Meu Primeiro Imóvel

Como saber se tenho perfil para morar em apartamento?

Morar em apartamento é a melhor escolha para você? Saiba o que levar em conta na hora de decidir.

Morar em apartamento é uma escolha que tem crescido muito nos últimos anos, pelos mais variados motivos: há apartamentos em várias faixas de preço, geralmente mais baratos que uma casa, além de muitas pessoas acharem que ele dá menos trabalho.

Apesar de a convivência com os vizinhos ser mais intensa, o que é uma desvantagem para a maioria das pessoas, morar em apartamento pode ser muito compatível com você e seu estilo de vida, bem como uma boa escolha para o futuro. Para saber mais sobre esse assunto, continue a leitura!

Vantagens

Há alguns pontos sobre morar em apartamento que são considerados vantajosos pelas pessoas. Veja, a seguir, os principais motivos pelos quais alguém opta por esse tipo de imóvel.

Localização

Ao morar em apartamento, você tem a oportunidade de pagar menos pela compra ou aluguel de um imóvel, em relação a casas e sobrados na mesma região. Isso se deve, entre outros aspectos, ao fato de que a oferta de apartamentos é muito grande hoje em dia, ao passo que a de outros tipos de imóveis tem diminuído.

Além disso, em áreas mais centrais, próximas a locais importantes e estações de metrô, predominam os apartamentos. Quem opta por morar em um tem muito mais opções para escolher a localização, podendo ficar mais próximo do trabalho, lojas, shoppings e restaurantes.

Lazer

Um dos maiores benefícios de morar em um apartamento são as opções de lazer. A maioria dos condomínios, mesmo que não sejam caros, têm piscina e salão de eventos. Muitos também contam com uma área de churrasqueira, bastando reservar a data e o horário com antecedência para usar o local.

Obviamente, o custo-benefício disso é muito melhor se comparado ao de ter uma casa com churrasqueira e piscina. Isso porque, além de esses itens elevarem muito o valor do imóvel, ainda é preciso gastar com sua manutenção, enquanto no condomínio ela já está inclusa.

Tarefas

Quem mora em apartamento não precisa lidar com muitas das questões enfrentadas em casa. Por exemplo, não é necessário limpar o quintal e a garagem, nem se preocupar com problemas nas áreas comuns, como rachaduras ou vazamentos.

Até na hora de receber compras online e outras entregas não é preciso ter o trabalho de verificar se haverá alguém em casa, pois o porteiro toma conta disso.

Segurança

Embora a complexidade do sistema de segurança varie de acordo com o padrão do condomínio, quase todos os prédios residenciais hoje em dia têm, pelo menos, controle de portaria e câmeras de segurança.

E, mesmo que um ladrão consiga chegar até seu apartamento, ele terá bastante dificuldade em transportar os itens roubados.

Desvantagens

Regras

As regras do condomínio são necessárias para minimizar os conflitos decorrentes da convivência de um grande número de pessoas. No entanto, é normal achar algumas regras rigorosas demais.

Em geral, os condomínios voltados a pessoas idosas e famílias apresentam muitas regras para manter o silêncio e a paz, enquanto os condomínios que visam moradores jovens são um pouco mais tolerantes.

Privacidade

Ao se mudar para um apartamento, é preciso reaprender a fazer as atividades do dia a dia com menos barulho. Isso é importante para não incomodar seus vizinhos e também para proteger sua intimidade.

Além de as unidades serem muito juntas entre si, as paredes que separam um apartamento do outro também costumam ser mais finas que as de casas. Isso significa que os vizinhos podem ficar sabendo quando você canta no banho, faz uma fritura, entre outros.

Espaço

Na maioria dos apartamentos, o espaço é bem reduzido em relação às casas. Em geral, as cozinhas são pequenas e contíguas à área de serviço, com pouco espaço para estender roupas e lençóis.

O ideal é ter uma lavadora e secadora de roupas, e aproveitar ao máximo as paredes para criar locais de armazenamento e otimizar o espaço para circulação de pessoas.

Áreas comuns

Apesar de ser muito vantajoso ter piscina, academia e outras comodidades tão perto de você, é normal surgirem conflitos por causa do uso de áreas comuns. Um dos problemas mais constantes são as discussões que envolvem os elevadores.

Para quem tem filhos, também ocorrem com frequência conflitos devido ao uso da piscina ou área de lazer.

Definindo seu perfil

Se você acha que as vantagens de morar em apartamento se sobrepõem às desvantagens e está disposto a ser respeitoso e mais silencioso para manter a paz entre vizinhos, você tem o perfil certo para viver em apartamento.

Para quem tem filhos, é importante orientá-los sobre como conviver de maneira pacífica com as outras crianças. Além disso, é necessário pedir que façam mais silêncio em casa, principalmente de manhã e de noite.

Se você tem animais, é interessante treiná-lo para que ele não fique assustado no ambiente novo — evitando que faça muito barulho.

A verdade é que, entre várias pessoas que convivem bem, quase sempre haverá uma que não se importa em preservar as áreas comuns, segura o elevador, atrapalha a reunião de condomínio, entre outros.

O ideal é não entrar em confronto direto com essa pessoa, mas reportar sua conduta desrespeitosa ao síndico. Na maioria dos casos, o morador que não respeita as regras de convívio social melhora suas atitudes ao ser advertido.

Se você pretende comprar um apartamento, o ideal é investir em um consórcio, pois o valor é mais vantajoso que de um financiamento.

Agora que você já sabe se tem um perfil compatível com morar em apartamento ou não, que tal aprender mais sobre a vistoria do imóvel?

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 3 de Maio de 2018

morar em apartamento morar em apartamento

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.