Como manter a casa organizada com as crianças?

Difícil manter a casa organizada por conta da bagunça das crianças? Saiba exatamente o que fazer!
  • Atualizado em October 21, 2020
  • Publicado em October 21, 2020
  • Seu imóvel

Qualquer lar com a presença de crianças se torna muito mais animado, colorido e divertido. O problema é que, com elas, é um pouco difícil seguir a missão de manter a casa organizada. Além da necessidade de gastar energia, os pequenos costumam ter dezenas ou centenas de brinquedos espalhados por todos os cômodos.

Diante desse quadro, diversos pais e mães ficam literalmente perdidos, sem saber o que fazer para recuperar, ao menos, parte da organização com a qual estavam acostumados. A boa notícia é que existem soluções para deixar a casa organizada.

Nesse sentido, acompanhe as dicas providenciais que preparamos para você!

Qual a importância da organização para as crianças?

Por mais complicado que seja, a organização de uma residência é de vital importância tanto para os adultos quanto para as crianças. Enquanto elas crescem e se desenvolvem enquanto indivíduos, é oportuno ensinar algumas coisas o quanto antes.

Você pode, por exemplo, aproveitar essa fase da vida para trabalhar o senso de responsabilidade da criança. Evidentemente, isso deve ser feito aos poucos e de forma coerente com a faixa etária. Além disso, a organização dos ambientes facilita o monitoramento e diminui o risco de acidentes domésticos.

Sim, enquanto arruma e educa, lembre-se de que também tem a responsabilidade de saber onde seus filhos estão e o que provavelmente estão fazendo naquele momento. Ao manter uma boa rotina de arrumação, haverá mais espaço para a circulação de todas as pessoas da casa, incluindo, é claro, os recém-chegados ao mundo.

Como manter a casa organizada?

O segredo da manutenção de uma casa limpa, organizada e segura para as crianças consiste na adoção de uma estratégia funcional e eficaz. Por funcional, entenda que nem sempre será possível ou viável deixar cada item no seu devido lugar o tempo todo. Em outras palavras, o bom senso precisa falar mais alto. Dito isso, eis o que você pode fazer na prática!

Defina limites

Sim, as crianças precisam de liberdade para se expressarem, inventarem brincadeiras e se sentirem confortáveis em sua própria casa. Embora elas precisem enxergar o lugar onde moram como uma espécie de refúgio, existe uma linha tênue entre o “ficar à vontade” e o “fazer o que quiser”.

Como pai ou mãe, o ideal é que você, com toda a serenidade e paciência do mundo na hora de se comunicar, imponha certos limites. A criança não precisa, por exemplo, ter todos os brinquedos à disposição a qualquer hora do dia. Caso ela esteja entediada e estressada no início da noite e queira brincar, explique a situação e peça para ela escolher um ou dois, no máximo.

A ideia é fazer com que ela se distraia e se acalme. Assim, conseguirá ter uma noite de sono tranquila. Ao mesmo tempo, a organização da casa é preservada por mais algumas horas.

Divida as tarefas

As tarefas devem ser divididas entre todas as pessoas que moram na casa, o que, naturalmente, inclui as próprias crianças. De acordo com a idade, talvez elas não possam exatamente ajudar. Apesar disso, chamá-las para participar do processo é extremamente aconselhável.

Uma ótima maneira de começar é pedir ajuda para guardar os brinquedos. No início, é provável que seus filhos não saibam bem o que fazer. Por isso, mostre e explique, sem pressa, o que está fazendo e por quê. Gradualmente, a repetição fará com que a criança assimile o objetivo daquela atividade. Em algum momento, ela começará a praticar sozinha.

Organize um espaço específico para brincar

Uma forma inteligente de amenizar a bagunça diária deixada pela casa é reservar um espaço específico para brincar. A dica também se aplica a quem mora em apartamento. O importante é que a criança seja orientada e se acostume a brincar naquele local pré-determinado.

Para que o espaço realmente seja utilizado, ele deve ser confortável. Caso contrário, o risco de a criança se negar a ficar ali durante muito tempo é considerável. Assim, não basta pegar os brinquedos e colocá-los em um canto da sala. Em vez disso, pense em como o ambiente pode ser agradável. Revesti-lo com um tapete aconchegante pode ajudar a atingir esse objetivo.

Separe e guarde os brinquedos

Isso pode ser feito por meio de caixas organizadoras, disponíveis em diversas dimensões. Caso o volume de brinquedos seja grande, elas se tornam ainda mais úteis, já que facilitam a separação por tipo e tamanho. Embora pareça bobagem, esse cuidado ajuda na hora de encontrar aquele boneco específico pedido pelo seu filho. Pela mesma razão, prefira os modelos de caixa transparentes.

Além disso, a praticidade proporcionada por essas caixas permite economizar um tempo precioso durante a guarda dos brinquedos. Soma-se a isso o fato de que a limpeza dos ambientes passa a ser concluída de um jeito rápido e eficaz.

Doe tudo o que não estiver em uso

Esta dica não se restringe aos brinquedos, abrangendo tudo quanto é objeto inutilizável que esteja dentro da casa. Com a chegada dos filhos, em algum momento você acumulará uma infinidade de itens desnecessários e que ocupam um espaço significativo. Não é difícil perceber que todo esse excesso de objetos compromete a organização de qualquer lar.

Portanto, reserve algumas horas para fazer um inventário de tudo o que estiver acumulado na casa. Com relação aos brinquedos, algumas crianças desenvolvem um forte apego a alguns deles. Isso acontece mesmo nos casos em que aquele jogo favorito do passado já não é usado há alguns anos.

O processo de doação de brinquedos pode ser simples ou complicado. De qualquer forma, isso jamais deve ser feito sem a participação da criança. Ela precisa conhecer e entender os motivos da mudança. Lembrar que existem muitas outras crianças sem brinquedo algum pode ajudar. Em outras palavras: diálogo sempre, desde cedo.

Com algum planejamento e o estabelecimento de uma rotina simplificada e agradável, manter a casa organizada diariamente é algo bem próximo da realidade. Os cuidados com o lar se mostram igualmente importantes na hora de receber visitas ou valorizar o imóvel, deixando-o atrativo para eventuais compradores. Se você trabalha em casa, seu rendimento também tende a melhorar bastante.

Por falar no assunto, aproveite para conferir nossas dicas para que o home office com crianças seja o mais tranquilo possível!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

6 dicas de decoração de sítios e chácaras

home
Seu imóvel

O que você deve observar ao construir uma casa?

home
Seu imóvel

Como escolher o terreno ideal para as suas necessidades?