Planejamento Financeiro

10 maneiras de conseguir renda extra em diferentes fases da vida

Está precisando de uma renda extra? Saiba quais as alternativas mais interessantes para cada fase da vida!

Quando as contas apertam, precisamos reorganizar nosso orçamento, certo? Muitas vezes, não são apenas os gastos que estão altos, mas a fonte de renda também deixa a desejar. Nesse caso, vale a pena buscar alternativas para garantir uma renda extra.

Existem diferentes formas de conseguir esse objetivo nas várias fases da vida. Se você não tem ideia de como começar, a gente ajuda! Neste post, citaremos alguns exemplos de fontes de renda alternativas que podem dar uma mãozinha nas finanças. Confira!

Durante a faculdade

Na faculdade é comum os estudantes terem dificuldades para arcar com os pequenos custos do dia a dia, incluindo:

· alimentação;
· transporte;
· xerox;
· material escolar, entre outros.

Pensar nos estudos quando se está preocupado em contar moedas pode ser complicado. Mas há opções! Veja alguns caminhos que você pode tomar.

1. Atuar com venda direta

Já pensou em vender produtos de catálogos? Essa pode ser uma excelente alternativa para começar. Primeiramente, porque você não precisa investir muito. A maioria das marcas — como Avon, Natura ou Boticário — exige apenas a aquisição de um kit inicial, cujo valor você pode compensar com a venda dos produtos contidos nele.

Além dessas opções, muitos fornecedores de produtos para venda direta atuam sob o regime de consignação. Ou seja, você pode devolver o que não foi vendido.

Avalie as diferentes opções em sua região e procure aquela que se adapta mais ao seu perfil. Se você gosta de maquiagem e produtos de beleza, vai se sentir mais à vontade fazendo demonstrações ou explicando como funcionam, o que é algo importante para ter sucesso.

2. Vender artesanato

Mas se você não se sentir à vontade para venda direta, pode fazer artesanato. Bijuterias, cartonagem, crochê ou docinhos são opções viáveis e baratas para começar. É importante saber mais sobre o que deseja oferecer, portanto, pesquise:

· como fabricar itens de boa qualidade, consultando vídeos no YouTube;
· quais os tipos ou modelos que mais atraem a atenção do público;
· quais produtos têm maior demanda na faculdade onde você estuda;
· qual a margem de ganho esperada de cada opção.

Assim, você planeja quanto vai gastar e sabe o que esperar de retorno. Afinal, é desanimador começar a vender produtos artesanais cheio de entusiasmo e não encontrar interessados, concorda?

E aqui vai mais uma dica: se você não for muito bom com essas coisas, pode comercializar produtos prontos de terceiros.

3. Dar aulas de reforço

Muitos pais de alunos do ensino fundamental precisam de ajuda no dever de casa dos filhos. Isso porque eles não têm tempo para sentar e explicar as questões ou conferir se foram corretamente respondidas.

Como aluno universitário, você tem uma certa confiabilidade, afinal, já passou pelo ensino médio e está encarando a faculdade. Então, que tal conferir quanto se cobra pelo serviço na sua região e ver quantos alunos você precisa atender para conseguir pagar suas contas?

Depois de concluir o curso superior

Já venceu a fase acadêmica? Agora, você pode usar seu diploma para conseguir uma remuneração inicial. Isso é importante principalmente nos primeiros anos depois de formado, quando você vai enfrentar as dificuldades para ingressar no mercado de trabalho. Veja, a seguir, as opções mais viáveis!

4. Dar aulas particulares

Nesse momento, além de ajudar os mais jovens no ensino fundamental, você pode abranger um público maior, ajudando jovens do ensino médio e superior nos assuntos que domina. Um engenheiro (das mais diversas áreas) pode, por exemplo, dar aulas particulares de:

· matemática;
· física;
· química;
· geometria, entre outros.

5. Escrever artigos sobre sua área

Outra opção é produzir artigos para blogs institucionais que falem a respeito de temas que você domina. Um contabilista, por exemplo, pode falar sobre eSocial, planejamento tributário ou compliance.

Há empresas que remuneram profissionais por esse serviço, e você pode dedicar algumas horas para produzir conteúdos úteis para outras pessoas e empresas, aproveitando para ampliar seus próprios conhecimentos.

Quando estiver trabalhando

No decorrer de sua carreira, você vai passar por diferentes fases. Inicialmente, enfrentará a concorrência para conseguir um emprego na área. Depois, terá que se projetar e desempenhar bem seu papel para crescer e solidificar seu nome no mercado.

Durante essa caminhada, conseguir renda extra também é bem-vindo, pois vai ajudar a antecipar algumas conquistas, como a compra de um carro ou casa própria. Abaixo, seguem algumas sugestões que você pode avaliar.

6. Prestar consultoria

Se você já tem uma boa experiência no ramo, pode dar consultoria a empresas e profissionais liberais. Para começar, busque clientes menores, como pequenos e médios empresários. Como o tempo e boas referências, você conquista espaço, e seus conselhos se tornam mais valiosos (além de mais caros).

7. Ser motorista de aplicativos

Mas se você ainda não chegou ao ponto de prestar consultoria, pode procurar alternativas mais simples. Os aplicativos de carona — como Uber, Cabify ou 99 — trazem uma renda extra fácil e podem até ajudar a relaxar depois de um dia estressante. Que tal?

Na terceira idade

Você já passou das fases mais agitadas da vida e está pensando se ainda pode conseguir uma renda para complementar a aposentadoria? A resposta, definitivamente, é sim! Também existem alternativas para quem quer paz e sossego, sem abrir mão de uma folga nas finanças. Veja!

8. Fazer arranjos de plantas

Quem gosta de lidar com plantas pode aproveitar para fazer arranjos. Há bastante mercado voltado para essa atividade, e a prova disso é a ampla aceitação das suculentas. Mas você também pode optar por outros tipos de plantas, como:

· ervas aromáticas ou medicinais;
· hortaliças pequenas para consumo sustentável;
· arranjos florais (begônias, violetas ou orquídeas);
· bonsais, entre outras.

9. Cuidar de animais domésticos

Há quem não seja assim tão bom cuidando de plantas, mas se saia melhor com pequenos animais. Cães dóceis, pássaros (como Calopsitas ou Agapornis), roedores e outros animais dão pouco trabalho e podem ser hospedados de vez em quando.

Muitos donos precisam desse apoio — e pagam bem por ele — quando têm que se ausentar por alguns dias a trabalho ou motivos pessoais. Aproveite a oportunidade para garantir uma renda extra sem muitas dores de cabeça.

10. Alugar um segundo imóvel

As conquistas que você obteve durante a vida também devem trabalhar a seu favor. Você se planejou, economizou ou investiu em um segundo imóvel, além da sua casa própria? Então é hora de disponibilizá-lo para locação, a fim de cobrir algumas contas com o aluguel.

Mas se você tem apenas a casa onde mora, saiba que nunca é tarde para recomeçar. Contratando um consórcio, você pode adquirir um novo imóvel assim que for contemplado e utilizar o aluguel para pagar as mensalidades. 

Viu só? Sempre há tempo para adquirir uma renda extra que ajude você a realizar alguns projetos pessoais ou simplesmente colocar as contas em dia. Que tal aprender um pouco mais? Veja como começar a economizar para investir e ter sucesso!

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 22 de Novembro de 2018

renda extra renda extra como ter renda extra como ter renda extra ter renda extra ter renda extra

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.