Meu Primeiro Carro

5 atitudes para contribuir para um trânsito sustentável

Você sabe o que é trânsito sustentável e como pode contribuir com isso? Aprenda com essas dicas simples!

A evolução das sociedades e da tecnologia traz inúmeras vantagens para nós cidadãos. Infelizmente, ela também gera alguns transtornos, como o impacto negativo ao meio ambiente. É por isso que, nos últimos anos, o tema da sustentabilidade tem se fortalecido. Dentro desse contexto, é preciso falar sobre trânsito sustentável.

Você sabe o que é isso? É o esforço para diminuir a poluição causada pela queima de combustíveis. Como os carros se tornaram o principal meio de transporte nas grandes cidades, eles são responsáveis por muitos danos ambientais. Assim, precisamos pensar em alternativas que evitem ou minimizem esses efeitos.

A indústria automotiva já está desenvolvendo várias ideias nesse sentido, mas você também pode ajudar. Quer saber mais sobre o assunto? Veja algumas dicas para o seu cotidiano!

1. Não forçar o motor

Essa orientação não é sustentável apenas do ponto de vista do meio ambiente, mas também do seu bolso. Exagerar nas acelerações consome mais combustível e desgasta rapidamente as peças do carro. Tudo isso aumenta o impacto sobre a natureza. Portanto, fique atento às práticas de direção defensiva e não force o motor.

Quando você pisa no acelerador buscando maior potência, o sistema do veículo precisa queimar mais combustível. Consequentemente, o automóvel aumenta o consumo de gasolina e emite mais poluentes no ar. Praticar a direção econômica é a melhor opção para manter as boas condições do carro e contribuir para o trânsito sustentável.

Além disso, manter a velocidade abaixo da máxima permitida pela via e acelerar moderadamente garante a sua segurança e a dos demais participantes do trânsito. Esse também é um cuidado ligado à sustentabilidade, já que você estará prevenindo acidentes. Vale a pena dirigir com mais consciência.

2. Deixar a manutenção em dia

Todo proprietário de carro precisa realizar as revisões periódicas orientadas pelo fabricante. Nem sempre os motoristas dão a devida importância para essa atitude, mas ela é essencial. Somente dessa forma você se certifica de que o veículo está em bom estado e oferece segurança no dia a dia.

Outro benefício da realização de manutenções preventivas é a economia. Afinal, trocar as peças e realizar os serviços no tempo correto evita problemas maiores e mais caros no futuro. Se você deixa de substituir o óleo do motor, por exemplo, pode ter que arcar com uma conta alta na oficina quando isso prejudicar outros componentes do sistema.

Além dessas vantagens, fazer a manutenção também ajuda a construir um trânsito sustentável. Se você roda com o motor desregulado, ele polui muito mais. Dirigir com o carro desalinhado também aumenta o impacto ambiental, já que os pneus irão se desgastar mais e precisarão ser substituídos em uma frequência maior, gerando mais lixo.

Portanto, se você quer ser um cidadão consciente, não deixe de checar as datas das revisões do seu carro. Fique atento, ainda, às necessidades de manutenções corretivas. Sempre que notar barulhos no veículo, perda de desempenho do motor ou fumaça em excesso, por exemplo, procure um mecânico o quanto antes.

3. Combinar caronas com amigos

Que tal saber qual é o percurso feito pelas pessoas que trabalham ou estudam com você? Em geral, vivemos uma rotina muito individualizada. Isso faz com que a maioria dos carros nas ruas brasileiras esteja ocupada apenas por uma ou duas pessoas. Imagine o quanto de espaço o trânsito ganharia se essa realidade fosse diferente!

Em muitas cidades é difícil utilizar o transporte público, como ônibus ou metrôs. Essa é, inclusive, uma das maiores motivações para os brasileiros adquirirem o próprio carro. Mas com algumas atitudes simples é possível ser sustentável mesmo assim. Diminuir os trajetos feitos no automóvel, equilibrando com outros meios de transporte, é um exemplo.

Além disso, combinar caronas ajuda a diminuir o número de carros nas ruas. Quando você se reúne com um ou mais colegas para fazer uma rota, está contribuindo para diminuir o impacto ambiental causado pelo trânsito. Também pode minimizar seus gastos com transporte, revezando os carros ou dividindo o valor da gasolina.

4. Diminuir o uso do ar-condicionado

Ele é um grande alívio para os motoristas, principalmente no verão. Mas o ar-condicionado pode potencializar bastante os efeitos negativos no meio ambiente — o uso constante desse equipamento aumenta, em média, 20% no consumo de gasolina. Dessa forma, causa maior impacto ambiental do que quando você dirige com ele desligado.

Em dias muito quentes essa dica parece impossível de ser seguida. Entretanto, você pode aproveitar épocas mais amenas para diminuir o uso. O começo da manhã e o final de tarde também são bons períodos para fazer isso, considerando que o tempo está mais agradável. Você pode ir diminuindo a utilização aos poucos, para se acostumar com a diferença.

5. Fazer escolhas sustentáveis

A preocupação com o trânsito sustentável não é apenas dos motoristas. Como nós falamos no início do post, a indústria automotiva vem investindo em soluções tecnológicas sustentáveis nos últimos anos. Um exemplo disso é o desenvolvimento de veículos elétricos, que não utilizam a queima de combustível como a principal fonte de energia para o motor.

Por enquanto, esses automóveis ainda são poucos e mais caros, mas tudo indica que no futuro eles se tornarão uma escolha viável para grande parte dos proprietários. Quem já quer fazer a diferença hoje pode optar por comprar carros econômicos e que tenham motor flex, que aceita dois combustíveis. Nesse caso, prefira encher o tanque com etanol.

O álcool é uma alternativa à gasolina, pois não é derivado do petróleo. Além de poluir menos, ele é mais barato, já que não enfrenta as dificuldades ligadas às crises mundiais de combustível. Assim, adquirir veículos flex e abastecer com etanol é uma atitude sustentável.

Você precisa ficar atento apenas à necessidade de alternar os combustíveis, enchendo o tanque com gasolina em alguns momentos. O motivo para isso é que o álcool gera mais resíduo e pode entupir componentes do carro, como os bicos injetores. Usar gasolina ajuda a limpar o sistema.

Percebeu como algumas atitudes simples oferecem grande retorno na construção de um trânsito sustentável? Faça a sua parte para mudar a realidade do nosso planeta! É possível aproveitar o conforto do carro próprio e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente.

E então, este post ajudou você? Com o intuito de continuar contribuindo para um trânsito sustentável e ainda economizar, confira o que é interessante observar para a compra de um carro econômico.

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.