Saiba como funciona a contemplação no consórcio

Sua contemplação no consórcio pode acontecer a qualquer momento e de duas maneiras. Você sabe quais?
  • Atualizado em October 18, 2016
  • Publicado em October 18, 2016
  • Consórcio

O consórcio é uma ótima opção de aquisição de serviços e bens, móveis ou imóveis, para aqueles que não têm tanta pressa para tê-los em mãos. No nosso post de hoje falaremos da contemplação no consórcio: o que é, como ela funciona, a periodicidade com que ocorre e quais as formas em que ela pode acontecer. Confira:

O que é contemplação no consórcio?

É a atribuição de crédito ao consorciado, que pode ocorrer por meio de lance ou sorteio. Para entender a contemplação, é preciso voltar ao momento anterior a ela.

Em geral, todos os consorciados pagam, mensalmente, um valor correspondente à parcela do consórcio. O montante total é utilizado para adquirir o bem objeto do contrato, como, por exemplo, um carro popular.

O valor das prestações é predeterminado no contrato de adesão, pode ainda ocorrer de, em um mês, não existir contemplação, uma vez que ela está diretamente relacionada à existência de recursos no grupo de consórcio.

Assembleia geral ordinária

A administradora realiza uma Assembleia Geral Ordinária, fixando o dia, o horário e o local. Essa reunião destina-se principalmente à contemplação dos consorciados, mas também à prestação de informações e atendimento. É nessa assembleia que, mediante sorteio ou lance, o integrante do grupo é contemplado.

A periodicidade da reunião é prevista no contrato de adesão que estabelece as condições de participação no grupo de consórcio. É comum, porém, que seja mensal.

Formas de contemplação

Existem duas formas de contemplação no consórcio: lance ou sorteio. Em ambas, o consorciado deve estar em dia com as prestações.

Sorteio

O sorteio contempla um ou mais participantes do grupo, conforme o valor total disponível em caixa, para receber uma carta de crédito no valor do plano ao qual aderiu. Até o fim do grupo, todos os consorciados receberão o documento para adquirir o bem ou serviço; o sorteio serve, então, apenas para definir a ordem de recebimento.

Se o grupo de consórcio foi feito para adquirir um carro no valor de R$ 40.000,00, independentemente do valor pago até o momento pelo consorciado, ele receberá uma carta de crédito neste valor. Isso pode acontecer no primeiro mês de duração do grupo ou no último, e o consorciado continuará pagando suas parcelas mensais depois de sua contemplação.

E como acontece o sorteio? Cada consorciado corresponde a uma cota numerada, e o sorteio é feito entre os números das cotas dos integrantes. Algumas administradoras adotam o resultado da Loteria Federal para realizarem o sorteio, mas outras preferem fazer o sorteio nas assembleias virtuais ou presenciais.

Lance

Outra forma de contemplação é o lance, que é semelhante à antecipação de parcelas: numa espécie de leilão, o consorciado oferece o maior número de parcelas que consegue antecipar, aumentando suas chances de ser contemplado.

O lance ocorre após os sorteios, as ofertas devem ser enviadas com algumas horas de antecedência do início da Assembleia, informando a quantidade de parcelas que antecipará ou o percentual da carta de crédito a ser comprometido.

Os tipos mais comuns de lance são: lance livre, lance fixo e lance embutido.

  • Livre: forma mais comum, pelo qual o consorciado oferta qualquer valor que desejar, o que normalmente deve corresponder a uma quantia acima de 1% do valor total da carta. Em caso de empate (lances iguais), a administradora sorteia um consorciado.
  • Fixo: a administradora fixa, em contrato, um valor para o lance (percentual do total da carta de crédito), e em seguida sorteia entre todos os consorciados que o ofertaram. Ela pode, também, determinar dois valores diferentes para os lances fixos, efetuando sorteios relativos a cada um deles.
  • Embutido: o integrante do grupo de consórcio faz uma oferta utilizando parte da sua própria carta de crédito, que terá desconto em seu valor no caso de contemplação. Se a carta for de R$ 50.000,00 e ele antecipar 20% do valor, quando for contemplado, receberá apenas R$ 40.000,00.

Nada impede que a administradora estabeleça, no contrato, a possibilidade de misturar os lances livre e fixo, ou seja, determinar um lance livre com limites mínimo e máximo.

Destaca-se ainda que o consorciado pode utilizar recursos da conta do FGTS para ofertar lances, mediante apresentação do extrato à administradora.

Fui contemplado. E agora?

Primeiramente, o valor da carta de crédito é atualizado conforme o valor do bem ou serviço. Depois, você poderá escolher o fornecedor e o bem a ser adquirido, conforme a categoria definida no contrato do grupo do consórcio.

Ainda que a administradora seja vinculada a algum fornecedor específico (concessionária, revendedora ou montadora de bens), em hipótese nenhuma ela poderá restringir sua liberdade de escolha.

Caso você tenha mudado de ideia e não quer mais nenhum bem ou serviço, você tem duas opções:

  • Receber o valor em espécie (dinheiro), desde que quite suas obrigações com o grupo e que não tenha utilizado o respectivo crédito decorridos 180 dias da contemplação.
  • Vender sua carta contemplada: você transferirá seu contrato a um terceiro interessado, desde que a administradora aprove a transação. Para tanto, deverá apresentar os comprovantes de pagamentos das mensalidades pagas (antes e depois da contemplação), a cópia do contrato, e uma declaração da administradora de que você foi, de fato, contemplado.
A contemplação no consórcio é a etapa mais esperada pelo consorciado, claro! Quem não quer entrar em um consórcio e ser sorteado logo para adquirir o bem ou serviço desejado? Todo mundo! Mas você sabia que há como sair na frente por meio de lances? Leia o nosso post e saiba como isso é possível!
cta-tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-lance-embutido-no-consorcio
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
monetization_on
Consórcio

Quando fazer consórcios? Veja quando esse investimento é indicado!

monetization_on
Consórcio

Consórcio para pessoa jurídica: existem diferenças no processo?

monetization_on
Consórcio

Por que o consórcio é considerado como um investimento de baixo risco?