Meu Primeiro Carro

Você sabe quando trocar o filtro de ar? Aprenda agora!

Entenda o que é o filtro de ar e como identificar quando é a hora certa de fazer a troca e mantenha seu veículo em dia!

Quem tem um carro sabe que os equipamentos dele devem ser revisados periodicamente para garantir um bom funcionamento e desempenho. No entanto, muitos proprietários não cumprem as recomendações técnicas e apenas procuram ajuda quando o veículo apresenta algum problema.

O filtro de ar, por exemplo, é um componente que, quando vencido o seu prazo de troca, começa a refletir problemas em outros pontos do carro, como um gasto de combustível maior, falhas no motor e redução do desempenho.

Mas você sabe quando trocar o filtro de ar? Para responder essa questão e evitar tais complicações, reunimos neste post as principais informações sobre o assunto. Continue a leitura e confira!

O que é filtro de ar?

O filtro de ar é um importante componente do veículo, que tem por função separar e eliminar todas as impurezas do ar que são aspiradas pelo motor do carro, garantindo que apenas o ar limpo vá para a câmara de combustão do automóvel.

Esse processo tem por objetivo evitar o desgaste prematuro das peças do motor, como a biela e os pistões. Se fossemos fazer uma comparação, o filtro de ar funciona como o nosso nariz, que também serve para filtrar impurezas.

Funciona mais ou menos assim: as impurezas que são mais pesadas ficam ao fundo, enquanto as consideradas leves ficam retidas na parte visível do filtro (parece uma sanfona de papel). Esse compartimento, que é feito de um material especial para reter essas partículas, pega substâncias de até um mícron ("mícron" é uma unidade de medida). Para você ter noção da potência do filtro de ar, saiba que um grão de talco tem 15 mícrons, ou seja, é muito potente!

Vale ficar atento ao fato de que no seu veículo existem dois tipos de filtro de ar: um que serve para o motor, que é o que estamos tratando, e outro para o sistema de ar-condicionado, também chamado de "filtro de cabine".

Quais são os sinais de que está na hora de trocar esse componente?

Na verdade, não existe uma regra 100% certa e eficaz que sirva para determinar a real duração do componente, até porque cada veículo tem um modelo específico. Além disso, a troca do filtro de ar também leva em consideração a quantidade de quilômetros rodados, portanto, quem circula mais vezes na estrada precisa fazer essa substituição com mais frequência.

Apesar de não haver uma fórmula certa, existem alguns sinais que demonstram que está na hora de trocar o filtro. Por exemplo, a sugestão para a maioria dos veículos é substituir o componente a cada 10 mil quilômetros rodados, para quem roda em estradas urbanas, ou 5 mil quilômetros, para quem roda em estradas não asfaltadas.

No entanto, caso você não utilize tanto o seu veículo, o ideal é fazer uma manutenção semestral (limpeza ou troca, conforme o estado do filtro), principalmente se o componente for de fibra de algodão.

Além disso, fique atento se o seu carro apresentar os seguintes sinais:

- consumo excessivo de combustível;
- motor "engasgado";
- perda de potência ao acelerar o veículo;
- desgastes nas partes móveis do motor, como cilindros, pistões e válvulas.

Como trocar o filtro de ar?

Em primeiro lugar, é preciso obter o filtro de reposição correto. O modelo comprado deve ser igual ao que será substituído. Para ter certeza de que está adquirindo a opção correta, consulte o manual do proprietário ou uma loja especializada em automóveis.

Em seguida, abra o capô do seu carro e localize a unidade do filtro de ar do motor, que geralmente fica na parte superior do veículo. É comum estar em uma caixa quadrada ou retangular com tampa.

O próximo passo é remover a tampa — algumas são parafusadas, outras não. Se não tiver certeza do que está fazendo, o ideal é procurar ajuda de um profissional especializado. Depois de retirar a tampa, você encontrará o filtro de ar, que é feito de algodão, gaze ou papel.

Retire o filtro da caixa e faça a limpeza com um aspirador ou compressor, sempre cuidando para não soprar poeira para dentro do motor. Após limpar, substitua o componente antigo pelo novo. Basta colocá-lo dentro da caixa com a parte de borracha virada para cima. Verifique, ainda, se as bordas estão bem seladas pela beirada de borracha.

Feito isso, coloque a tampa novamente e prenda corretamente para que ela não solte e prejudique o desempenho do seu veículo.

Quais são os cuidados e as recomendações sobre o filtro de ar?

Como visto, essa pequena peça pode fazer uma enorme diferença no desempenho do seu veículo, principalmente no consumo de combustível. Por isso, lembre-se de comprar componentes em lojas de sua confiança, utilizar filtros compatíveis com a marca e o modelo do seu automóvel e fazer as revisões de acordo com as recomendações técnicas.

Além disso, ao menor sinal que seu carro emita, não deixe de procurar uma oficina mecânica especializada para saber o que está ocorrendo. Pode ser apenas a hora de trocar o filtro de ar, mas, como sabemos, o veículo é um conjunto de peças que só funcionará bem se estiver com todas elas em dia.

A manutenção preventiva é tão importante quanto aquela feita quando você nota algum problema. Além de garantir a segurança dos passageiros e um custo-benefício melhor no uso do veículo, também assegura uma menor desvalorização na revenda do seu usado. Por isso, siga corretamente as instruções do automóvel.

Viu como um pequeno componente pode fazer toda a diferença no seu carro? Pois é! Fique atento aos sinais que o seu veículo emite e contribua também com o meio ambiente, pois se o automóvel funciona de maneira correta, deixando o ar puro entrar no motor, haverá menos consumo de combustível e, consequentemente, menor emissão de gases em nossa atmosfera.

Gostou de saber quando trocar o filtro de ar e quer mais dicas sobre como manter seu veículo bem cuidado? Então, continue sua visita e descubra também como fazer a manutenção do seu carro corretamente!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.