um determinado mês pode ser que um lance mínimo saia vencedor, enquanto no mês seguinte o valor poderá maior. De qualquer forma, você conseguirá perceber o comportamento médio e estabelecer um próprio valor que possa superar os demais.

Nesse ponto, vale ressaltar que o valor deve ser condizente com as suas possibilidades de pagamento. Além disso, se as regras do grupo permitirem e você não tiver dinheiro para o lance, também é possível considerar o desconto do valor do lance da carta de crédito.

5. Fique de olho no calendário

Uma boa parte dos consorciados não planeja com muita antecedência quando vai dar o próprio lance e age por impulso, quando acha que pode sair vencedor. Porém, como existem épocas menos favoráveis para dar lances, enquanto outras são mais oportunas, é importante ficar de olho no calendário.

Naturalmente, os valores dos lances podem aumentar quando as pessoas têm maior disponibilidade de dinheiro, como ocorre quando o 13º salário é liberado. Em contrapartida, eles podem ser mais baixos nas ocasiões em que o dinheiro se torna mais escasso.

Por exemplo, no início do ano, quando as pessoas têm que pagar IPVA, IPTU e cobrir outras despesas, os lances de consórcios tendem a ser menores do que em outras épocas.

Portanto, é conveniente você se preparar para dar o seu lance em no momento mais adequado, que é aquele quando normalmente as pessoas gastam mais e, por isso mesmo, devem ter menos dinheiro para concorrer com você.

É claro que esta não é uma regra muito rígida, uma vez que, como você, outras pessoas também podem se preparar para dar lances nessas ocasiões. Contudo, certamente você sairá em vantagem com relação aos demais consorciados que não se preparam para agir no momento certo.

6. Insista

Vale lembrar que a possibilidade de contemplação por sorteio permanece, mesmo quando o consorciado opta por dar um lance. Sendo assim, o lance é mais uma oportunidade de contemplação, a qual permite você concorrer no sorteio mensal com chances em dobro. Por isso, vale a pena insistir sempre.

Porém, essa insistência não deve ser aleatória. Pelo contrário, deve obedecer a um planejamento estratégico que siga as orientações que foram passadas neste artigo.

Afinal, é importante levar em consideração que, durante todo o tempo em que você estiver frequentando as assembleias e ofertando lances, mesmo que eles não sejam vencedores, você adquirirá informações preciosas sobre o comportamento do grupo.

Com essas informações, no momento em que você tiver uma folga no orçamento — como a que ocorreu para várias pessoas com a liberação do saldo de conta inativa no FGTS, por exemplo —, você poderá agir de maneira certeira e dar o seu lance vencedor.

Agora que você já conhece as estratégias vencedoras para dar lance no consórcio, baixe nosso e-book e entenda as diferenças entre consórcio e financiamento e qual é a melhor opção!