Meu Primeiro Carro

Melhores motos: afinal quais apresentam o melhor custo-benefício?

Quer comprar uma moto, mas está em dúvida? Veja quais são os melhores modelos e como escolher a ideal para você.

Quem está na fase de conquista e aumento de patrimônio precisa considerar suas opções com cuidado. Uma alternativa é escolher uma moto entre as melhores do mercado. Além de apresentar um ótimo custo-benefício, uma moto é um meio de locomoção que facilita e agiliza o dia a dia. Não parece uma ótima pedida?

Porém, quais são esses modelos? Por que estão enquadrados entre os melhores? Quais são suas características? Fazer uma análise aprofundada dessas questões ajuda a definir a motocicleta mais adequada para o seu momento de vida.

É por isso que vamos apresentar esses detalhes neste post. Então, que tal conferir as informações para fazer a escolha mais acertada? Acompanhe!

A importância de analisar a moto mais adequada para você

Fazer um guia com as melhores motocicletas é uma tarefa difícil. O custo-benefício varia muito, porque depende das suas necessidades. Por exemplo: se você usa o veículo para trabalhar, precisa de um modelo mais simples e econômico, pois para o dia a dia, um menor consumo de combustível é mais interessante. Agora, se a ideia é viajar em 2 rodas, precisa de mais conforto e a possibilidade de carregar mais coisas. Muitas vezes, esse tipo de motocicleta tende a custar mais, especialmente se outros acessórios entrarem na lista de complementos. Por isso é importante pesquisar o melhor modelo para você.

Assim sendo, o melhor custo-benefício depende das características que você considera essenciais. Mas lembre-se sempre de pesquisar bastante e verificar o consumo do modelo. Adicione ao seu levantamento os gastos com impostos, manutenção e seguro, porque eles também pesam no bolso.

É dessa maneira que você conseguirá garantir o máximo de economia dentro daquilo que precisa ou deseja. Então, que tal conhecer os modelos mais recomendados do mercado?

As melhores motos do mercado

Os modelos com ótimo custo-benefício estão listados a seguir. Confira.

Honda CG

Essa moto é clássica e está há muitos anos no mercado brasileiro — já é vendida desde 1976. Tem ótimo custo-benefício, porque alia valor baixo de manutenção e economia.

Confira alguns modelos da Honda CG:

- 125i Fan: custa a partir de R$7.161 pelo site da Honda e tem um consumo médio de 42,7 km/L, conforme o Motonline;
- 125i Cargo: é vendida a partir de R$7.165, conforme a Honda, e tem consumo de 40 km/L, de acordo com o site Motos Novas;
- 160 Titan: custa a partir de R$10.490, segundo a Honda, e seu consumo é de 35 km/L, conforme o MotoClube;
- 160 Fan: tem valor a partir de R$9.390 pelo site da Honda e consumo de 35 km/L com gasolina, segundo o MotoClube;
- 160 Cargo: tem valor a partir de R$9.490, de acordo com a Honda, e faz, em média, 33,5 km/L, conforme o site Motor 1.

Em suma, essa moto é uma das melhores porque é perfeita para o dia a dia. É robusta e bastante econômica, o que permite chegar mais longe pagando menos.

Honda Biz

Esse modelo é específico para a cidade. É uma motoneta, o que significa que o motorista fica sentado, não montado. Em média, os modelos fazem 40 km/L ou até mais, dependendo do trânsito e do uso. O dado é do site QC Veículos.

Está na lista das mais vendidas, tendo sido comercializadas mais de 57 mil unidades apenas no primeiro semestre de 2017, conforme o G1. Pelo site da Honda é possível conferir os dois modelos disponibilizados atualmente.

Um deles é o 110i, que pode ser adquirido a partir de R$7.636. O outro é a Biz 125, que é um pouquinho mais cara — custa pelo menos R$9.446.

Suzuki Yes 125

Essa moto é uma das mais baratas do mercado e é bastante ágil na cidade, devido ao fato de ser altamente compacta. O consumo tem uma média de 40 km/L. Mesmo com essa economia, é de alta qualidade e se torna uma boa opção para quem deseja comprar um veículo como esse. Seu valor inicial é R$6.709, conforme o site Motos 2018.

Seu desempenho na estrada impressiona, fazendo com que ela tenha se consolidado no mercado como um excelente custo-benefício. Por ser mais compacta que as concorrentes de categoria, ela passa a impressão de também ser mais leve, embora tenha um peso parecido.

Com motor de 124 cc, é possível adquiri-la com recursos opcionais de fábrica, como partida elétrica, gasolina reserva, odômetro total e parcial, indicador de marcha, freio a disco na dianteira e mostrador. Isso faz com que ela fique ainda mais completa.

Kawasaki Ninja 400

Conhecida pela enorme potência — aparecendo frequentemente em competições — o modelo Ninja 400 da Kawasaki também deve ser considerado como uma boa opção. Espécie de atualização da Ninja 300, ela tem 45 cavalos a mais e é um deleite para as pessoas que são verdadeiramente apaixonadas por motos.

Com ABS de série, ela é considerada como um meio-termo entre as concorrentes do segmento esportivo. O preço, por conta das suas características únicas, é um pouco maior que o das alternativas econômicas: gira em torno de R$23.990, segundo a Revista Auto Esporte.

Vale lembrar que o motor é de 2 cilindros e 399 cc de cilindradas. Ela tem 6 marchas e pesa 168 kg. Como resultado dessa combinação, ela tem um motor compacto, que se assemelha a de um 250 cc. Há, portanto, um equilíbrio entre performance e controle, que gera bom desempenho em todas as faixas de rotações.

Honda XRE 190

Perfeita para aventuras dentro ou fora da cidade, a XRE 190 pode ser definida por uma palavra: versatilidade. Com sistema de partida elétrico e potência de 16 cavalos, aproximadamente, ela é conhecida por ser uma moto muito leve em proporção ao desempenho.

O freio dianteiro tem a tecnologia ABS, garantindo distância do solo, o que é ótimo para cidades com muitos buracos e valetas. Infelizmente, pessoas de estatura mais baixa terão dificuldades para apoiar os dois pés no chão, o que pode prejudicar a estabilidade nas paradas.

Se você precisa fazer pequenas viagens e gosta de aproveitar a natureza, a XRE é uma boa pedida. Afinal, ela apresenta carenagem lateral com volume, robustez e linhas precisas, o que garante que sua aventura aconteça com o máximo de segurança. O modelo sai por a partir de R$13.760, de acordo com o site da Honda.

Dafra Apache RTR 200

Embora não seja uma montadora popular entre o grande público, a Dafra tem uma série de fãs ao redor do mundo. Um de seus lançamentos mais recentes, a Apache RTR 200 é perfeita para quem anda pela cidade, mas faz questão de agilidade e potência no dia a dia.

Além de ser consideravelmente leve (149 kg), ela tem uma potência de 21 cavalos e motor de 198 cc. Seu consumo é de 30 km por litro, em média, e ela tem boa distância do solo (180 mm). Os freios têm a tecnologia ABS e há um bom tamanho e distância no entre-eixo. Os preços ficam a partir de R$15.000, de acordo com o site Motos 2019. A princípio, ela será disponibilizada em três combinações de cores:

- vermelho fosco;
- branco e preto;
- branco e vermelho.

O design moderno e o estilo agressivo combinam tanto com a estrada quanto com o cenário urbano. A Apache também traz banco bipartido com entradas de ar na rabeta, suporte de mão do garupa e um novo conceito de farol dianteiro.

Triumph Tiger 800 XR

Assim como outras motocicletas desta lista, a Triumph Tiger 800 também tem um estilo aventureiro que se adéqua bem ao contexto cotidiano — ela é boa para ir ao trabalho e funciona muito bem para o lazer. Como se trata de uma opção luxuosa e com mais recursos que as concorrentes, o custo é mais elevado: um modelo novo sai a partir de R$43.190.

O acabamento e a iluminação em LED faz com que ela seja um modelo mais sofisticado que os outros. A tecnologia também ajuda a entender o investimento necessário para se ter uma dessas na garagem: o painel é de TFT e há seis modos de pilotagem.

O motor é outro grande atrativo: é triplo, tem 95 cavalos de potência e 800 cc. Sendo assim, ela é a escolha perfeita para quem precisa de uma moto para pegar a estrada e percorrer longas distâncias. Para maior conforto de quem pilota, ela também tem ABS comutável e controle de tração.

3 dicas para economizar na compra da sua moto

Na hora de adquirir o seu veículo, é importante considerar alguns aspectos. Veja quais são os principais.

1. Usabilidade

A moto pode ser usada para o dia a dia ou para outras finalidades. Essa questão impacta a escolha do modelo e o total que será desembolsado. De toda forma, você deve ter percebido que os modelos com melhor custo-benefício são aqueles usados rotineiramente.

2. Tipo físico

O veículo deve estar adaptado para seu peso e altura. Caso contrário, o desempenho da moto pode ser afetado e o conforto, menor. Veja se consegue colocar os pés no chão facilmente e se equilibrar com tranquilidade. Também saiba que uma moto pequena é pouco adequada para quem é muito grande ou pesado.

3. Opções de pagamento

A compra da motocicleta exige um investimento e a melhor forma de fazer isso é pelo consórcio. O consórcio é uma forma flexível de aquisição, onde você pode escolher o plano que cabe no seu bolso e fazer os pagamentos com tranquilidade. Além de oferecer maior economia pela ausência de juros, essa modalidade de aquisição não exige entrada.

Já no financiamento, além de existir a cobrança de juros, a maioria requer que o comprador tenha pelo menos 20% do valor do bem desejado como entrada, que é uma forma de atestar sua disponibilidade financeira

Dessa forma, fica claro que o consórcio é a melhor alternativa para adquirir uma das melhores motos listadas, ou até outro modelo que você deseja. Então, que tal definir qual das opções é a mais indicada para o seu caso?

Se você gostou do texto, aproveite para conhecer 5 vantagens de participar de um consórcio de motos!

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 5 de Junho de 2018 | Atualizado em 5 de Fevereiro de 2019.

melhores motos melhores motos escolher moto escolher moto

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.