Meu Primeiro Imóvel

Investir em imóveis é uma ótima alternativa para ter lucro no futuro

Está cogitando investir em imóveis para aumentar o seu patrimônio em longo prazo? Não deixe de conferir este post!

Investir em imóveis é uma boa opção de aplicação atualmente, apesar de demandar alguns cuidados. Depois da grande recessão econômica que atingiu o Brasil nos últimos anos, o setor volta a apresentar crescimento.

Você pode estar se questionando quais são as vantagens de fazer esse tipo de investimento. As razões são diversas, e entre as principais podemos citar a valorização, a segurança e a possibilidade de contar com uma renda extra no caso de alugar a sua propriedade no futuro ou até mesmo vendê-la.

Se você ainda está com receio sobre esse investimento, não deixe de conferir este post. Reunimos motivos e dicas importantes sobre o processo. Veja a seguir.

4 motivos que mostram que investir em imóveis é um bom negócio

Existem benefícios realmente tentadores que incentivam essa forma de aplicação. Confira a seguir.

1. Segurança patrimonial

Escolher os investimentos pelo grau de risco que apresentam é uma prática muito utilizada por quem deseja amenizar as perdas financeiras. Dessa forma, é normal ouvirmos falar sobre investimentos de alto risco e de baixo risco.

Em geral, investir em imóveis é uma boa opção. Afinal, eles são patrimônios sólidos, constituídos por um bem que pode ser identificado com facilidade, não mudam de lugar e tendem a se valorizar com o passar do tempo. Essas características oferecem segurança a quem investe.

2. Aumento de patrimônio

Não é por acaso que os investidores e as empresas optam por investir na formação patrimonial por meio de imóveis. Veja que essa categoria não está sujeita às quebras bruscas no mercado financeiro ou nos bancos. Eles são bens palpáveis, ou seja, que você pode modificar (por meio de reformas periódicas ou otimizações da decoração) para favorecer a atratividade e o valor, seja para venda, seja para locação.

3. Resistência ao tempo

Imóveis são propriedades duráveis, pois seu uso perdura por anos, passando por gerações. Por exemplo, você compra uma casa, usa e, caso queira mantê-la pela vida toda, deixa como herança para sua descendência. Seu filho, ao recebê-la, pode usar o imóvel e passá-lo para a próxima geração.

4. Potencial fonte de renda

Adquirir o primeiro imóvel é uma conquista que exige planejamento e disciplina financeira. O retorno desse esforço é a formação de um patrimônio. Ao adquirir estabilidade econômica com essa primeira compra, você tem grandes chances de comprar outra propriedade.

Ao comprar outro imóvel e manter-se dono também da propriedade adquirida anteriormente, você conta com o recebimento do aluguel, que pode ser utilizado para quitar as mensalidades do novo bem.

Dessa forma, você dá início a um ciclo que terá continuidade com novas aquisições, que ampliarão a sua renda e facilitarão a compra de mais bens imobiliários.

Além disso, vale acrescentar que existem algumas oportunidades de crédito que podem facilitar esse processo. Você pode participar de um consórcio ou usar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para dar uma boa entrada e suavizar os pagamentos mensais. Viver de imóvel é possível: basta ter foco.

Descubra como investir em imóveis da maneira correta

Existe uma variedade enorme de formas para investir em imóveis. Se você deseja transformar suas propriedades em verdadeiros ativos financeiros, conheça as opções abaixo.

Terrenos

Terrenos são boas opções de investimento, pois eles se valorizam rapidamente e podem ser vendidos por valores superiores em relação aos de quando foram comprados. Isso permite reinvestir o dinheiro em longo prazo.

Um cenário positivo para comprar terrenos é quando eles estão localizados em um futuro conjunto habitacional, uma vez que a tendência é que a região se valorize com o tempo.

Por isso, mesmo que seu objetivo seja adquirir um imóvel para morar, é válido revisar seus planos e considerar essa alternativa.

Imóvel na planta

Novos negócios imobiliários surgem a todo instante no mercado e, com eles, a chance de comprar um imóvel na planta. Essa categoria é ofertada pelas construtoras nas etapas iniciais do projeto, ou seja, quando as propriedades podem ser adquiridas por preços mais reduzidos do que quando estiverem prontas.

Para aproveitar esse curto período de valorização, algumas pessoas fazem a compra para revendê-las quando as obras estiverem concluídas, o que representa uma alternativa de lucro realmente interessante.

Contudo, é preciso ter cautela com esse tipo de negócio. Certifique-se de que a construtora é confiável, a fim de diminuir a probabilidade de lidar com problemas e atrasos na entrega. Analise também todas as características da futura propriedade, assim como a sua localização. Desse modo, você terá uma boa noção quanto ao potencial de retorno sobre o dinheiro investido na negociação.

Imóveis que mudam de categoria

Uma característica interessante dos imóveis é que, por diversos motivos e circunstâncias, podem perder a atratividade para o seu objetivo inicial. Isso faz com eles se tornem pouco utilizados ou procurados para aquilo que propõem, gerando a possibilidade de mudá-los de categoria para chamar a atenção de novos interessados.

Quando se encaixam nesse cenário, esse bens podem ser comprados por valores bastante acessíveis para quem pretende fazer investimentos. Pense em uma casa que não consegue ser alugada por estar em um bairro muito movimentado, por exemplo. Pode ser uma boa ideia comprá-la e transformá-la em um imóvel comercial. Assim, ele será mais procurado para locação, e o valor do aluguel cobrado será maior.

Consórcio

Se você não tem a quantia necessária para comprar um imóvel à vista, mas não quer perder as oportunidades desse mercado, o consórcio pode ser a alternativa ideal para você. Essa modalidade de aquisição não tem juros, apenas a taxa de administração, que tem um valor bem mais acessível se comparado à outras formas de aquisição parcelada. Os pagamentos mensais são acessíveis, pois você define o valor de acordo com as suas possibilidades.

Funciona assim: você participa de um grupo de pessoas interessadas em um mesmo bem ou serviço, nesse caso, a compra de imóveis. Todos os meses, um ou mais participantes são contemplados por meio de sorteio, e também existe a possibilidade de tentar antecipar a contemplação ofertando um lance.

Com a posse da carta de crédito, você já pode fazer a compra desejada. E o melhor: a aquisição é feita como se um fosse um pagamento à vista, o que permite conseguir boas condições durante a negociação.

Viu como investir em imóveis é uma forma inteligente de lucrar em longo prazo? Para isso, basta administrar as suas finanças com foco na aquisição dessas propriedades. Assim, você terá uma boa fonte de renda no futuro, que pode até complementar a sua aposentadoria, ajudando a manter o mesmo padrão de vida.

Este post foi útil para você? Esperamos que sim. Que tal aprimorar seus conhecimentos sobre o tema? Aproveite esta oportunidade e confira o nosso eBook gratuito sobre como adquirir seu segundo imóvel!
Guia De Compras Como Adquirir Seu Segundo Imovel Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.