Meu Primeiro Carro

Entenda como funciona carro automático de forma prática

Carros com câmbio automático são práticos, confortáveis e seguros para dirigir. Aqui, você vai saber mais sobre eles!

Quer saber como funciona carro automático? Explicando de maneira simples, um automóvel com câmbio automático dispensa embreagem, ou seja, só apresenta o pedal do freio e do acelerador. O motorista não precisa passar marchas com a alavanca, como em um veículo manual, já que o próprio carro se encarrega da tarefa.

Então, chegou a hora de adquirir seu sonhado veículo e quer descobrir como o automático funciona na prática? O primeiro passo é ler o nosso artigo até o fim para escolher o melhor tipo de câmbio ao comprar seu carro novo.

De início, vamos observar as diferenças entre o manual e o automático. Continue lendo!

O câmbio manual e o automático

O sistema de câmbio de um veículo é uma escala de velocidade e torque do motor. Cada marcha dita a relação entre velocidade e potência. Marchas baixas, mais potência e menos velocidade; marchas altas, menos potência motora e maior velocidade no deslocamento do carro.

O que acontece de diferente no carro manual e no automático?

Nos carros de câmbio manual, o motorista precisa “sentir” o momento exato da troca de marcha para pisar na embreagem com o pé esquerdo, acionar manualmente a alavanca de transmissão e mudar para a marcha adequada à situação.

Em um carro automático, tal habilidade é dispensada, pois o sistema de transmissão, seguindo sua configuração, substitui o motorista na hora de trocar de marcha. O próprio veículo se encarrega de identificar o momento exato para executar o ajuste e mudar para a marcha adequada. Ao dirigir um automático, você só precisa controlar a velocidade com o acelerador e o freio. O pedal de embreagem nem existe.

Como funciona carro automático?

O sistema automático convencional funciona por meio de um conversor de torque aliado ao câmbio, com discos que se movimentam pela pressão do óleo. É mais robusto, mais preciso e de manutenção mais fácil.

Já o sistema chamado CVT (Continuously Variable Transmissions), mais comum em carros híbridos, como o Toyota Prius, apoia-se em polias cônicas ligadas a uma correia. Não é tão robusto como o automático convencional, apesar de ser bastante eficiente.

Há, ainda, o câmbio automatizado, no qual um sistema eletrônico assume o controle da embreagem e da troca de marchas. O preço do veículo é mais vantajoso, mas ainda há poucos profissionais habilitados para sua manutenção. Além disso, alguns componentes precisam ser trocados com mais frequência. 

Particularidades de um carro automático

Interessou-se e quer saber o que vai encontrar no carro automático? A primeira coisa notável será a falta do pedal da embreagem, pois ele é dispensável. Então, seu pé esquerdo não terá nenhuma função. Os pedais presentes serão apenas o de freio e o de acelerador.

Quem encara o trânsito complicado dos grandes centros urbanos vai gostar do conforto de não ter que trocar de marcha a todo momento, como acontece com os carros manuais.

Dirigir um veículo automático é bem mais simples, o que favorece as pessoas com mobilidade prejudicada e limitações de coordenação motora. A direção também é mais confortável e segura.

O motor de um carro automático raramente “morre”, já que o encaixe das marchas não depende de ação humana. Quem está no comando da mudança de marchas é o próprio veículo e não o motorista.

Outro ponto é que os câmbios manuais sofrem desgastes pelo mau uso do sistema, o que não acontece nos automáticos. Isso significa que as manutenções dos automáticos serão menos frequentes, apesar de mais caras.

É bom ressaltar que o carro automático pode consumir mais combustível que o manual, devido à troca de marcha em alta rotação. Porém, os avanços tecnológicos dos modelos mais modernos já conseguem manter a rotação praticamente inalterada nas trocas de marcha, reduzindo o consumo de combustível.

Como dirigir carro automático

Agora que você já entendeu como funciona carro automático, está na hora de saber como dirigir um deles.

Para começar, observe as letras e números indicando as diferentes posições da alavanca:

- P: vem do inglês "park", que significa "estacionar". Nessa posição, as rodas de tração estarão bloqueadas;
- R: do inglês "reverse", é a posição de marcha à ré;
- N: de "neutral", é o ponto morto. Nessa posição, as rodas de tração não estarão bloqueadas;
- D: da palavra inglesa "drive", é a posição para dirigir;
- 4 - 3 - 2 - 1 (L): são posições que bloqueiam as marchas, impedindo que o veículo faça a troca automaticamente.

Para dirigir, é bastante simples: de início, a posição da alavanca estará no P (park). Com seu pé direito, pressione o pedal esquerdo, que é o do freio. Ligue o carro usando a chave de ignição ou o botão de acionar o motor. Com o pé ainda no freio, mude a alavanca da posição P para D, se quiser mover o carro para a frente, ou R, se quiser dar marcha à ré.

Estando na posição D e com o carro em movimento, basta controlar a velocidade com os pedais de acelerador e de freio. Tal posição pode ser mantida mesmo em paradas rápidas, como em um sinal de trânsito fechado.

Enquanto o veículo estiver se movimentando, o câmbio automático vai selecionar a marcha correta para diferentes situações, fazendo todo o trabalho para você. No final do trajeto, com o carro parado, mantenha o pé no pedal do freio, mude a alavanca para P e desligue a ignição.

Alguns modelos de carro automático também apresentam a opção de selecionar primeira ou segunda marcha. É um recurso útil em situações em que é preciso “segurar” o carro em velocidade mais baixa, como ao descer uma ladeira, por exemplo.

Lembre-se que a posição R, para dar marcha à ré, só pode ser ativada com o veículo parado.

Muito simples, não é mesmo? Então, a leitura do nosso artigo mostrou as diferenças e características de um veículo de câmbio automático em relação a um de câmbio manual. Mostramos, de forma simples e didática, como funciona carro automático e o que fazer para dirigir um deles.

Já se sente preparado para escolher com segurança? Então, só falta ler nosso artigo que apresenta os 11 carros automáticos mais baratos do Brasil. Aproveite, faça uma boa escolha e desfrute de seu veículo novo!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.