Meu Primeiro Carro

Como comprar carro sem entrada? Aprenda neste post!

Você sabia que o consórcio não exige valor de entrada para aquisição de veículos? Conheça mais sobre a modalidade!

Planeja comprar ou trocar de carro, mas não tem dinheiro suficiente para pagar o bem à vista e nem consegue juntar o valor para dar como entrada na aquisição? Então, o consórcio de veículos é a opção perfeita para você!

Diferentemente de outras formas de aquisição, o consórcio não exige um valor de entrada. Além disso você adquire seu carro de forma planejada e sem prejudicar seu orçamento.

Ficou interessado nessa modalidade e quer saber mais? Continue lendo e veja abaixo o que é e como funciona o consórcio de carros, além das suas vantagens e dicas para escolher uma administradora confiável. Confira!

O que é e como funciona o consórcio de carros?

O consórcio é uma modalidade de crédito baseada na união de pessoas que querem comprar um bem — neste caso, um carro. Os integrantes do grupo realizam contribuições mensais e formam uma espécie de autofinanciamento.

O pagamento dessas parcelas forma um fundo comum, que possibilita as contemplações do grupo. Elas acontecem nas assembleias mensais, onde um ou mais consorciados podem ser contemplados, por meio de sorteio ou lance. No sorteio, a cota é contemplada de forma aleatória, ou seja, o consorciado conta com a sorte.

Já o lance é a antecipação de parcelas do consórcio, o que aumenta as chances de contemplação. Ou seja, o lance é uma boa opção para quem tem mais pressa em adquirir o bem e conseguiu economizar algum dinheiro para isso. Geralmente quem oferta o maior lance é o vencedor. Vale lembrar que só é necessário pagar sua oferta caso seja contemplado.

A contribuição mensal paga por cada consorciado vai variar conforme o plano escolhido. Os planos oferecem valores de parcelas para todos os bolsos e, em alguns deles, é possível pagar uma parcela reduzida até a contemplação da cota ou por um prazo determinado, conforme previsto em contrato. 

Até ser contemplado com o crédito, o consorciado pode mudar de ideia sobre qual veículo deseja comprar. Isso porque a carta de crédito permite adquirir qualquer tipo, modelo ou marca de veículo, inclusive motos, motonetas, caminhonetas e utilitários. Segundo regras definidas pelo Banco Central, apenas a categoria do bem, prevista no contrato, deve ser respeitada na hora de utilizar o dinheiro.

Quais são as vantagens do consórcio?

Além de dispensar o pagamento de um valor como entrada, outra vantagem do consórcio é não cobrar juros. O que existe é a taxa de administração, que geralmente tem um valor mais acessível se comparado com outras formas de compra parcelada.

Outro benefício do consórcio é que, mesmo realizando o pagamento de forma parcelada, sua carta de crédito permite fazer a compra do bem à vista. Essa forma de pagamento costuma proporcionar um bom desconto quando se trata da aquisição de veículos, por isso você pode aproveitar uma boa negociação.

Adquirir uma cota em um consórcio de veículos pode ser visto como um maneira de formar um patrimônio pessoal de longo prazo. Isso porque a modalidade de crédito possibilita uma espécie de poupança forçada.

As parcelas pagas ficam sob responsabilidade da administradora do grupo. Dessa forma, é possível evitar saques dos valores e a realização de compras por impulso, por exemplo.

No momento em que adquire uma cota o consorciado é incentivado a criar uma disciplina financeira, já que, caso não esteja em dia com as parcelas mensais, não pode participar de sorteios e, portanto, não consegue ser contemplado com a carta de crédito. Por esses motivos a modalidade de crédito atende muito bem quem deseja fazer uma compra de forma planejada.

Além disso, o consorciado tem seu poder de compra mantido durante o andamento do consórcio. Isso por que a carta de crédito é reajustada periodicamente, de acordo com o índice previsto em contrato.

Como escolher a administradora?

Quem comercializa e gerencia os grupos de consórcio são as administradoras de consórcios. Essas instituições são responsáveis por formar os grupos, gerenciar o dinheiro dos participantes, organizar sorteios e lances e também controlar os níveis de inadimplência dos consorciados.

Mas o que deve guiar a decisão por uma administradora? Além do custo das taxas cobradas, quem quer contratar um consórcio deve buscar transparência, tradição e reputação da empresa, bem como flexibilidade e bom atendimento, inclusive após a compra. Essas características fazem a diferença ao longo do prazo de pagamento.

Para funcionarem, as administradoras devem ter autorização do Banco Central. Além da lista de instituições autorizadas a administrar consórcios, o BC também divulga o ranking de reclamações de cada administradora. Também é aconselhável verificar sites de reclamações e listas de serviços de proteção ao consumidor.

É interessante verificar também há quanto tempo a empresa já está no mercado e analisar o contrato, já que cada administradora tem regras próprias, como para lances e reajustes de parcelas, por exemplo.

Por isso o contrato de adesão deve ter cláusulas claras, mostrando o valor da taxa de administração e outros custos. O índice de reajuste das parcelas deve ser explicado no documento, bem como o processo do sorteio, contemplação e lance.

Além disso, é importante que ela tenha uma boa estrutura para sanar eventuais dúvidas, sejam elas antes ou após a aquisição da cota. Assim você terá certeza que a administradora preza pelo bom atendimento do seu cliente.

Como visto, o consórcio é uma ótima forma para comprar um carro, pois além de não cobrar juros nem exigir um valor de entrada, a modalidade ainda permite fazer uma aquisição de forma planejada com parcelas que cabem no orçamento.

Gostou dessa modalidade de acesso ao crédito? Agora que você sabe que é possível se planejar e começar a pagar pela aquisição do veículo a partir de agora, faça uma simulação e veja qual o melhor plano para realizar o seu sonho!
Simule Seu Consorcio

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.