Planejamento Financeiro

7 dicas para manter as contas domésticas sempre em dia

Organização e planejamento são as chaves para manter as contas domésticas em dia. Veja aqui as dicas.

Manter o pagamento das contas em dia é passo essencial para conservar a vida financeira em ordem. Infelizmente, por esquecimento ou desorganização das finanças, muitos brasileiros se acostumaram a perder datas de vencimento de débitos como cartão de crédito, conta de luz, gás, telefone etc.

Com isso, têm que lidar com problemas como juros altos, serviços bloqueados e, até mesmo, o risco de ter o nome inserido nos cadastros de consumidores inadimplentes.

Para evitar lidar com esse cenário tão desanimador e perigoso para as finanças, a regra é clara: fique atento aos vencimentos das suas contas e não deixe de pagá-las antes ou na data estipulada.

Para conseguir atingir esse objetivo com facilidade, mude hábitos para organizar sua vida financeira e adote práticas como fazer um planejamento financeiro mensal, cortar despesas desnecessárias e usar o débito automático sempre que possível.

Ter uma reserva de emergência, optar por investimentos que não prejudiquem o orçamento doméstico, contar com a ajuda de uma agenda e definir com sabedoria as datas de pagamento também ajudam a não perder nenhum vencimento e ficar com as finanças no azul.

Ficou interessado no assunto? Confira 7 dicas incríveis para manter as contas domésticas sempre em dia:

1. Faça um planejamento financeiro

Um dos passos mais importantes para manter as contas em dia é ter o planejamento financeiro como aliado. Para isso, é preciso, antes de tudo, organizar as entradas e saídas da sua conta-corrente e saber com exatidão quanto você ganha e, principalmente, quanto gasta.

Comece listando todas as receitas que tem como salário, rendimentos, consultorias, entre outras. Em seguida, liste as despesas mensais: aluguel, contas de consumo e gastos com alimentação, transporte etc. É importante listar não apenas o valor médio, mas, também, quando precisa pagar cada despesa.

Com essas informações em mãos, faça um planejamento financeiro mensal completo, estimando quanto tem que destinar do orçamento para cada gasto e, ainda, quando cada despesa tem que ser paga.

Ao organizar e planejar as finanças você evita ficar sem dinheiro antes de o mês terminar e, ainda, reduz o risco de perder alguma data de vencimento.

2. Corte despesas desnecessárias

De nada adianta manter as finanças organizadas se as despesas superarem as receitas. Quem gasta mais do que ganha, invariavelmente ficará sem dinheiro para arcar com todos os seus compromissos financeiros. Se você se identifica com essa situação, agir para equilibrar as finanças é preciso.

O primeiro passo nesse sentido é analisar o orçamento e cortar todas as despesas que não são estritamente necessárias. Comece pelo gastos relacionados ao estilo de vida, como lazer, bares/restaurantes, cuidados pessoais e vestuário.

Fuja do consumo desenfreado e não deixe de analisar ainda as despesas que podem ser reduzidas. Economizar em casa deve ser uma meta de todos.

3. Use o débito automático

Atire a primeira pedra quem nunca deixou de pagar uma conta na data certa por puro esquecimento. Apesar de ser relativamente comum perder vencimentos por conta da correria do dia a dia, esse é um dos hábitos mais nocivos para a vida financeira.

Ao atrasar um pagamento, você paga juros, corre o risco de ter o serviço interrompido e pode ter seu nome inscrito nos serviços de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Para reduzir o risco de ter essa dor de cabeça, uma dica é colocar suas contas em débito automático. Assim, você reduz as chances de perder a data de vencimento. Apesar desse tipo de serviço ajudar os esquecidos, é importante checar periodicamente sua conta-corrente para garantir que há saldo suficiente para o débito das contas do mês.

4. Tenha uma reserva de emergência

Um cano que estoura aqui, um carro quebrado ali. Ninguém está livre de gastos que não foram previstos. Apesar de despesas inesperadas serem algo relativamente corriqueiro, é importante estar preparado financeiramente para elas.

Assim, você não fica sem dinheiro para manter as contas domésticas em dia porque gastou com alguma despesa que não foi planejada.

Nesse sentido, invista na criação de um fundo para emergências. O ideal é ter uma receita referente à cerca de seis meses de despesas mensais.

Se possível, coloque o dinheiro em algum investimento que ofereça liquidez. Desse modo, você pode sacar parte da quantia sempre que precisar, sem perder parte dos rendimentos.

5. Escolha com cuidado os seus investimentos

Outro passo importante para organizar as contas é escolher investimentos que não prejudiquem seu orçamento doméstico. Uma opção para quem deseja adquirir um bem (como apartamento ou carro zero) e não quer correr o risco de ficar sem dinheiro para o dia a dia é apostar no consórcio.

Seguro, fácil e amigável, é uma das melhores alternativas para quem quer comprar um apartamento ou veículo melhor e/ou mudar para um bairro mais seguro sem comprometer suas finanças e seu padrão de vida.

6. Aposte no uso da agenda

O débito automático é um serviço eficaz para não esquecer o vencimento de contas como luz, gás e telefone. No entanto, há algumas despesas que não podem ser programadas via banco, como aluguel, condomínio etc.

Uma forma de não esquecer desses gastos é contar com a ajuda da boa e velha agenda, seja ela eletrônica ou de papel. Registre todos os vencimentos e consulte diariamente para não esquecer de pagar nada. Outra dica é programar lembretes no celular para ser sempre avisado quando alguma conta estiver por vencer.

7. Defina com sabedoria os vencimentos

Outro ponto importante para manter as contas domésticas em dia é programar os vencimentos para datas próximas ou para o mesmo dia. Ao agrupar suas despesas, fica mais fácil manter o controle do que foi pago.

O ideal é quitar todos os seus gastos logo que você recebe seu salário. Assim, não corre o risco de gastar o dinheiro destinado para suas despesas essenciais.

Com essas 7 dicas ficará muito mais fácil manter as contas domésticas sempre em dia e nunca mais perder um vencimento. Coloque-as já em prática e dê mais um passo em direção a uma vida financeira equilibrada.

Quer continuar aprimorando os seus conhecimentos para manter as contas domésticas sempre em dia? Então leia o nosso post com 7 dicas de livros sobre educação financeira e assista também nosso vídeo sobre mudanças de hábito para organizar sua vida financeira.