Existe diferença entre reformar e restaurar? Venha descobrir!

A diferença entre restauração e reforma pode pesar no bolso e no tipo de profissional contratado para o serviço. Saiba mais!
  • Atualizado em July 23, 2021
  • Publicado em July 23, 2021
  • Seu imóvel

Alterar a estrutura de um imóvel exige, antes de qualquer coisa, planejamento. É importante saber com antecedência quais alterações serão feitas para que você contrate o profissional certo e determine quanto a obra custará ao todo. Por isso, vale a pena começar entendendo a diferença entre reformar e restaurar.

Embora pareçam conceitos iguais, existem diferenças entre esses dois serviços. As diferenças, inclusive, podem pesar no custo da obra e na expectativa em relação ao seu resultado. Com o intuito de ajudar você a escolher o melhor para o seu imóvel, explicamos a seguir como funcionam os processos de reforma e restauração. Confira e tire suas dúvidas!

O que é uma reforma?

Reformar é a opção mais comum quando se quer alterar as características de um imóvel. Significa fazer mudanças que alteram a estrutura do local, como criar novos cômodos, pintar as paredes, derrubar colunas ou alterar a fachada.

Em uma reforma, não é preciso aplicar técnicas de conservação ou manter o estilo original do imóvel. A ideia é fazer interferências que mudem permanentemente a aparência antiga. Por outro lado, é importante que as mudanças mantenham a segurança do imóvel.

Mesmo que pareça algo simples, por alterar o projeto inicial, a obra deve contar com a ajuda de profissionais que estudem a planta do local para que ele fique seguro após todas as intervenções da reforma.

O que é uma restauração?

Restaurar se refere à ação de consertar ou reparar algo que ficou desgastado com o tempo. Para os imóveis, esse processo é aplicado quando o objetivo é fazer com que casas ou apartamentos voltem aos seus aspectos originais. A restauração é muito usada em imóveis antigos, com estilo de época ou que têm alguma importância de cunho histórico.

O restaurador responsável por uma obra dessas realiza apenas alterações para garantir o bom funcionamento do imóvel, mantendo ao máximo a sua aparência original de quando foi construído.

É muito comum que as alterações de uma restauração aconteçam na parte hidráulica e na fiação elétrica. Quando o imóvel tem assoalhos ou tacos de madeira desgastados, o restaurador também pode decidir substituí-los. O mesmo vale para a pintura dos cômodos, mas sempre mantendo a originalidade da estética.

Qual é a diferença entre reformar e restaurar?

É necessário decidir antes de dar início a uma obra se o que você quer fazer é uma restauração ou uma reforma. Para ilustrar as principais diferenças entre esses dois tipos de obra, vamos falar sobre isso logo abaixo!

Originalidade do imóvel

A restauração tem o compromisso de manter a originalidade o imóvel, certo? Ela realiza alterações mínimas no projeto inicial, enquanto a reforma tem a liberdade de fazer qualquer mudança, desde que não coloque em risco a segurança do imóvel. Na reforma, o resultado pode ser algo totalmente diferente do original.

Etapas da obra

É comum que a restauração envolva técnicas específicas e etapas que não estão incluídas em uma reforma. Isso acontece porque o restaurador precisa fazer uma pesquisa muito mais aprofundada do que alguém responsável por reformar uma casa ou apartamento.

Saber, por exemplo, o ano em que pertence o imóvel ou o estilo do design pode fazer a diferença na compra de materiais ou em outras etapas do processo. Mas isso não significa que restaurar leva mais ou menos tempo, pois as alterações mínimas no imóvel podem ser menos ou tão demoradas quanto reformar.

Nos dois casos, o tempo de obra depende muito das particularidades do imóvel e do que pretende ser feito. Um estudo para a restauração pode levar meses, mas as alterações podem ser feitas em poucos dias. Já os responsáveis por uma reforma podem analisar o imóvel e comprar os materiais rapidamente e demorar em outras etapas da execução.

Profissional contratado

Sabendo que a restauração envolve técnicas mais específicas, você deve procurar um restaurador para fazer esse tipo de obra. Esse profissional geralmente é um técnico ou alguém formado em conservação e restauro de bens. Agora, caso a sua ideia seja fazer uma reforma, os profissionais solicitados podem ser engenheiros, arquitetos ou designers de interiores.

Restaurar ou reformar: qual serviço escolher?

Agora que você conhece a diferença entre reformar e restaurar, já pode decidir sobre qual deles escolher e qual profissional procurar para realizar a obra. Como vimos, essa decisão depende muito do estilo de vida e dos objetivos do morador do imóvel.

Se você tem uma casa que não é tombada (registrada com valor histórico pelo poder público), a opção mais comum é optar pela reforma e fazer alterações estruturais. Mas, se o imóvel tem um estilo de época muito particular e você não quer perder essa característica, fazer a restauração pode ser a melhor opção.

Para quem vive de aluguel, vale lembrar que qualquer alteração no imóvel deve ser comunicada com antecedência na imobiliária ou diretamente com o proprietário.

Como um consórcio pode ajudar a realizar a obra?

O consórcio proporciona mais economia e segurança para famílias, que normalmente não têm dinheiro em mãos para realizar obras em suas residências. A propósito, mesmo quem tem uma boa reserva e não quer se descapitalizar pode se beneficiar do consórcio! A vantagem está no ganho de tempo para pagar o valor total e para planejar a reforma nos mínimos detalhes.

Chegamos ao final do post e esperamos que você tenha gostado de conhecer a diferença entre reformar e restaurar. Como todo mundo gosta de mudanças de vez em quando, nada mais justo que investir em obras que transformem para melhor o seu lar. Mas é importante não se esquecer de planejar bem o novo investimento, ok?

Para mais detalhes sobre como reformar casas por meio de consórcio, entenda como aproveitar o consórcio nesse processo e conheça as vantagens do sistema!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

Veja nossas dicas de como planejar a montagem do quarto do bebê!

home
Seu imóvel

Confira nossas dicas de planejamento para reformar a cozinha!

home
Seu imóvel

O valor do metro quadrado do imóvel é justo? Saiba como avaliar!