Meu Primeiro Imóvel

Quarto para os filhos: 6 motivos para construir um quarto para cada

Seus filhos aproveitam muitos benefícios quando têm o próprio quarto. Conheça as vantagens neste post!

Aumentar a família é sempre um desafio. Ter mais um filho requer nova organização do casal — visto que essa é uma decisão que traz mais gastos para o orçamento doméstico — e, muitas vezes, exige grandes adaptações na moradia. Afinal, como definir o quarto para as crianças? Os irmãos devem dormir juntos ou ter cada um o próprio espaço?

Essa é uma dúvida que preocupa muitos pais. Alguns especialistas orientam que a experiência de dividir é muito positiva. Entretanto, seus filhos já vão compartilhar os familiares, a escola, as áreas comuns e vários equipamentos da casa, eles precisam mesmo habitar um quarto só?

Cada opção tem vantagens e desvantagens, claro. E as possibilidades financeiras da família também podem limitar essa escolha. Mas veja a seguir alguns motivos pelos quais vale a pena fazer um esforço e disponibilizar mais espaço para as crianças!

1. Oferecer privacidade para cada um

Esse é um dos principais fatores que levam os filhos a desejar ter o próprio quarto. Quando bebês ou crianças pequenas, pode não ser muito difícil dividir o espaço. Mas o que acontece quando eles crescem um pouco? Como resolver a situação quando um quer dormir e o outro está assistindo televisão?

Ter um espaço confortável para aproveitar a própria companhia quando necessário é um indicativo de qualidade de vida. Por isso, todos nós precisamos de privacidade.

Esse não é um luxo para as crianças ou adolescentes, mas uma necessidade. Poder guardar seus objetos sem correr o risco de perdê-los no meio da bagunça do irmão, conseguir estudar com calma longe de barulho, organizar suas coisas da maneira como desejar... Todos esses são fatores que fazem muita diferença na rotina de uma pessoa.

2. Evitar possíveis brigas

Na hora de decidir o melhor arranjo de quarto para as crianças, prevenir os conflitos é um dos primeiros pensamentos que surgem. Seus filhos podem até ser grandes companheiros, mas você já experimentou viver em convivência total com seus amigos?

Basta olhar para sua relação conjugal: pequenas discussões são inevitáveis, não é mesmo? Não importa o quanto se goste da companhia de alguém, em alguns momentos, tudo o que desejamos é ficar sozinhos.

Se os seus filhos já costumam entrar em conflitos durante brincadeiras ou atividades coletivas, esse tema ganha ainda mais importância. Alguns pais consideram que colocar os filhos no mesmo quarto ajuda a melhorar a relação entre eles. Será que essa estratégia faz sentido? Na verdade, há um risco muito grande dos conflitos se agravarem e se tornarem insustentáveis.

Se os irmãos têm idades muito diferentes, gostos opostos ou personalidades bem distantes, fica difícil evitar as brigas. O melhor, nesse caso, é minimizar o perigo. Quando cada um tem um quarto para decorar como quiser, por exemplo, não existem conflitos quanto a isso.

3. Respeitar as especificidades de cada idade

Como falamos, fazer com que crianças pequenas dividam um quarto não é tão complexo. Nessa faixa etária, os gostos pessoais não estão muito claros, e os filhos têm mais facilidade para seguir as orientações dos pais. Com o passar dos anos, a situação muda.

Crianças maiores ou adolescentes já sabem quais são suas cores preferidas, que bandas gostam de escutar e quais hobbies adoram praticar. Elas também têm hábitos próprios e horários diferentes para dormir, por exemplo. Com isso, fica mais difícil conciliar o cotidiano dos filhos que dividem o mesmo espaço.

À medida que avançam em idade, a necessidade de ter privacidade e contar com o próprio quarto aumenta bastante.

4. Considerar as diferenças de gênero

Geralmente, os conflitos são ainda maiores quando estão relacionados a irmãos de gêneros opostos. Dois meninos ou duas meninas dividindo o dormitório é bem diferente de um casal de filhos precisar conciliar suas necessidades e gostos no mesmo ambiente. São brinquedos e objetos de decoração diferentes, hábitos variados e preocupações diversas.

Para garantir a harmonia entre todos, é muito importante respeitar as especificidades de cada um. Meninas e meninos passam pelas fases de desenvolvimento em idades diferentes e de modos bem distintos. Os pais precisam ficar atentos a isso para dar o apoio necessário às crianças.

5. Oferecer espaço adequado para cada um

Outro fator relevante quando falamos de divisão do quarto é o tamanho da casa ou apartamento. Se compartilhar o mesmo espaço já não é tão agradável, fica ainda pior quando se trata de um local pequeno. Conciliar a decoração, os móveis e as roupas dos dois filhos pode ser bem difícil.

Um quarto não é apenas para dormir ou guardar objetos, também é uma área de circulação. Sentir-se confortável e à vontade é essencial. Por isso, o ideal é oferecer a cada filho o próprio ambiente. Assim, é possível encaixar tranquilamente a cama, a televisão, a mesa de estudo e vários outros elementos importantes.

6. Estimular o convívio saudável

Você pode estar achando essa dica incompatível com o assunto. Afinal, como incentivar o convívio entre os irmãos se estamos defendendo a separação deles em quartos diferentes? Essa ideia não é nem um pouco incoerente. O segredo é que, ao garantir que cada um tenha o próprio espaço, você não está forçando uma relação.

Se os irmãos não se sentem obrigados a conviver no mesmo lugar, eles podem aproveitar o melhor da companhia um do outro. Afinal, você nem sempre quer estar rodeado por seus amigos e familiares, não é? Quando nossa privacidade está garantida, os encontros se tornam mais prazerosos.

Assim, seus filhos vão adorar se reunir na sala para ver um filme, brincar ou jogar videogame juntos. Os momentos de refeição também serão mais agradáveis. Isso porque cada um terá seu canto de refúgio quando estiver de mau humor ou sentir a necessidade de passar um tempo só.

Neste post, você conheceu dicas essenciais para decidir sobre o quarto para as crianças. Ter mais de um filho é uma grande responsabilidade, mas aumentar a família também potencializa a alegria e a união de todos. Com esses cuidados, vocês terão uma rotina ainda mais agradável!

E então, gostou deste material? Continue no blog e saiba o que não pode faltar em uma casa para família grande!

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 22 de Outubro de 2018

quarto para as crianças quarto para as crianças quarto para os filhos quarto para os filhos

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.