Meu Primeiro Carro

Como juntar dinheiro para comprar um carro? Veja a melhor opção!

Quer realizar o sonho de ter o seu próprio carro? Saiba agora como juntar o dinheiro necessário para essa conquista!

Depender de transporte público ou táxi para se locomover nas cidades nem sempre é algo confortável. Além dos gastos, há incômodos como o tempo de espera, a demora no trânsito e a insegurança de andar nas ruas. Por esses e vários outros motivos, o sonho de muitos brasileiros é comprar seu próprio veículo, seja novo ou seminovo.

As vantagens são inúmeras. Afinal, quem não quer fazer seus itinerários com mais liberdade? Entretanto, para que esse sonho se realize há um desafio importante: saber como juntar dinheiro para comprar um carro. Muitas pessoas se esforçam para isso, mas não conseguem reunir o valor suficiente.

Se você é uma delas, fique atento às dicas que trouxemos neste post e saiba como mudar essa situação de uma vez por todas. Vamos lá?

Livre-se das dívidas

O primeiro passo da organização financeira é sair do vermelho. Estar endividado não significa que o sonho de comprar um carro é impossível. Ele pode precisar ser adiado, mas com disciplina e planejamento você vai descobrir que essa realização está mais perto do que o esperado.

Colocar as contas em dia e se livrar das dívidas nem sempre é fácil, mas podemos ajudar. Comece listando tudo o que você está devendo. Essa etapa parece óbvia, porém, muitos endividados evitam fazer isso para não ter que encarar o problema. Assim, as dívidas vão aumentando e a pessoa acaba mais enrolada do que deveria.

Mesmo com medo, faça uma lista das contas que você tem em atraso. Essa atitude é fundamental para entender o tamanho da dificuldade e iniciar a mudança. Feito isso, avalie suas condições de pagamento e negocie com os credores. Geralmente, a opção mais viável é parcelar o valor, mas se você puder juntar algum dinheiro e negociar descontos para o pagamento à vista vale a pena.

Há, ainda, a alternativa de trocar dívidas caras por mais baratas. Funciona assim: você calcula o total do que deve e procura empréstimos em bancos ou financeiras que cobrem juros menores do que os pagos atualmente. Dessa forma, o dinheiro é usado para quitar tudo e você fica pagando as parcelas do empréstimo. Lembre-se apenas de garantir que as mensalidades caibam no seu bolso.

Comece a organização

Para quem não tem dívidas ou já resolveu seus problemas com elas, chegou a hora de organizar a vida financeira. Um dos maiores motivos de endividamento é o descontrole do orçamento doméstico. E isso acontece por falhas básicas, como não anotar os gastos frequentes ou passar dos limites no cartão de crédito.

A organização financeira começa com o registro das suas fontes de renda e dos custos mensais. Hoje em dia, existem aplicativos de celular que ajudam nessa tarefa. Ela pode ser feita também em planilhas no computador ou mesmo manualmente em uma agenda ou caderno. O importante é que você encontre a ferramenta mais fácil e crie o hábito de anotar diariamente o que gasta.

No início pode ser difícil manter esse compromisso. Entretanto, é fundamental reconhecer a importância disso. Afinal, se você deixa de controlar as entradas e saídas de dinheiro nunca vai saber para onde seu salário está indo ao final do mês. Quem quer realizar sonhos de consumo precisa ter essas informações.

Então, mão na massa! Registre o quanto você ganha e anote as contas fixas que precisa pagar. Depois, fique atento para acompanhar os gastos variáveis. Comprou um almoço perto do trabalho? Anote. Foi em um restaurante para se divertir depois do serviço? Registre o quanto gastou. No fim do mês, vai ser possível analisar as movimentações e tomar decisões mais conscientes sobre seu dinheiro.

Monte um planejamento financeiro

Depois de organizar seu orçamento, chegou a hora de planejar de fato o que fazer com suas finanças. Na etapa anterior você apenas registrou tudo o que entra e o que sai da sua conta mensalmente. Agora, é o momento de avaliar as anotações e refletir sobre como o seu salário está sendo utilizado.

Quer saber como juntar dinheiro para comprar um carro? Olhe para os seus registros e divida os gastos em categorias (os aplicativos já podem fazer isso por você). Fica mais fácil planejar as finanças quando se sabe o que está sendo gasto em alimentação, transporte, moradia, lazer etc.

Olhando os custos dessa forma é possível ver onde pode cortar gastos. Por exemplo, contratou planos de telefone, televisão e internet? Você utiliza tudo o que eles oferecem ou há a possibilidade de cancelar ou, pelo menos, mudar para opções mais baratas? Se sim, essa é uma forma de fazer sobrar mais dinheiro para a realização dos seus projetos futuros, como o carro.

Outro fator que influencia muito no descontrole financeiro é o consumo, principalmente quando a pessoa confia demais no cartão de crédito. Se for o seu caso, vale a pena analisar a fatura e ver em que categorias está extrapolando. Quando o objetivo é juntar dinheiro, o ideal é planejar as compras, seja de roupas, livros ou outros artigos pessoais. Trocar os gastos com lazer por opções gratuitas ou mais baratas também é uma boa dica.

Faça um consórcio

Você gostou das orientações para fazer sobrar mais dinheiro, mas não sabe como montar uma poupança para o futuro? Esse problema é comum. Muitas pessoas simplesmente não conseguem reservar um valor e evitar mexer nele. Nesses casos, a reserva acaba sendo utilizada quando surge uma necessidade ou mesmo um impulso consumista.

Também temos uma solução para essa dificuldade. O consórcio, nesses casos, atua como um investimento "forçado", em que você tem a garantia de que o dinheiro será poupado todo mês e servirá para o único objetivo de comprar o carro. Isso faz dele a melhor alternativa para adquirir o veículo sem desequilibrar suas finanças.

É possível escolher uma cota de consórcio de carro que caiba no seu bolso e fazer os pagamentos com tranquilidade, sabendo que está se aproximando da realização de um sonho. Assim, todos os meses você investe no seu futuro. E o melhor: não paga juros por isso, como seria no caso de financiar o bem.

Com todas essas dicas você já sabe como juntar dinheiro para comprar um carro. Com certeza a realização dessa conquista é muito mais especial quando não há desequilíbrio financeiro ou endividamento. Coloque nossas orientações em prática e aproveite seu veículo!

E então, está pronto para começar a caminhada rumo ao futuro? Baixe nosso e-book com o guia completo de aquisição de carros via consórcio!

Guia Completo De Aquisicao Via Consorcio De Veiculos

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.