Meu Primeiro Imóvel

Afinal, vale a pena investir em uma casa para vender?

Saiba se investir em casas para vender vale a pena ou não e conheça opções para lucrar com essa ideia!

É provável que você já tenha pensado em investir em casas para vender. Afinal, diversas vantagens estão relacionadas a essa atitude! Dois principais fatores posicionam essa como uma excelente forma de aplicação: segurança e valorização. Quem lida com o ramo sabe que as propriedades são bens que tendem a se tornarem cada vez mais valiosos com o tempo e que atuam como investimento de baixo risco.

Em poucas palavras, vale a pena considerar imóveis como um bom investimento. Porém, você sabe qual a melhor forma de fazê-lo? Confira as vantagens de fazer a escolha certa neste artigo!

Por que imóveis são um bom investimento?

O setor imobiliário sempre apresentou excelentes resultados para investidores. Afinal, a origem das aplicações remete, justamente, à busca por consolidação de patrimônio. Por ser um bem, muitas vezes, vitalício, as casas que são adquiridas para vender são capazes de ganhar bastante valor com o tempo, em especial nas regiões de alto crescimento perimetral.

Quais são as vantagens de investir em casas para vender?

Imagine um bairro com extenso potencial de crescimento, mas que ainda não se desenvolveu. A aquisição de uma propriedade lá, por exemplo, sairá em conta. Com o passar dos anos, farmácias, supermercados, escolas, conveniências e diversos outros estabelecimentos tendem a serem abertos no local. Dessa forma, morar naquele imóvel se tornará uma facilidade para moradores que desejam contar com praticidade no dia a dia.

Como consequência, seu investimento tende a ser lucrativo. Esse é apenas um dos exemplos que posicionam os imóveis como boas aplicações. Além dele, é possível citar a segurança, uma vez que uma casa é um bem que oferece retorno e que, com exceção de casos muito específicos, jamais será tirado de você.

Em suma, são muitas as vantagens de investir em imóveis. Porém, nem todos conseguem contar com o aporte inicial para fazê-lo o mais rápido possível e, assim, multiplicar seus lucros. É por isso que se faz necessário analisar as opções como o financiamento e o consórcio e conferir a mais adequada para si.

Quando investir em casas para vender não é vantajoso?

Ao analisar o cenário apresentado, compreende-se que o investimento em um imóvel é sempre vantajoso. Contudo, há uma situação que o torna dispendioso — e é importante conhecê-la. Ela se trata do pagamento com juros.

Existem algumas formas de aquisição parcelada, que fazem com que tarifas de juros incidam sobre o valor negociado com os consumidores. A depender do custo envolvido, é possível que a rentabilidade do investimento caia.

É por esse motivo que se mostra essencial fazer uma análise atenciosa sobre as possibilidades de lucro de qualquer aplicação realizada, mesmo as mais seguras e valorosas — como os imóveis. Há, porém, uma maneira de escapar das taxas de juros. Ela se dá por meio do consórcio. Falaremos sobre o tema a seguir.

Como adquirir casas para vender e o que esperar?

Se você se interessou em investir em casas para vender, é certo que deseja multiplicar seus lucros. Para isso, é primordial buscar por opções que sejam financeiramente interessantes. Uma delas é o consórcio, que permite que vários interessados se unam em torno do interesse comum de adquirir uma propriedade. Todos os meses, os participantes realizam o pagamento das suas parcelas, de acordo com o plano escolhido, formando uma espécie de fundo comum.

A partir desse montante, são realizadas as contemplações dos consorciados - momento que dá acesso à carta de crédito do consórcio. Assim, será capaz de obter o valor necessário para realizar a compra de seu imóvel. É uma alternativa simples, econômica e segura que, na verdade, pode ser definida como uma espécie de autofinanciamento. Contar com um consórcio permite que você obtenha uma série de benefícios para sua carteira de investimentos. Vamos abordá-los a seguir.

Diversificação

Todo bom investidor conhece a importância de manter uma carteira equilibrada e diversa. Os três principais perfis de investidor são amparados pelos imóveis. Enquanto os conservadores enxergam neles uma opção segura e rentável, os arrojados e moderados garantem que haja um investimento de baixo risco e alto valor em meio a fundos e papéis de maior risco.

Multiplicidade

Até o momento, falamos sobre a valorização da casa em si. Porém, muitos outros lucros podem ser atribuídos à aquisição de um imóvel além da venda — e tudo depende de suas necessidades. O aluguel é um deles. O ganho advindo dele é fixo, capaz de cobrir outras contas e tende a crescer com o tempo.

As possibilidades de aluguel para comércio e para a fixação de espaços de coworking (compartilhados), por exemplo, cujo crescimento é uma tendência, também são bons fatores que impulsionam a multiplicidade. A renda extra é capaz, até mesmo, de possibilitar a compra de um segundo imóvel.

Sem entrada

O compromisso daquele que faz um consórcio com uma empresa de qualidade é apenas em relação às parcelas. Dessa forma, ele não precisa dispor de um valor como entrada para conquistar o imóvel dos seus sonhos, uma vez que o consórcio parcela o valor integral do bem. Esse é outro entre os pontos importantes a serem levados em conta no momento de comparar os consórcios com outras formas de aquisição parcelada.

Flexibilidade

Você sabia que uma das maiores vantagens do consórcio é sua flexibilidade? Se, ao ser contemplado, você não desejar mais o item pelo qual buscou a opção, é possível contar com outro do mesmo segmento. Basta analisar as condições do contrato (que devem ser lidas atentamente em todos os casos) e negociar com a administradora. O pagamento também conta com versatilidade. É possível antecipar parcelas, e, mais importante, definir todas as condições do plano previamente. Assim, você define a melhor opção para o seu bolso e sua necessidade.

Investir em casas para vender é uma excelente oportunidade para quem deseja retornos em longo prazo. Por meio do consórcio, ela se torna ainda mais rentável, uma vez que não é preciso dar entradaou pagar taxas de juros. O que existe no consórcio é a taxa de administração, que tem um valor bem mais interessante se comparado à outras formas de aquisição parcelada. Com o participante deve, apenas, arcar com suas parcelas mensais e planejar o futuro de múltiplos ganhos que tendem a advir dessa escolha! Portanto, se você deseja aplicar em imóveis para venda, não deixe de conferir essa opção!

Se você se interessa pelo tema de bens e propriedades, pode se interessar em nosso e-book: Guia de compras: como adquirir seu segundo imóvel? Por meio dele, você se tornará capaz de se planejar para lucrar ainda mais com essa possibilidade!
Guia De Compras Como Adquirir Seu Segundo Imovel Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.