Planejamento Financeiro

Controle de gastos: veja a importância e como fazer o seu da forma correta!

Quer saber como lidar melhor com o seu dinheiro? Confira nossas dicas e aprenda a fazer o melhor controle de gastos!

Administrar o dinheiro e fazer ele render até o final do mês é um verdadeiro desafio. Uma estratégia indispensável para conquistar o sucesso nessa tarefa é o controle de gastos. Afinal, gastar quantias de forma descontrolada pode trazer diversos prejuízos para você.

Mas como realizar esse controle? Ainda que possa parecer que isso é complicado ou dá muito trabalho, a verdade é que hábitos simples podem gerar muitos resultados positivos. Então, que tal aprender a importância do planejamento financeiro e conhecer dicas para controlar as despesas? Confira as informações que trouxemos!

Qual é a importância do controle de gastos?

Ter um orçamento e acompanhar de perto suas movimentações financeiras é fundamental para manter uma qualidade de vida no presente e realizar conquistas importantes para o futuro. Por exemplo, fazer uma grande festa, comprar um carro ou sair do aluguel adquirindo a casa própria fica muito mais difícil para quem não tem um controle de gastos eficiente.

Por isso, a educação financeira é importantíssima. Estudar sobre o assunto, identificar as maiores dificuldades e conhecer dicas que facilitem o processo ajudam muito a ter uma relação mais saudável com o dinheiro e conseguir tomar decisões diferentes e fazer muito mais com o mesmo salário que você já recebe.

Sem controlar os gastos, até mesmo pagar as contas fixas pode se tornar difícil. Não é à toa que o endividamento e a inadimplência são problemas entre os brasileiros. Ou seja, é grande o número de pessoas que comprometem a renda com parcelas de dívidas ou que deixam de pagar algum compromisso financeiro.

Para evitar entrar nessa estatística, é preciso reconhecer a importância do controle de gastos e buscar formas de aperfeiçoar seu planejamento. Se você ainda não organiza o orçamento, está na hora de começar. Se já faz esse controle, sempre é bom conhecer novas dicas e colocar em prática maneiras mais interessantes de estruturar o planejamento.

Como controlar os gastos de forma prática?

Agora que já conversamos sobre como é fundamental acompanhar seus ganhos e gastos, vamos apresentar como é possível colocar isso em prática. Confira algumas ações simples que vão fazer a diferença nas suas finanças.

Conheça suas receitas

A primeira etapa de qualquer planejamento financeiro é saber quanto dinheiro você tem disponível. Essa tarefa é mais fácil para quem tem um emprego com salário fixo — afinal, basta registrar o valor que recebe todos os meses.

Quem trabalha por comissão precisa ter um controle do que recebe a mais. Por isso, o registro das receitas se torna um pouco mais complexo. Da mesma forma, quem é dono do próprio negócio ou trabalha de forma autônoma deve ter muita atenção na hora de anotar os ganhos para não se esquecer de nada.

Aqui vai uma atitude necessária, mas que muitos não colocam em prática: na hora de avaliar seu salário, já considere possíveis descontos em folha ou parcelas que estão comprometendo sua renda. Por exemplo, quem ganha R$2.000 por mês, mas paga R$300 de impostos e descontos, deve considerar um salário de apenas R$1.700. Isso dá uma ideia mais realista de o que você tem disponível.

Registre os gastos

Aliadas ao registro das receitas estão as anotações referentes ao que você gasta durante o mês. Comparar as duas coisas é o que oferece uma compreensão real da sua situação financeira, já que o grande objetivo do controle de gastos é gastar menos do que se ganha.

Por isso, o passo anterior é o começo de todo o orçamento. Depois que você já tiver registrado suas fontes de renda e possíveis descontos em folha, é o momento de registrar todos os outros custos — dos pequenos e variáveis aos grandes e fixos. Comece anotando contas mensais, como aluguel e assinaturas de serviços (internet, celular, etc.).

Siga para contas de valor variável, mas que sempre acontecem, como compras de supermercado e pagamento dos serviços de água e luz. Não deixe de anotar, ainda, os menores gastos que tiver — até mesmo um almoço fora de casa não planejado ou um cafezinho antes de ir para o trabalho.

Todos esses registros são aliados do controle financeiro, pois permitem que você saiba exatamente o que está acontecendo com o seu dinheiro. Assim, é possível fazer escolhas e modificar padrões de gastos que estejam atrapalhando sua evolução.

Defina suas prioridades

Realizar as duas etapas que comentamos até aqui já vai colocar você acima de muitas pessoas que nem mesmo sabem o que acontece com o dinheiro que recebem. Entretanto, não vamos parar por aqui. Depois de saber para onde está indo o seu salário, é o momento de começar, de fato, o controle de gastos.

Em outras palavras, chegou a hora de fazer planos a partir do que você percebeu das suas movimentações financeiras. E isso começa com a definição de prioridades. Dessa forma, fica mais fácil saber com o que gastar e o que evitar durante o mês.

Por exemplo, se você identifica que está gastando um valor considerável em programas de lazer, mas esse não é o seu principal plano para o dinheiro, vai ser necessário economizar nesse ponto para custear outras prioridades.

Então, faça o exercício de pensar em tudo o que é importante para você e registre isso. Cortar alguns gastos supérfluos vai ajudar a custear o que é prioritário — como o pagamento de uma faculdade, a realização de uma viagem para o exterior ou a aquisição de um veículo.

Planeje as compras

A organização financeira nada mais é do que tomar decisões mais conscientes sobre o seu dinheiro. Quando não há o registro e a análise dos gastos, é muito comum fazer compras por impulso e não saber o que aconteceu para gastar tanto.

Já quando se coloca em prática as dicas que estamos dando, é possível conhecer os gastos e decidir com mais responsabilidade a hora de fazer determinada compra ou não. Por isso, o planejamento das compras é um passo importante para o seu controle.

Uma dica é fazer listas com o que você necessita comprar. É muito comum que essa estratégia seja utilizada nas idas ao supermercado, mas é válida também para outras compras. Isso porque fazendo uma lista fica mais fácil visualizar as coisas das quais você precisa e, a partir disso, pesquisar a melhor forma de pagar por elas.

Agora você conhece a importância do controle de gastos e sabe como realizá-lo no seu dia a dia. Coloque nossas dicas em prática e veja um verdadeiro milagre financeiro acontecer. O seu dinheiro vai render mais e será possível realizar seus sonhos mais rapidamente!

E então, este post foi útil? Quer mais dicas? Aproveite para baixar nosso e-book e conhecer 5 formas de juntar dinheiro para criar um patrimônio pessoal!

5 Formas De Juntar Dinheiro Para Criar Um Patrimônio Pessoal

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.