Planejamento Financeiro

Finanças femininas: por que as mulheres têm sucesso?

Confira 6 características que fazem das mulheres excelentes para cuidar das finanças.

É verdade que entre as mulheres, no contexto geral da economia, a quantidade de investidoras ainda é pequena. Mas, pouco a pouco, já se reconhece que elas têm potencial para estarem mais presentes nesse ramo.

Dessa forma, neste texto, falaremos sobre as características femininas que fazem das mulheres excelentes administradoras das finanças. Confira!

Finanças femininas: o motivo do sucesso

Dentro do contexto financeiro, por muito tempo a figura da mulher foi associada de forma restrita ao manuseio do orçamento doméstico, e ainda é.

De fato, o número de mulheres que são chefes de família cresce a cada dia, e a importância da mulher para a organização das finanças familiares é grande. O erro está em supor que elas não conseguiriam ir além disso.

Na verdade, características que costumam ser mais peculiares do comportamento feminino podem ser grandes aliados do sucesso financeiro.

Sabe por quê?

Elas avaliam melhor os riscos

Ao analisar hábitos de investimento, na pesquisa "O comportamento dos investidores individuais", os professores Brad M. Barbera e Terrance Odean, da Universidade da Califórnia, chegaram à conclusão de que os homens se arriscam mais que as mulheres em operações de trade (operações de curto prazo em busca de lucro no mercado financeiro).

Como consequência disso, os lucros que eles obtêm são menores do que os lucros obtidos por elas. Isto não significa que as mulheres sejam sempre conservadoras para tomar decisões e fazer investimentos. Significa apenas que elas avaliam melhor quais riscos valem a pena ser tomados, e quais devem ser descartados ou adiados.

Elas pesquisam mais para chegar a uma decisão

Ao analisar estudos sobre o comportamento de homens e mulheres ao consumir, Philip Kotler, no livro "Marketing 4.0", chegou à conclusão de que elas pesquisam e consideram mais marcas antes de chegar a uma decisão de compra.

Dessa forma, as mulheres costumam colher mais dados, o que, consequentemente, pode levar a decisões mais sensatas.

Elas são influenciadoras

Além de serem as que mais pesquisam e analisam, as mulheres também exercem papel nas decisões de consumo. Elas têm papel decisivo nas compras das famílias e outros grupos sociais.

Até mesmo em escolhas nas quais a palavra final não é delas, como em hábitos individuais de seus parceiros, são as mulheres que exercem a maior influência. Cerca de 82% dos produtos de higiene e beleza escolhidos por homens são por influência da companheira, assim como cerca de 77% das escolhas de vestuário.

Elas têm visão mais ampla

Também há pesquisas neurológicas que afirmam que o modo de pensar feminino é mais propenso a fazer conexões entre os dois hemisférios do cérebro. Assim, elas seriam mais capazes de analisar vários ângulos para chegar a uma decisão.

Elas têm maior capacidade de pensamento e resistência em longo prazo

Há economistas e pesquisadores que afirmam que homens têm pensamentos e desejos mais imediatistas, enquanto mulheres têm maior facilidade de planejamento de longo prazo, e também maior capacidade de esperar para analisar resultados.

O neurologista John Coates, da Universidade de Cambridge, que também já foi investidor na bolsa de valores de Wall Street, acredita que fenômenos financeiros desastrosos — como a quebra da Bolsa e bolha imobiliária — estão associados ao comportamento tipicamente masculino. Segundo ele, é mais peculiar dos homens fascinar-se com possibilidades de resultados extraordinários em curto prazo.

Uma pesquisa realizada pela University of Exeter Business School, de Londres, também chegou a uma conclusão parecida: foi observado que as mulheres tomam melhores decisões sobre o panorama das empresas em longo prazo.

Elas reagem melhor às dificuldades

Em situações de dificuldade, mulheres costumam ser mais proativas e mais rápidas para reagir. Isso não quer dizer que elas sofram menos que os homens, pelo contrário. Porém, elas se recompõem e buscam soluções para seguir em frente primeiro que eles. Essa é uma virtude que também pode trazer bons resultados para as finanças femininas.

Casos inspiradores: exemplos nas finanças femininas no Brasil

Que mulheres e finanças podem ser um casamento perfeito, você já sabe. Conheça agora 4 mulheres brasileiras com feitos inspiradores no mundo da economia e dos negócios:

Leda Braga

Doutora em Engenharia, Leda Braga administra fundos de investimento livre que atuam em mais de 150 mercados financeiros e geram resultados na casa dos bilhões de dólares. A carioca foi a primeira mulher a aparecer na lista anual do Institutional Investor’s que elenca os gerenciadores dos maiores fundos multimercado do mundo.

Luiza Helena Trajano

A empresária paulista é presidente da rede de lojas Magazine Luiza, que tem mais de 800 lojas em todo o Brasil. Luiza aparece constantemente na lista dos mais poderosos do Brasil, já figurando também como a terceira mulher mais poderosa do país, segundo a revista Forbes.

Cristiana Arcangeli

Empreendedora e investidora, Cristiana é CEO da Beauty’in, empresa pioneira no ramo de produtos de beleza naturais no Brasil. Participa constantemente de seminários no Brasil e no exterior, e programas de TV como O Aprendiz e Shark Tank Brasil, palestrando e mentorando pessoas a respeito de marketing e gestão, e atuando como investidora em negócios promissores.

Ali Pastorini

Esta jovem gaúcha é vice-presidente da Bolsa de Diamantes do Panamá, a primeira bolsa de diamantes da América Latina, que negocia pedras preciosas com investidores de todo o mundo. Ela também tem a sua própria linha de joias e está à frente do grupo Mujeres Brillantes, que reúne empresárias do mundo inteiro.

Mulheres e finanças: um exemplo do potencial feminino

Como você pôde ver, mulheres podem ser excelentes gestoras de finanças. Essa é apenas uma faceta de todas as possibilidades que as mulheres podem exercer.

Não se trata de estabelecer uma competição entre homens e mulheres, mas, sim, de reconhecer que elas têm tanto potencial e direito quanto os homens de serem bem-sucedidas em qualquer coisa que escolherem fazer.

As finanças femininas são um exemplo disso. Você, leitora, se identificou com as características que nós falamos? Veja também nossas dicas de livros sobre educação financeira.

Confira no vídeo abaixo como a Mônica encontrou no consórcio uma maneira de realizar seu sonho e incentivou a mãe Maria a fazer o mesmo. Saiba como você também pode realizar o seu sonho em https://www.racon.com.br

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.