Meu Primeiro Carro

Revisão de carros: o que você precisa saber está aqui

Você realiza as revisões do seu carro de forma correta? Entenda por que e como fazer isso no nosso post!

Se você tem um veículo, precisa ficar atento a algumas responsabilidades específicas, sabia? Afinal, a realização do sonho de comprar um carro traz consigo obrigações fundamentais, como o pagamento de impostos, a contratação de um seguro e, claro, a necessidade de providenciar a revisão de carros. Entenda desde já: manter o veículo revisado é fundamental para sua segurança e saúde não só física, mas também financeira!

Você ainda não tem certeza sobre isso? Então confira agora mesmo as informações que separamos para este post! Ao longo dos próximos tópicos, você vai entender como e por que devem ser feitas as manutenções do seu companheiro de estrada. Vamos lá?

Qual a importância da revisão de carros?

Vale a pena deixar as revisões do seu veículo em dia por pelo menos 3 motivações principais: manter o bom funcionamento do sistema, economizar em manutenções corretivas (que costumam ser bem mais caras que as revisões) e, claro, cumprir a legislação de trânsito e as normas de segurança.

Funcionamento do carro

O primeiro motivo para fazer a revisão com frequência diz respeito ao fato de que ela é indispensável para manter a vida útil das peças e garantir que o carro funcione em boas condições por muito tempo. Na prática, as informações que o manual do veículo traz sobre cada componente do sistema só serão verdadeiras se você se responsabilizar pelos cuidados essenciais do veículo. Isso também diminui a depreciação e melhora as condições de revenda no futuro.

Cumprimento da legislação

As manutenções também são fundamentais para que você cumpra as leis e dirija com mais segurança. No Brasil, os órgãos de trânsito regulamentam e fiscalizam o comportamento dos motoristas e as condições de conservação dos carros. Fazer as devidas manutenções e trocar peças no tempo correto é uma maneira de cumprir a legislação e evitar multas.

Além de não ser penalizado pelos fiscais, a revisão de carros também permite que você encontre segurança no trânsito, confiando que, assim como o seu, os outros veículos circulam em boas condições de funcionamento. Dirigir sem essa garantia expõe tanto você como as demais pessoas a riscos de acidentes causados por panes mecânicas.

Busca pela economia

Tão importante quanto as outras, a última razão está relacionada à economia. A revisão do carro o deixa protegido contra panes, evitando que gaste mais dinheiro e tempo para resolver problemas que podem ser facilmente evitados. Deixar de trocar o óleo lubrificante do motor, por exemplo, tem como consequência o desgaste de componentes muito mais caros que ele. Ao tentar evitar o gasto com a revisão hoje, portanto, você pode gerar um gasto bem maior para o futuro.

Com que frequência o veículo deve ser revisado?

Assim como muitos motoristas, você também tem dúvidas sobre a frequência ideal para as revisões de carros? Pois saiba que o manual do proprietário traz todas as informações necessárias para você cuidar do bem que comprou, viu? Como os períodos de revisão podem ser diferentes para cada marca e modelo, é importante se basear nas orientações dadas pela fábrica.

Além disso, também é interessante contar com um mecânico de confiança para saber quando marcar as revisões. Afinal de contas, dependendo do uso que você faz do veículo, as manutenções indicadas no manual do proprietário podem precisar ser antecipadas ou mesmo adiadas. Isso acontece porque as orientações são pensadas para carros com uso moderado. Se algo nessa equação muda, seja para mais ou para menos, é preciso rever as indicações.

Se você faz viagens constantes ou expõe o veículo a vias de má qualidade, por exemplo, é provável que as peças enfrentem maior desgaste, precisando ser trocadas antes do previsto. Ao contrário, se o carro sai bem pouco da garagem, provavelmente alguns componentes vão durar mais tempo que o esperado. A pessoa mais indicada para fazer essa avaliação é um mecânico experiente e confiável.

Um fator importante, mas que muitos motoristas costumam deixar de lado, é a necessidade de revisar o veículo antes de fazer uma grande viagem. Mesmo que você cumpra todas as orientações e o carro esteja com as manutenções em dia, não deixe de levá-lo para uma avaliação antes de pegar a estrada. Sem essa garantia, torna-se arriscado rodar muitos quilômetros em estradas muitas vezes sem estrutura de apoio ou sequer sinal de celular.

Por fim, fique atento ainda a eventuais indícios dados pelo próprio carro. Um barulho diferente ou mudanças percebidas ao dirigir podem apontar para a necessidade de uma manutenção. O ideal é ir à oficina assim que notar algo diferente. Dessa forma, você consegue resolver o problema antes da situação piorar, evitando dificuldades maiores depois.

Que itens precisam ser revisados?

Uma dúvida comum aos motoristas diz respeito às peças que precisam de manutenção. Por mais que isso dependa da idade e da quilometragem de cada veículo, preparamos aqui uma listinha com os principais itens que sempre merecem atenção. São eles:

- pneus;
- luzes;
- óleo do motor;
- sistema de arrefecimento;
- velas de ignição;
- filtros;
- freios;
- sistema elétrico;
- suspensão.

Agora vamos saber em mais detalhes sobre as necessidades de revisão de carros para cada item e o período em que elas costumam acontecer.

Pneus

Em geral, os motoristas são orientados a calibrar o jogo de pneus (inclusive o estepe) a cada 15 dias ou sempre que sentir necessidade. É importante também ficar de olho em sinais que indiquem furos ou irregularidades, como rasgos ou bolhas. Nesses casos, providencie o conserto ou a troca o quanto antes.

Além disso, a substituição dos pneus deve ser feita sempre antes de chegarem ao desgaste máximo, quando ficam carecas. Lembre-se também de realizar o alinhamento e o balanceamento do veículo com frequência, principalmente antes de viajar com ele.

Luzes

As luzes são itens de segurança importantíssimos. Não é à toa que os órgãos de trânsito multam os motoristas que circulam com alguma lâmpada queimada. É essencial, portanto, checar o funcionamento de todas com frequência e realizar a troca sempre que necessário. Andar com as luzes acesas à noite e usar direitinho os sinais e as setas são ações fundamentais para a visibilidade e, consequentemente, a segurança nas ruas.

Óleo do motor

Esse componente cumpre funções indispensáveis no sistema, refrigerando as peças do motor, diminuindo o atrito entre elas e as protegendo contra poluentes externos. Por suas especificidades, a troca do óleo é uma das manutenções de carros mais frequentes. É preciso fazer a substituição a cada 6 meses ou 10 mil quilômetros rodados.

Sistema de arrefecimento

Esse é o principal responsável pelo resfriamento do motor. O líquido que circula por esse sistema mantém a temperatura do carro e impede o superaquecimento. Rodar com problemas aí pode causar panes severas e sérios acidentes. Em geral, o indicado é fazer a limpeza do radiador, trocar o líquido e checar o estado das outras peças a cada 30 mil quilômetros rodados.

Velas de ignição

As velas de ignição são responsáveis pela energia que aciona o motor e pela manutenção da potência do carro. Rodar com problemas nesse elemento pode fazer o veículo falhar, perder força, usar mais combustível e emitir mais poluentes. Para evitar esse tipo de transtorno, acompanhe as orientações dadas para a troca desses componentes no manual do proprietário.

Filtros

O veículo tem diversos filtros para proteger seus sistemas contra impurezas externas. É o caso do filtro de óleo, de combustível e de ar do motor. O ar-condicionado também tem um filtro responsável por manter limpo o que você respira dentro do carro. Cada uma dessas peças tem orientações específicas em relação à revisão. Acompanhe as informações do manual a respeito e consulte seu mecânico de confiança caso surja qualquer dúvida.

Freios

O sistema de freios é um dos mais importantes do carro. Imagine enfrentar uma pane e não conseguir frear o veículo! Com certeza, isso traria enormes riscos para você, outros motoristas e até pedestres. A recomendação, portanto, é realizar as manutenções preventivas na data correta e procurar um mecânico sempre que sentir dificuldade na frenagem ou caso ouça barulhos ao acionar o pedal.

Sistema elétrico

Um dos principais componentes desse sistema é a bateria. Rodar com falhas elétricas é perigoso, pois o carro pode apresentar problemas e até mesmo deixar de funcionar. É bom, assim, ficar atento às necessidades de manutenção e à vida útil da bateria que adquiriu. Além disso, procure a oficina se sentir o motor falhando ou perceber qualquer dificuldade para ligar o carro.

Suspensão

A suspensão é a principal responsável por seu conforto ao dirigir. Também é fundamental para a segurança no trânsito, já que proporciona o equilíbrio do carro nas curvas e a estabilidade do veículo no asfalto irregular. Ao contrário do que muita gente pode pensar, deixar de fazer a revisão desse componente não vai apenas causar desconforto aos passageiros, ok? Por isso, acompanhe a situação das molas e dos amortecedores, providenciando a troca na data indicada.

Neste post, você conferiu todas as informações de que precisa sobre a revisão de carros. E agora que já reconhece a importância das manutenções, não se esqueça: procure deixar tudo em dia, de acordo com o manual do veículo e as orientações do mecânico. Assim, você vai rodar com muito mais segurança, evitando problemas e prejuízos.

E então, o que achou deste post? Cuidar da vida útil do seu veículo é fundamental! Aproveite para aprender o que significa cada barulho do seu carro e mantenha ele sempre na melhor condição.

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.