Meu Primeiro Carro

Moto para viajar: qual é a melhor para pegar a estrada?

Viajar de moto exige planejamento, especialmente na escolha do modelo com as características ideais. Veja nossas dicas!

A motocicleta é um veículo versátil e que pode auxiliar tanto na fuga do trânsito quanto na praticidade da locomoção nos momentos de lazer. Os amantes das duas rodas costumam querer ir para todo lugar com suas motos e a cada dia aumenta mais o número de viajantes nesse tipo de veículo.

Viajar em motocicletas exige planejamento, especialmente no momento da escolha do modelo com as características ideais.

Está pensando em comprar uma moto para viajar? Acompanhe a seguir dicas de como escolher a melhor para o seu perfil e boa viagem!

É possível viajar com qualquer tipo de moto?

Com o devido planejamento e com a tomada de precauções de segurança, é possível ir para qualquer lugar com qualquer tipo de moto.

Então, qual é a diferença de um modelo básico para um modelo mais preparado para pegar a estrada? Dois aspectos se destacam: conforto e desempenho.

Viagens de lazer aos finais de semana, para distâncias mais curtas, podem ser feitas com praticamente qualquer tipo de moto. Em caso de uso de exemplares de pequeno porte para viagens mais longas, talvez não seja bom percorrer grandes distâncias de uma só vez, tanto por causa do conforto do piloto e do passageiro quanto pelo tempo de demora no deslocamento.

Assim, caso as viagens mais longas e com trechos de estrada em condições de conservação desfavoráveis sejam uma constante em sua vida, considere modelos mais preparados para viagens.

Caso viajar de moto seja mais raro ou as distâncias percorridas sejam mais curtas, é possível que você seja bem atendido com modelos mais básicos e com um alto custo-benefício.

Quais são os tipos de motos que existem?

Para conseguir escolher entre as possibilidades do mercado, é interessante conhecer os tipos de motos que existem e quais são suas principais características.

Standard

É a moto comum e mais popular, que costuma ter também o melhor custo-benefício. Pode ser adaptada para viagens, com a instalação de bancos mais confortáveis, para-brisa alto, baú bagageiro e até mesmo um encosto para as costas do passageiro da garupa.

Touring

É um tipo de moto mais robusto, que comporta maior carga e tem um tanque de combustível maior que o da Standard, permitindo maior autonomia. Como é maior e mais pesada, possui um desempenho inferior, compensado pelo conforto e estabilidade na pista.

Sport Touring

É uma moto robusta e com um perfil mais esportivo, mas também é versátil, boa para realização de curvas sinuosas e com bom desempenho.

Big Trail

É um tipo de moto que transita bem em qualquer terreno, desde terra até asfalto. Também são pensadas para comportar diversos tipos de acessórios para viagens e são mais baratas que as Touring.

Escolher o tipo de moto para viajar envolve pensar nas viagens que serão feitas, no perfil de pilotagem e também no custo-benefício de cada variação.

Qual é o melhor tipo de banco de moto para viajar?

O banco ideal para viagens é aquele que oferece maior conforto para longos períodos sentado. Bancos mais largos e curvados, do tipo concha, são considerados a melhor opção para viagens.

Algumas motos não possuem esse tipo de banco em sua versão de fábrica, mas podem ser customizadas com facilidade, garantindo conforto aos viajantes.

Como levar a bagagem na moto?

O ideal nas viagens de moto é evitar o uso de mochilas. Elas podem escorregar e alterar o equilíbrio necessário para a pilotagem segura. Nas viagens é comum pilotar em velocidade mais alta que na cidade e esse tipo de problema pode causar acidentes sérios.

As mochilas devem ser usadas apenas em último caso e precisam ser muito bem ajustadas ao corpo para impedir deslizamentos. Assim, caso deseje viajar com a sua moto, o ideal é contar com modelos que já tenham ou providenciar a instalação de bagageiros.

A melhor opção, portanto, em motos para viajar, é sem dúvida o baú bagageiro instalado na parte de trás, porque é uma opção que mantém o equilíbrio da moto e também garante que a bagagem chegue seca ao destino, mesmo em caso de chuva.

Caso não tenha um bagageiro em baú, também é possível utilizar alforjes, feitos nos mais diversos materiais, instalados nas laterais da moto. No caso do uso de alforje, é importante ter atenção na distribuição igual da carga nos dois lados, além de embalar os itens com sacos plásticos antes de colocá-los naqueles que não sejam impermeáveis.

Cilindradas, potência ou torque: o que priorizar?

Os fabricantes de motos costumam dar bastante destaque às cilindradas dos motores para indicar o desempenho. Muitas vezes, essa informação é capaz de guiar o consumidor, mas não é o único fator que define por si só o desempenho da moto.

Para viajar de moto é importante pensar no desempenho como um todo. Assim, deve-se lembrar que a moto deve percorrer distâncias consideráveis, geralmente com carga muito próxima ao limite máximo e em terrenos variados. Por isso, é importante considerar, além das cilindradas, também a potência e o torque do motor.

As cilindradas são a medida utilizada pela fabricante para demonstrar a capacidade, em centímetros cúbicos, de combustível e ar que cabem no cilindro do motor. A moto que tem mais cilindradas não é necessariamente a mais potente. A potência é medida em cavalos vapor, ou Horse Power (HP) e se refere à velocidade final atingida pelo motor em sua capacidade máxima.

A grande quantidade de cilindradas ou alta potência não significam necessariamente um bom desempenho, porque há outras forças agindo no resultado final. Além das cilindradas e da potência, é importante analisar o peso da moto e a distância entre os eixos.

Por último, o torque da moto é medido em quilos de força por metro, ou “kgf-m” e pode ser definido como a força de saída da moto e capacidade de retomada de velocidade. Essa capacidade de retomar rapidamente a aceleração é essencial para a direção defensiva.

Além disso, um torque elevado é bom para que o piloto possa lidar com ultrapassagens de maneira segura. Assim, é muito importante analisar o torque da moto escolhida para uso em viagens.

Como vimos, escolher uma moto para viajar é um exercício de ponderação entre o tipo de viagem realizado, o orçamento disponível e a manutenção do conforto e, acima de tudo, da segurança nas viagens.

Se você gostou de aprender sobre as motos ideais para viagem, descubra também quais são as vantagens e desvantagens entre a compra de um carro ou de uma moto!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.