Meu Primeiro Imóvel

Conheça as regras de convivência em condomínio

A boa convivência em um condomínio torna sua vida mais feliz e tranquila. Conheça algumas regras que fazem a diferença!

Você conhece as regras de convivência em condomínio? Apesar de muito importante, o tema nem sempre é abordado como deveria. Quando isso acontece, as brigas e discórdias entre condôminos logo começam a surgir.

Não há nada melhor do que morar em um prédio onde todos se respeitam e se gostam, não é mesmo? A boa convivência com vizinhos gera bem-estar e garante uma boa qualidade de vida.

Portanto, é hora de conhecer essas regras e entender seus direitos e deveres como morador. Confira!

O que diz a lei sobre o assunto?

Se você achava que a boa convivência com os vizinhos é uma escolha, está muito enganado! Diversas leis tratam do assunto e impõem deveres e direitos para quem mora em condomínios.

A lei mais importante e atualizada é o novo Código Civil (Lei Federal n° 10.406/02), que está em vigor desde 2003. Aliás, ela trouxe importantes mudanças e alterou muitos artigos da antiga Lei de Condomínio, que foi editada em 1964 e já estava defasada.

E o que diz essa norma? Há várias disposições sobre assembleias, convenções, inadimplência e direitos e deveres. Para deixá-lo informado, preparamos uma lista com os principais pontos. Confira:

- o condômino tem direito de participar e votar nas assembleias, desde que esteja em dia com as taxas de sua responsabilidade;
- o condômino tem direito de usar sua unidade e as áreas comuns, mas não pode excluir a utilização dos demais moradores;
- o condômino tem o dever de contribuir para as despesas do prédio;
- a multa máxima para atraso do pagamento das taxas condominiais é de 2%;
- poderá ser aplicada uma multa por conduta antissocial, que pode chegar até 10 vezes o valor da taxa condominial.

Quais são as principais regras de convivência em condomínio?

Se você comprou ou está pensando em comprar um apartamento, precisa saber que viver em condomínio exige o respeito a várias regras. Além das estabelecidas em lei, existem as acordadas em assembleias e aquelas que sequer precisam ser colocadas em um papel.

Essas boas práticas são criadas para garantir o bem-estar de todos. Afinal, pessoas com gostos e personalidades diferentes dividirão o mesmo espaço. Sendo assim, o que acha de conhecê-las melhor? Acompanhe!

Não fazer barulho após os horários permitidos

A regra básica para uma boa convivência é não fazer com os outros aquilo que não gostaria que fizessem com você. Por isso, é importante ficar atento ao barulho, que pode incomodar e afetar o descanso de seus vizinhos.

Em geral, os condomínios estipulam que após as 22h é preciso respeitar o silêncio e evitar tumultos. Ainda assim, é indicado que isso seja observado durante todo o dia, sempre que possível.

Algumas medidas simples podem ajudar a evitar problemas. Por isso, anote as nossas dicas:

- evite andar com sapatos de salto dentro de casa;
- evite arrastar móveis;
- cuidado com o volume da televisão;
- tenha bom senso ao ouvir música;
- fique atento ao barulho produzido pelos animais de estimação.

Utilizar o elevador de serviço quando estiver com compras e animais

Os elevadores são equipamentos indispensáveis para a maioria dos condomínios, especialmente em prédios com muitos andares. No entanto, o mau uso faz com que eles, frequentemente, sejam motivo de brigas e advertências.

Dessa forma, é importante dizer que a utilização dos elevadores deve seguir as regras estabelecidas pela assembleia.

Portanto, sempre que estiver com compras ou acompanhado de animais de estimação, dê preferência para o elevador de serviço. Isso também acontece em caso de mudança ou recebimento de produtos, como móveis.

Esse tipo de atitude garante que todos tenham uma convivência tranquila e possam usar os elevadores com eficiência e sem transtornos. Afinal, é preciso respeitar o espaço e os direitos dos vizinhos e visitantes.

Não segurar o elevador

Você tem o hábito de segurar o elevador no seu andar? Essa é uma prática que deve ser evitada, pois fere o direito dos outros condôminos e torna o uso do equipamento ineficiente.

Para conquistar uma convivência harmônica e evitar reclamações, é essencial chamar o elevador apenas quando necessário. Além disso, mesmo que seja por pouco tempo, não coloque objetos para impedir que as portas se fechem e o elevador vá para outro andar.

Já imaginou o problema que isso pode causar se um vizinho precisar sair de casa devido a uma emergência de saúde e o elevador estiver parado em seu andar? Seja empático e pense no bem-estar de todos.

Zelar pelas áreas comuns

Quadras esportivas, salões de festas, piscinas, saunas e jardins são comodidades que trazem inúmeros benefícios aos moradores. Portanto, se o prédio que você mora ou pretende morar tem essas áreas comuns, é preciso zelar por elas.

Seus momentos de lazer não serão os mesmos se os locais estiverem sujos e depredados, não é mesmo? Por isso, não jogue lixo no chão, tenha cuidado para não quebrar equipamentos e ajude e cuidar do que é de todos.

Não bloquear a entrada e saída de pessoas na garagem

As vagas de garagem costumam ser uma fonte de discussões em condomínios. Afinal, ninguém gosta de ficar preso na vaga ou de ver um carro estranho estacionado onde deveria estar o seu, certo?

Então a situação é bem simples: se você se irritaria com essas situações, não pode cometer tais erros. Para o bem-estar de todos, cumpra as regras e não estacione em locais proibidos.

Lembre-se de que os condôminos têm os mesmos direitos e deveres. Respeitar o próximo é um dever e evita brigas, advertências e multas.

Não faça reformas e obras sem autorização

Pretende fazer uma reforma no apartamento? Nesse caso, você precisa entender que qualquer obra deve ser autorizada pelo síndico antes de ser iniciada.

Mesmo que você seja o proprietário, o apartamento está inserido em um condomínio com inúmeros moradores que não podem ser prejudicados pelas suas vontades. Além do consentimento prévio, é preciso respeitar o horário das atividades — em geral, é de 8h às 17h, mas pode variar.

O que achou dessas regras de convivência em condomínio? Comprar um apartamento é um grande passo na vida de uma pessoa, mas a vida em um prédio requer bom senso, educação e respeito ao próximo. Por isso, agora que você já conhece essas boas práticas, não deixe de aplicá-las em seu dia a dia. Certamente, sua convivência com os vizinhos será muito mais saudável, harmônica e prazerosa.

Gostou deste post? Confira agora 6 mitos e verdades sobre viver em condomínio!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.