Planejamento Financeiro

Banco digital: a tecnologia no mercado bancário vale a pena?

A tecnologia revolucionou o mercado bancário para melhor. Veja neste post o que o banco digital pode fazer por você!

O banco digital é uma alternativa que está ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. Esse segmento surgiu para preencher com tecnologia e praticidade um mercado que não suportava mais as burocracias das grandes instituições bancárias.

Apesar de alguns usuários terem se adaptado com o Internet Banking ou app de celular, ainda se deparavam com funcionalidades pouco úteis, tendo que pagar a mais por isso. Por sorte, a realidade mudou com a chegada dos bancos totalmente online.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo este post para descobrir se vale a pena contar com os serviços tecnológicos do banco digital.

Afinal, o que são bancos digitais?

Banco digital nada mais é do que uma instituição financeira que oferece produtos e serviços de maneira virtual. Com ele, é possível acessar a conta pelo aplicativo no smartphone ou por um computador. Dessa forma, você consegue pagar contas e consultar extratos a qualquer hora e lugar.

Além disso, há a possibilidade de enviar documentos, dados e até resolver pendências com a instituição digitalmente. Isso é bastante cômodo e prático, uma vez que não é necessário ir pessoalmente até um estabelecimento físico, nem usar telefone, na maioria dos casos.

Em geral, os serviços oferecidos pelos bancos digitais são:

- abertura de contas (Pessoa Física e Pessoa Jurídica);
- solicitação de cartões de crédito e débito;
- fazer depósitos via boleto, investimentos, recargas e transferências bancárias;
- sacar dinheiro no Banco 24 horas;
- ganhar bônus por indicações;
- consultar saldos divididos por categoria de consumo;
- contar com atendimento 24/7 por chat online, e-mail, redes sociais e telefone.

Fintechs e bancos digitais

Mesmo que os bancos digitais estejam transformando, de modo gradual, a forma de realizar serviços financeiros, a mudança é demorada e necessita de apoio. Esse suporte vem das fintechs — empresas financeiras (também digitais) que utilizam a mobilidade e a internet para garantir serviços mais ágeis, baratos e eficientes, a fim de garantir confiabilidade e segurança nas consultas e transações. Portanto, a parceria entre essas duas instituições torna-se bastante conveniente para os clientes.

Quais são os principais bancos digitais no Brasil?

Existem diversos bancos digitais disponíveis do mercado, mas abaixo você confere os que mais se destacam.

Banco Original

O Banco Original, fundado em 2016, oferece serviços, como TED (transferência eletrônica disponível) para outros bancos, emissão de extratos, saque em caixas eletrônicos, entre outros.

No entanto, essas operações não são gratuitas, sendo necessário pagar R$9,90/mês — mas esse valor dá acesso ilimitado aos serviços mencionados acima. Ou seja, é possível utilizar as funcionalidades disponíveis quantas vezes desejar.

Após abrir a conta, o cliente recebe um cartão de débito, que pode ganhar a opção de crédito sem anuidade (sob consulta).

Banco Neon

O Banco Neon surgiu em 2015 e lançou no ano seguinte a sua conta digital. Para ser um cliente Neon, basta que o usuário realize um depósito mínimo de R$100,00. A grande vantagem dessa instituição é que não existem taxas periódicas (mensalidades e anuidades). Sem contar que os correntistas podem solicitar cartões de débito Visa.

Banco Next

O Banco Bradesco resolveu apostar no mercado online e criou o Banco Next. Ele cobra taxas, mas oferece serviços similares aos outros bancos digitais. É possível usar a conta para consultar faturas de cartões (sem anuidade e sob consulta), pagar boletos e fazer saque em caixas 24 horas.

Após o período gratuito de cinco meses, é cobrada uma mensalidade com valor entre R$9,95 a R$39,95, de acordo com o plano contratado.

NuBank

A startup que oferece o famoso cartão de crédito roxo (sem anuidade) finalmente lançou a sua conta digital. Nela, você pode colocar o seu dinheiro para ter uma taxa de rentabilidade bastante próxima à da Selic. Funciona assim: o valor depositado fica fora do patrimônio do NuBank e pode ser direcionado para aplicações em Títulos Públicos Federais.

Além disso, é possível pagar boletos e fazer transferências sem custos adicionais. Se você já é cliente da marca, pode pagar a fatura do seu cartão NuBank com a conta e ter o seu limite liberado instantaneamente.

Por fim, a instituição digital também liberou saques em Bancos 24 horas, mas cobra uma tarifa de R$6,50 por transação, independentemente do valor retirado.

Quais são as vantagens de um banco digital?

Entre os prós e contras desse setor, reunimos três fatores positivos sobre os serviços dessas instituições. Veja abaixo.

Praticidade

Conveniência e praticidade são os benefícios que as pessoas querem hoje em dia. Afinal, ao resolver demandas financeiras no computador ou smartphone, você não desperdiça o seu tempo tendo que ir até a agência e pegando filas.

Um pagamento pode ser realizado em segundos, sem sair de casa (ou do trabalho), em vez de gastar horas no banco. Assim como as transações financeiras, pendências relacionadas à conta podem ser solucionadas por meio do suporte online (chat e e-mail).

Pouca burocracia

Burocracia é algo que coloca o nosso humor à prova, ainda mais se for preciso resolver problemas no banco pessoalmente. Nesse caso, a conta digital é muito vantajosa, pois torna tudo mais prático, já que as operações ocorrem em tempo real e sem empecilhos.

Melhores opções de investimentos

Alguns investidores ficam frustrados ao procurar por produtos financeiros nos bancos convencionais. Em geral, os gerentes dessas instituições ofertam itens pouco interessantes. Por outro lado, as plataformas bancárias digitais oferecem um vasto catálogo de opções, tornando-se uma alternativa muito atrativa.

E as desvantagens?

Mesmo com diversas facilidades, nem tudo é perfeito. Conheça as desvantagens dos bancos digitais.

Dependência da tecnologia

Esse fator negativo afeta somente alguns usuários. Por exemplo, aqueles que não têm muita experiência com a tecnologia podem ter problemas para gerenciar as suas contas virtuais.

Nesse caso, a dependência da internet se torna em uma desvantagem para essas pessoas. E isso faz com que grande parte dos clientes de bancos online sejam indivíduos mais jovens, pois cresceram e acompanharam a evolução do universo digital.

Falta de suporte presencial

Aliado à dependência tecnológica, a falta de atendimento presencial é outro assunto que deixa alguns consumidores com o pé atrás, com receio de resolver pendências com os bancos digitais.

Para aumentar a credibilidade, os bancos digitais oferecem qualidade em seus suportes online. Alguns também fornecem atendimentos por telefone para conquistar essa confiança.

Tamanho dos bancos

Instituições virtuais costumam ser pequenas, com algumas exceções. Isso gera uma certa apreensão para alguns clientes, que estão mais acostumadas com grandes bancos tradicionais.

Felizmente, esse sentimento de incerteza pode ser superado com alguns cuidados. Para isso, basta pesquisar a condição financeira da marca desejada na página do bancodata. Ler opiniões sobre o banco na web é outra forma de se prevenir e fazer a melhor escolha.

Enfim, podemos concluir que o banco digital é uma tecnologia que caiu como uma luva para milhões de pessoas que querem consultar extratos e pagar contas na palma de suas mãos — economizando tempo e dinheiro. Após testar esse tipo recurso, você certamente não vai mais querer ir à agência para solicitar serviços ou conferir a sua conta.

E então, o que achou deste post? Aproveite o gancho do tema para aprimorar os seus conhecimentos sobre controle financeiro e investimentos. Baixe o nosso eBook e aproveite as dicas!
Controle Financeiro Um Guia Pratico Para Se Organizar E Comecar A Investir Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.