Meu Primeiro Imóvel

11 dicas incríveis para reformar uma casa antiga e valorizar o imóvel

Confira como você pode fazer uma boa reforma em uma casa antiga sem gastar muito dinheiro!

Comprar uma casa em perfeito estado e que já esteja pronta para morar é ótimo, mas, devido ao orçamento, nem sempre é possível. A boa notícia é que a reforma de casas antigas é uma maneira de deixar um imóvel mais velho exatamente do seu jeito.

Entre os passos necessários para executar essa modernização estão: falar com profissionais, pesquisar referências e ter atenção especial à fiação, entre outros. Se quer saber mais sobre como reformar uma casa antiga, este post é para você. Continue a leitura e confira!

1. Fale com profissionais

Comprar uma casa velha pode ser uma ótima ideia, desde que você tenha certeza de que sua estrutura continua boa. Por isso, o primeiro passo é contratar uma vistoria para saber se os canos, fiação e demais estruturas estão em dia.

Se você pretende comprar uma casa que está com problemas estruturais, é importante saber que será preciso reservar um bom dinheiro para trocar o que for necessário, corrigir infiltrações, livrar-se de pragas, entre outros.

Se o problema for só nos acabamentos, como paredes descascadas, piso com desgaste e banheiro obsoleto, você pode prosseguir tranquilamente com a compra. Aí entra a segunda ajuda profissional: a de um arquiteto.

Ter o acompanhamento de um arquiteto, ou ao menos fazer uma consultoria, é fundamental para criar um projeto coerente e viável para a reforma, além de adequado ao seu gosto.

2. Pesquise referências

Quando o assunto é reforma de casas antigas, buscar referências para garantir que a modernização será como imaginou é essencial. A internet é um excelente ponto de partida.

Reúna imagens e informações sobre as modificações que deseja fazer na casa para usar como referência não só para arquitetos como para todos os profissionais que o apoiarão nessa missão.

Além de sites de busca, redes sociais como Pinterest são excelentes fontes para buscar inspirações e referências para a modernização de uma casa antiga. Não deixe de criar um arquivo com as imagens de interesse.

3. Comece por dentro

Quem vai reformar uma casa antiga com um orçamento apertado sabe que podem surgir gastos inesperados, que obrigam a cortar itens menos importantes. Por isso, sempre comece a reforma pelos cômodos que mais precisam de reparos.

Ao final, se não sobrar dinheiro para criar uma fachada bem bonita para o imóvel, pelo menos o interior estará confortável e moderno. Assim, você pode se preocupar apenas com a pintura, para revitalizar o exterior da casa sem gastar muito.

Em casas muito antigas, geralmente o banheiro e a cozinha são os locais que precisam de mais intervenções, como instalação de box, modernização da pia, troca dos azulejos etc. Por isso, comece por eles. Depois, vá para os quartos e, por fim, salas.

4. Troque os pisos

A maioria das casas antigas apresenta pisos de taco, que, além de atrapalharem a estética, podem descolar e causar acidentes. Por isso, um piso novo é uma das melhores formas de modernizar o imóvel.

Não é preciso gastar muito para trocá-los. Atualmente, existem os pisos vinílicos e os laminados, que têm uma aparência versátil, bonita e podem até mesmo imitar madeira. O preço do m² de ambos fica em torno de R$ 50,00.

Para quem gosta de um ar mais moderno e industrial, os pisos de cimento queimado também estão em alta. Eles são baratos e ficam bem em salas, podendo também ser utilizados em áreas externas, desde que recebam acabamento antiderrapante.

Se o orçamento estiver apertado, em muitos casos é possível lixar o piso antigo e instalar o novo por cima, ou mesmo reformá-lo.

5. Decore as paredes

A reforma de casa antigas passa também por atualizar o local para, assim, valorizá-lo cada vez mais. Se você quer renovar o ambiente sem ter que fazer grandes remodelações, uma dica é investir na decoração das paredes.

Quadros, pôsteres e até mesmo pratos de porcelana já dão outra cara a uma parede apagada. Outra solução que é boa, bonita e barata é investir em plantas para mudar as paredes da casa. Caso siga por esse caminho, só tenha atenção ao fator iluminação para acertar na escolha das plantas.

6. Escolha uma paleta de cores jovial

Grande parte das casas antigas parece que parou no tempo: tem papéis de parede datados e pisos que nem são mais utilizados. Modernizar é preciso! Para isso, não deixe de escolher uma paleta de cores jovial para renovar os ambientes e deixá-los mais atuais.

Ao escolher os tons da casa, considere as características de cada cômodo. Um quarto na cor vermelha, seja em suas paredes ou nos itens de decoração, por exemplo, pode não ser uma boa pedida, já que o tom vibrante deixa as pessoas mais agitadas. O ideal é conjugar as funções dos ambientes com o aspecto geral que você quer dar à casa e não se esqueça: o conforto em casa deve ser prioridade.

A escolha da paleta de cores pode orientar não só a pintura das paredes mas também a decoração dos ambientes como um todo. Ela auxiliará, por exemplo, na escolha de almofadas, móveis e, até mesmo, roupas de cama.

7. Aproveite o que você tem

Portas e janelas de casas antigas muitas vezes podem ser charmosas. Se estiverem em bom estado, você pode reaproveitá-las, aplicando somente uma camada de tinta e trocando fechaduras e trincos velhos.

Além de manter um ar retrô, você fará uma boa economia dessa maneira. As janelas em formato de arco e com grade externa de ferro trabalhado, por exemplo, podem trazer muita personalidade para a casa se estiverem bem conservadas.

Luminárias e arandelas também são itens que podem ser reformados e mantidos, assim como os elementos do quintal ou jardim.

8. Tenha cuidado com a estrutura da casa

Se a estrutura do imóvel está boa, evite alterá-la ou fazer reformas que possam danificá-la. Antes de quebrar uma parede para instalar ou consertar algo, consulte um profissional que possa determinar se o procedimento é seguro.

Além disso, se você planejar derrubar alguma parede ou trocar o forro, é preciso contar com um projeto detalhado para evitar afetar a sustentação da casa. A maioria dos imóveis antigos tem tetos de madeira ou gesso, e pode não ser possível substitui-los.

Lembre-se de que muitas vezes a reforma da casa antiga é mais simples do que parece. Nem sempre é necessário colocar abaixo toda a estrutura original, especialmente porque isso demanda bastante tempo e dinheiro.

Procure restaurar as paredes em vez de derrubá-las. Em geral, cobrir os buracos, lixar e pintar é suficiente para que uma parede fique como nova!

9. Cuide da fiação

Um ponto de atenção na reforma de casas de antigas é a fiação. É comum que os fios nesse tipo de residência não estejam em bom estado de conservação, com remendos ou, até mesmo, arrebentando, o que pode colocar em risco a segurança dos futuros moradores.

Nesse sentido, uma das providências que você deve tomar ainda durante o período de reforma é chamar um eletricista para avaliar o estado da fiação e fazer os devidos reparos e manutenções.

A contratação do profissional pode ser uma boa oportunidade para, se for o caso, instalar novas tomadas e interruptores nos cômodos para melhor comodidade dos moradores.

10. Invista em itens modernos

Uma casa com estrutura antiga tem bastante personalidade, mas é possível transformá-la em algo que misture aspectos clássicos e contemporâneos. Por exemplo, você pode incorporar ao design alguns móveis com linhas mais modernas para criar um contraste interessante.

Outra boa maneira de modernizar a casa é optando por tintas e revestimentos de parede que transmitam bastante personalidade. Hoje em dia é possível escolher entre uma grande variedade de tons de tinta que sejam neutros, mas que fazem a diferença.

Além disso, também há muitas opções de papel de parede que podem expressar perfeitamente seu estilo e dar um toque aconchegante e elegante em uma parede da sala, do quarto ou mesmo do banheiro.

Uma boa forma de modernizar a cozinha é se livrando de armários antigos nas paredes e complementando-a com eletrodomésticos de inox, que dão um toque de luxo.

Quadros na parede, plantas e objetos decorativos também são importantes para transmitir a imagem que você deseja.

Tenha cuidado somente na hora de criar a iluminação, pois nem sempre é possível utilizar iluminação embutida ou lustres pesados em casas antigas.

11. Pense na forma de pagamento

Comprar uma casa é sempre um grande passo na vida financeira de qualquer família. Comprar um imóvel para em seguida reformar, então, pode ser bastante pesado!

Por isso, além de um bom planejamento e uma reserva financeira, é fundamental escolher uma forma de pagamento que caiba no seu bolso.

Uma boa alternativa é comprar o imóvel por meio de um consórcio. Assim, é possível planejar sua compra para que tenha dinheiro para a aquisição do imóvel e ainda sobre dinheiro para a reforma.

Para fazer uma compra inteligente também é preciso considerar os gastos que você terá para deixar a casa do jeito que você quer. Por isso, aproveite os danos do imóvel para conseguir um bom desconto na hora de fazer negócio.

A reforma de casas antigas é uma opção que não pode deixar de ser considerada por quem quer adquirir um imóvel próprio, mas tem o orçamento mais restrito. Investir na modernização de uma casa ou apartamento, além de divertido, é garantia de que o espaço ficará do seu jeito e ainda aumenta o valor do imóvel!

Gostou deste conteúdo? Então leia também por que contratar um consórcio para reforma da Racon!

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 29 de Junho de 2018 | Atualizado em 15 Julho de 2020.

reformar casa antiga reformar casa antiga comprar casa para reformar comprar casa para reformar imóvel para reformar imóvel para reformar

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.