Meu Primeiro Imóvel

Consórcio de imóveis: como funciona e por que fazer

Quer comprar seu imóvel? Veja como funciona o consórcio de imóveis e como ele pode ajudar a realizar sua conquista!

Sonha em comprar um imóvel, mas não consegue poupar dinheiro para dar como entrada em um financiamento? Além disso, gostaria de não pagar juros altos pela aquisição? Então, o consórcio de imóveis é a modalidade de acesso ao crédito indicada para você!

Ficou interessado em conhecer mais sobre essa modalidade de aquisição? Veja abaixo como ele funciona, quais são suas vantagens e tire todas as suas dúvidas!

Como funciona

O consórcio imobiliário é definido pela união de pessoas que têm um objetivo em comum: a compra de um imóvel. Os integrantes do grupo contribuem com um valor todos os meses, formando uma espécie de fundo comum para que todos consigam atingir esse objetivo.

A contemplação é o momento em que um ou mais participantes têm acesso à carta de crédito e podem adquirir o bem. Ela acontece por meio de sorteios ou lances. Nos sorteios os consorciados concorrem de forma igual, contando com a sorte. Já o lance nada mais é do que a antecipação do pagamento das parcelas. Dessa forma ele aumenta as chances de o consorciado ser contemplado. Geralmente, quem oferece o maior lance é contemplado. Vale lembrar que você só precisa pagar o valor ofertado se o seu lance for o vencedor.

O consórcio imobiliário é uma modalidade de crédito bastante flexível. Na hora de escolher um grupo é possível optar pelo valor do crédito, parcela mensal e prazo de pagamento mais adequado às suas possibilidades financeiras. Além disso, o crédito poderá ser usado para a compra de uma casa, apartamento, sala comercial ou terreno, bem como para a construção do imóvel ou reformas.

Outro ponto interessante é que o consorciado não precisa se preocupar com as oscilações de preços que o imóvel desejado pode sofrer, uma vez que a carta de crédito é reajustada de acordo com o bem referencial. Dessa forma, o consorciado consegue manter o seu poder de compra ao longo do tempo.

Todo grupo de consórcio é gerenciado por uma administradora, que deve ser credenciada pelo Banco Central. Cada instituição financeira tem regras próprias, como taxas cobradas e o funcionamento da oferta de lances, por exemplo. Portanto, é aconselhável ler os detalhes do contrato e conhecer essas regras antes de aderir a um grupo para evitar surpresas futuras.

Vantagens de fazer um consórcio de imóveis

O consórcio de imóveis oferece uma série de vantagens para quem adquire uma cota. Listamos abaixo as principais. Acompanhe!

Não exige valor de entrada

Com o consórcio é possível parcelar o valor total do bem que você deseja adquirir, sem a necessidade de ter um valor em mãos para dar de entrada. Diferente de outras modalidades de aquisição parcelada que geralmente pedem um valor inicial de cerca de 20% do imóvel. Isso torna a opção ideal para aqueles que desejam adquirir seu imóvel, mas não conseguem juntar o dinheiro ou não quer se descapitalizar.

Cria disciplina financeira

Como as contribuições devem estar em dia para que seja possível participar dos sorteios ou ofertas de lances, o pagamento das parcelas se torna uma obrigação mensal para os participantes. Dessa forma ele estimula a disciplina dos consorciados.

É uma alternativa econômica

Outra vantagem do consórcio é que as taxas que são cobradas têm um valor bem mais acessível quando comparados a outros modelos de aquisição parcelada.

Permite uso do FGTS

No consórcio de imóveis é possível usar os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço para ofertar lances, quitar parcelas ou complementar o valor da carta de crédito no momento da contemplação. Vale lembrar que para utilizar esses recursos, é necessário se enquadrar nas regras determinadas pelo conselho curador.

Dá poder de barganha na compra

A carta de crédito equivale a compra à vista. Dessa forma você pode explorar das vantagens de negociação, como a obtenção de descontos e outros benefícios no momento da aquisição.

Tire suas dúvidas sobre o consórcio de imóveis

Como a carta de crédito pode ser usada?

Além da compra de imóveis, é possível utilizar o crédito para reformas, construção de casas e aquisição de terrenos. Um limite de até 10% do valor também pode ser usado para quitar despesas relacionadas à compra, como registros no cartório e documento de transferência de propriedade.

Com o crédito em mãos, você não precisa adquirir uma casa ou apartamento pelo preço definido no momento da adesão ao grupo: é possível optar por um imóvel mais barato ou mais caro. Caso seja mais caro, é necessário complementar o valor. Se for mais barato, o valor excedente pode ser utilizado para o pagamento de documentações ou para quitar parcelas que ainda devem ser pagas, conforme previsto em contrato.

Quais taxas são cobradas em um consórcio imobiliário?

As administradoras cobram uma taxa de administração para gerenciar o grupo, além de uma contribuição ao fundo de reserva, que garante o funcionamento do grupo, cobrindo eventuais gastos, como em caso de inadimplência de alguns participantes, por exemplo.

Também existe o seguro de vida ou invalidez permanente, que assim como o fundo de reserva serve para proteger os consorciados em situações imprevisíveis. Todas essas taxas são diluídas nas contribuições mensais dos participantes.

Quais são as penalidades previstas em caso de inadimplência?

Cada grupo de consórcio tem penalidades e prazos de tolerância com relação a atrasos de pagamento, que são previstos no contrato.

Para consorciados que ainda não foram contemplados com a carta de crédito a regra geral é que a inadimplência impeça a sua participação nos sorteios mensais. O atraso no pagamento, neste caso, também pode gerar multas e juros e, quando se estender por um período longo, pode ter como consequência o cancelamento da cota.

Quem já foi contemplado, mas ainda não adquiriu o bem, pode ter sua contemplação e até sua cota cancelada caso fique inadimplente. Além disso, o crédito para compra do bem pode ficar bloqueado até que a situação seja resolvida.

Por fim, quem já foi contemplado e já adquiriu o bem, paga juros e multas e pode ter o imóvel retomado como garantia do pagamento caso atrase o pagamento das parcelas.

Como foi visto, o consórcio imobiliário é uma ótima alternativa para quem deseja adquirir um imóvel de forma planejada. Além disso, também é um ótimo investimento e uma forma segura de poupar dinheiro mensalmente.

Agora que você entendeu como funciona um consórcio de imóveis e quais são as suas vantagens, quer ver quais planos cabem no seu bolso? Faça uma simulação em nosso site!

Simule Seu Consorcio

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.