Planejamento Financeiro

17 filmes arrasadores para aprender a lidar com dinheiro

Os filmes podem ensinar muito sobre dinheiro e sobre a importância do controle das finanças. Veja nossas sugestões!

Para aprender a lidar com dinheiro, não faltam meios disponíveis atualmente: de livros e sites a cursos e palestras. Com essas fontes, é possível adquirir conhecimento de forma rápida e simples. Se preferir, você ainda pode enriquecer sua aprendizagem por meio de ótimos filmes sobre educação financeira.

Seja no cinema, seja em casa, assistir a uma obra de audiovisual pode trazer inspiração para se arriscar no mundo dos negócios ou finalmente arregaçar as mangas e correr atrás dos seus sonhos. Tudo isso, é claro, depois de colocar as contas em dia.

Esses filmes ilustram as consequências de erros de planejamento financeiro e nos ajudam a redescobrir o valor da perseverança. As obras também demonstram que, em alguns momentos, precisamos agir, enquanto em outros o melhor a fazer é contemplar os ganhos.

Dito isso, confira uma superlista com 17 filmes sobre educação financeira que todo mundo deveria assistir:

1. Os delírios de consumo de Becky Bloom;
2. À procura da felicidade;
3. Wall Street;
4. O homem que mudou o jogo;
5. Vivendo com um dólar;
6. A negociação;
7. O lobo de Wall Street;
8. Até que a sorte nos separe;
9. A cor do dinheiro;
10. O homem que copiava;
11. Grande demais para quebrar;
12. Cassino;
13. Quem quer ser um milionário?;
14. Freakonomics;
15. Jerry McGuire;
16. Trabalho intermo;
17. O primeiro milhão.

Acompanhe os resumos de cada filme na sequência e veja o aprendizado proporcionado por cada um deles!

1. Os delírios de consumo de Becky Bloom

Este filme foi baseado em uma série de livros de muito sucesso que conta a história de uma mulher totalmente viciada em compras. De maneira bem-humorada, é possível acompanhar as loucuras da protagonista na busca pelo controle de sua vida financeira e como esse problema afetou seu trabalho e sua vida pessoal.

Você vai se identificar com, pelo menos, alguns trechos do filme — afinal, quem nunca escondeu de si mesmo a fatura do cartão de crédito? Fica a lição: controlar o consumismo e gastar menos são os primeiros passos para aprender a lidar com dinheiro de forma saudável e equilibrada!

2. À procura da felicidade

Baseado em uma história real e estrelado por Will Smith, À procura da felicidade retrata a vida de um homem desempregado e sua luta para cuidar do filho.

Após aceitar um estágio não remunerado em uma corretora de ações, ser abandonado pela esposa e despejado de seu apartamento, Chris Gardner conta com sua força de vontade e dedicação para superar os obstáculos e retomar o controle de sua vida.

Com uma história inspiradora e um final feliz, a narrativa mostra que, mesmo em momentos difíceis, é preciso focar os objetivos e se esforçar para conquistá-los.

3. Wall Street

Apesar de antigo, Wall Street é o típico filme que envelheceu bem, o que o mantém como uma das mais relevantes referências quanto ao universo financeiro. Detalhe para o recorte específico: os ciclos das bolsas de valores, nas quais são negociados enormes volumes de dinheiro todos os dias. O nome do filme faz alusão à rua que é considerada o coração do distrito financeiro de Nova York.

O longa-metragem oferece lições valiosas sobre como lidar com dinheiro, as consequências da ganância e os valores éticos em um ramo em que a busca por dinheiro nunca acaba.

4. O homem que mudou o jogo

A história do gerente de um time de beisebol sofrendo com um orçamento apertado para gerenciar sua equipe pode servir de inspiração para aprender a lidar com dinheiro, mesmo diante de adversidades e situações difíceis.

Não importa a situação, o que vale é encarar a realidade e descobrir como resolver os problemas sem perder a calma. O homem que mudou o jogo mostra que, com um pouco de dedicação e comprometimento, é possível transformar um revés e alcançar o sucesso, especialmente quando se trabalha em equipe.

5. Vivendo com um dólar

A estatística é chocante: mais de 1 bilhão de pessoas no mundo vivem em situação de extrema pobreza, gastando apenas um dólar por dia. Para sentir na pele o impacto dessa realidade, quatro amigos documentaram sua viagem para a Guatemala, onde encaram a fome e a sujeira e tentam sobreviver com um orçamento antes inimaginável.

Vivendo com um dólar derivou de uma série de pequenos vídeos postados no YouTube durante a viagem, que rapidamente viralizaram e chamaram a atenção para a extrema pobreza da região. Convivendo com pessoas em situações de miséria, os jovens mostram na prática como a desigualdade afeta adultos, crianças e idosos.

6. A negociação

Imagine o dono de uma organização com lucratividade muito acima da média e prestes a efetuar uma fusão milionária. Agora, considere que esse mesmo proprietário corre o risco de ser preso devido a um acidente de trânsito. Pense no impacto negativo de uma possível prisão sobre a transação. Acrescente ainda um agravante: a supervalorização da empresa está respaldada por um rombo financeiro quase sem fundo.

Esse é a sequência trilhada e especulada pelo roteiro de A negociação, filme estrelado por Richard Gere e Susan Sarandon. Conforme a história se desenrola, o filme traça um paralelo entre as mentiras elaboradas pelo protagonista para se safar das consequências de seus atos — tanto em sua vida pessoal quanto profissional.

7. O lobo de Wall Street

Baseado no livro autobiográfico de Jordan Belfort, o longa-metragem dirigido por Martin Scorsese e estrelado por Leonardo DiCaprio retrata o método usado pelo corretor da Bolsa para fazer sua fortuna.

O desfecho dessa história real não foi dos melhores: Jordan foi preso por fraude e lavagem de dinheiro. O filme fez sucesso ao mostrar, na prática, como a carreira do protagonista foi marcada pelo método descrito, que pode, inclusive, ser aplicado a diversas áreas corporativas.

8. Até que a sorte nos separe

Esta comédia brasileira retrata com muito bom humor a história de um pai de família que vive os prazeres de uma vida luxuosa após ganhar na loteria. Dezesseis anos depois, ele passa por poucas e boas tentando esconder da esposa sua falência.

Inspirado no livro "Casais inteligentes enriquecem juntos", do economista Gustavo Cerbasi, o filme, que teve duas sequências, é recheado de lições práticas de como lidar com suas finanças e controlar seus gastos. É uma prova de que o cinema nacional pode sim oferecer boas opções de entretenimento com alguns ensinamentos importantes.

9. A cor do dinheiro

Paul Newman e Tom Cruise estrelam A cor do dinheiro, filme que retrata a vida de um veterano dos jogos de bilhar e um rapaz inexperiente em busca de dinheiro rápido. Quando o campeão Eddie decide ensinar ao estreante os segredos do negócio, durante uma turnê pelo país, é necessária uma boa dose de paciência para evitar o choque das personalidades.

Uma lição importante que ambos aprendem é que, quando se é o melhor em alguma coisa, a riqueza é uma consequência. Vale como inspiração para continuar trabalhando com o que você acredita.

10. O homem que copiava

Grande sucesso do cinema brasileiro, O homem que copiava é um perfeito retrato da frustração vivenciada pelas pessoas que trabalham, mas são muito mal remuneradas. Diariamente, elas esperam pelo dia em que, talvez, suas situações financeiras melhorem. Muitas sonham em enriquecer, assim como André, protagonista interpretado por Lázaro Ramos.

Funcionário de uma papelaria, André tem a ideia aparentemente brilhante de imprimir seu próprio dinheiro. Afinal, ele é o operador da máquina fotocopiadora. Será que essa seria uma boa solução para seus problemas?

11. Grande demais para quebrar

Produção bem-sucedida da HBO, Grande demais para quebrar joga uma lupa sobre o imenso esforço necessário para salvar um sistema financeiro. Quando os eventos ruins ganham velocidade e profundidade, só mesmo o empenho de vários atores do mercado para resgatá-lo.

Basicamente, o filme exibe a linha de frente comandada por Henry Paulson (William Hurt), antigo secretário do Tesouro dos E.U.A. Com muita dinâmica, o longa demonstra que a recuperação econômica depende significativamente da união entre políticos e instituições financeiras.

12. Cassino

Também dirigida por Martin Scorsese, essa história, criada em 1995, mostra como a ganância e a inveja são sentimentos extremamente maléficos para nossas finanças pessoais.

Estrelado com excelência por Robert De Niro, Joe Pesci e Sharon Stone, Cassino tece um retrato muito interessante dos cassinos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Ele também ajuda a entender como a ambição pelo poder altera a mente humana e de quais formas isso tende a prejudicar a estabilidade financeira.

13. Quem quer ser um milionário?

Em essência, Quem quer ser um milionário? se aproxima bastante do argumento central de O homem que copiava. Novamente, nós temos como protagonista alguém com sérias dificuldades financeiras. No caso, trata-se de Jamal, que serve chá em uma dada organização para sobreviver.

Assim como André, Jamal também almeja encontrar alguma solução que o tire daquela situação de pobreza. Surge, então, a oportunidade de participar de um desses programas televisivos que premiam os participantes de acordo com o índice de repostas certas.

Enquanto lida com o aumento da tensão a cada novo questionamento, Jamal vê o filme da sua vida passar pela sua mente. É justamente sua experiência que servirá de base para responder às perguntas e prosseguir em busca da vitória.

14. Freakonomics

Se você prefere a realidade à ficção, Freakonomics é uma boa pedida de entretenimento. Baseado no best-seller homônimo redigido em conjunto pelo economista Steven Levitte e pelo jornalista Stephen J. Dubner, o documentário relaciona teorias econômicas complexas à simplicidade dos fatos cotidianos.

Assinada por seis diretores diferentes, a produção é excelente para entender como os mecanismos macroeconômicos se manifestam em nossas vidas. Não à toa, ele tem sido utilizado com frequência em escolas de economia e cursos sobre finanças, pois auxiliam a entender como as escolhas relacionadas ao dinheiro são importantes.

15. Jerry McGuire

Se você gosta de esportes e quer aprender mais sobre o seu patrimônio, Jerry McGuire é uma excelente alternativa. No mundo das competições de alto rendimento, o protagonista se depara com as facilidades e as tentações que acompanham os grandes salários.

As lições trazidas pelo longa nos ajudam a refletir como balancear a carreira e a vida pessoal, expondo o que precisa ser feito para que o salário não assuma a importância das relações interpessoais e familiares. Afinal, cada um desses âmbitos tem sua própria relevância, concorda?

16. Trabalho interno

Trabalho interno reúne uma série de entrevistas e relatos sobre a grande crise econômica de 2008. Os especialistas ouvidos durante a produção explicam como essa recessão, que começou nos Estados Unidos, poderia ser evitada.

O trabalho ainda mostra como as relações entre políticos, acadêmicos e membros da justiça contribuíram para que esse evento se concretizasse, gerando um efeito dominó negativo que fez milhões de pessoas perderem suas casas e seus empregos. O documentário também revela o que levou um dos maiores bancos norte-americanos a declarar falência e desencadear outros problemas no resto do globo terrestre — ao todo, foram gastos mais de US$20 trilhões para combater a situação.

17. O primeiro milhão

Esta ficção relata a trajetória de Seth Davis, um jovem que se vale de trambiques e outras práticas ilegais para juntar seu primeiro milhão. Mais do que a motivação financeira, ele também tem um objetivo íntimo: impressionar seu pai, um respeitado juiz federal.

Desacreditado de seus métodos desonestos, ele parte para um emprego formal e tenta enriquecer com seus próprios esforços. Curiosamente, ele consegue uma vaga em uma empresa que promete o que há de melhor para os seus funcionários. Com o passar do tempo, ele percebe que é vítima de um jogo tão sujo quanto o seu passado.

Já percebeu o quanto se pode aprender em uma simples sessão de cinema? Essa é uma das melhores formas de adquirir conhecimentos valiosos, enquanto refletimos a respeito de nossa própria realidade financeira. Não importa se você opta por filmes ou séries sobre finanças, tampouco se as obras se baseiam em ficção ou em histórias reais. O mais importante é aproveitarmos as lições apresentadas espontaneamente.

Se você prestar atenção, perceberá que os filmes sobre educação financeira da nossa lista abordam diferentes ciclos econômicos. Basicamente, a organização da vida financeira precede o início de investimentos rentáveis, que multiplicarão nosso patrimônio — que também precisa ser preservado. Uma coisa é certa: quanto antes você começar a investir, mais rapidamente conquistará sua independência financeira. Mas como investir do jeito certo, quando você ainda está na universidade?

Para isso, basta baixar nosso guia gratuito e completo sobre investimentos para universitários! Ele foi desenvolvido especialmente para quem sente falta de uma orientação financeira objetiva nessa fase da vida.
Investimentos Para Universitarios O Guia Completo Para Dar Os Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.