Meu Primeiro Carro

Você sabe qual é o óleo de motor ideal para o seu carro?

Confira tudo que você precisa saber sobre a troca do óleo de motor do seu carro, e mantenha seu veículo em dia.

Quem é dono de carro já deve ter passado pelo momento da troca do óleo de motor ou lubrificante, como também é chamado. Com tantas marcas e informações no mercado, não é difícil ficar confuso na hora de escolher o produto correto para o seu veículo.

A troca desse item faz parte da manutenção adequada do veículo e garante o perfeito funcionamento das peças, além do menor consumo de combustível. Portanto, é importante estar atento a todas as especificações e recomendações dos profissionais para não precisar arcar com grandes prejuízos.

Quer ficar por dentro do assunto? Então, continue a leitura e aprenda a escolher o óleo de motor ideal para o seu carro. Confira!

De quanto em quanto tempo devo trocar o óleo de motor do meu carro?

Normalmente, a especificação do prazo para troca vem informada no manual do carro pelo fabricante. Esse prazo pode variar de acordo com a quilometragem percorrida ou o tempo de uso, o que acontecer primeiro. Os intervalos costumam ser de 5 mil ou 10 mil quilômetros. Passado o prazo estipulado, o óleo se contamina e oxida, comprometendo a capacidade de lubrificação e limpeza das peças internas do motor, o que aumenta o atrito e o desgaste dos componentes do automóvel.

Se o seu carro ainda estiver na garantia, você não deve se preocupar tanto, tendo em vista que as revisões já preveem a troca do óleo de motor conforme as especificações do fabricante. Porém, se o seu veículo for mais antigo e utilizado com frequência, o recomendado é a substituição do lubrificante entre 5 mil e 7 mil quilômetros rodados, ou pelo menos uma vez por semestre.

Por outro lado, se você não utiliza o carro com frequência, a troca pode ser realizada a cada 10 mil ou 16 mil quilômetros rodados, ou uma vez por ano, pelo menos. No entanto, o mais prudente é verificar o nível do óleo sempre que possível para ter certeza de que ele está na marcação adequada e cumprindo com a função de lubrificar o motor, além de limpar as peças internas do veículo.

Posso apenas completar o óleo do motor?

Ao ir a um posto de gasolina para abastecer, você provavelmente já deve ter ouvido de algum frentista: quer completar o óleo de motor? Saiba que essa é uma prática pouquíssimo recomendada pelos fabricantes, uma vez que ao misturar o lubrificante antigo com o novo pode haver contaminação, comprometendo a eficácia do óleo.

Sendo assim, apenas complete o produto quando essa prática for inevitável. Além disso, seja cuidadoso ao ponto de utilizar o produto de mesma marca, a fim de tentar manter a composição adequada.

Em quais condições devo conferir o nível do óleo?

Para verificar o nível do óleo de motor é preciso tomar alguns cuidados. O primeiro deles é estar com o motor desligado há pelo menos 5 minutos, a fim do óleo esfriar e evitar queimaduras, além de permitir a medição correta, tendo em vista que enquanto o veículo está rodando parte do lubrificante sobe para o motor para lubrificar as peças.

Qual o procedimento correto para verificar o nível do óleo de motor?

Após aguardar o resfriamento do óleo de motor, você deve retirar a vareta de medição do compartimento e limpá-la em uma flanela ou até mesmo papel higiênico. Após a limpeza, torne a colocar a vareta no medidor e retire-a novamente. Verifique onde está a marca do óleo e conheça a medida exata do lubrificante em seu veículo.

Mas fique atento: a vareta apresenta duas marcações distintas, a que indica o mínimo e a que indica o máximo de óleo. O ideal é que a quantidade esteja no meio das duas marcações. Se estiver abaixo, isso significa que está na hora de realizar a troca. No entanto, caso esteja acima da primeira marca, é necessário drenar o óleo para não estragar o cárter.

Como saber qual o óleo correto para o meu veículo?

A recomendação é sempre seguir as especificações do fabricante. Se o seu carro ainda estiver na garantia, as revisões preveem a troca. Se não estiver, procure sempre um posto de gasolina ou oficina de confiança que siga os padrões estabelecidos.

Para confirmar a recomendação da montadora, leia o manual do proprietário e compare com as informações trazidas no rótulo da embalagem do óleo, que normalmente fala sobre sobre viscosidade, temperatura e aditivos.

Não vá a qualquer lugar, pois sabemos que muitas vezes os estabelecimentos apenas estão interessados em vender produtos e bater metas, e isso pode comprometer a mecânica do seu carro.

Devo colocar aditivos no óleo de motor?

Não é raro alguém oferecer aditivos externos para adicionar ao óleo no momento da troca. No entanto, as montadoras não recomendam essa prática, pois dizem que bons lubrificantes já saem da fábrica com os aditivos corretos, que garantem o bom desempenho dos veículos.

Qual a importância do filtro de óleo?

Verificar a troca do filtro é tão importante quanto a do óleo, isso porque a função do filtro é a de eliminar resíduos presentes na substância, como partículas metálicas resultantes do atrito das peças do propulsor e o óleo carbonizado da combustão.

Ao ignorar a manutenção do filtro, ele fica cheio dessas sujeiras e dificulta a passagem do óleo, o que acaba causando falhas na lubrificação e limpeza das peças internas. Portanto, toda vez que for realizar a troca do lubrificante, cheque a necessidade de substituir o filtro.

O que pode acontecer se o óleo de motor não for trocado corretamente?

Por acharem muito alto o valor do óleo, alguns proprietários acabam optando por não trocá-lo, descumprindo as recomendações dos fabricantes e até mesmo do mecânico de confiança. Porém, é importante ressaltar que essa é uma daquelas economias que, com certeza, não valem a pena.

O uso inadequado do óleo de motor pode causar desde danos simples, como uma lubrificação pouco eficaz, até problemas mais sérios e caros, como é o caso do aumento no consumo de combustível e até o temido motor fundido.

Logo, se você é dono de um veículo leia o manual do proprietário e siga as recomendações da montadora. Se elas estão ali você pode ter certeza de que existe um motivo, e um deles é promover o aumento da vida útil do seu bem.

Se você gostou deste post sobre óleo de motor, continue em nosso blog e conheça 8 cuidados para aumentar a vida útil do seu carro. Confira!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.