Planejamento Financeiro

Estou indo morar sozinho, e agora? Como me organizar?

Vai morar sozinho e tem dúvidas de como se organizar? Veja o que esperar da nova fase e como lidar com os imprevistos!

Não importa a sua idade, vai chegar a hora em que você tomará a decisão de morar sozinho, por mais que a casa dos seus pais seja confortável. Nesse momento, é natural sentir muita empolgação por estar traçando o próprio caminho e conquistando a sonhada independência.

No entanto, lado a lado com a animação do momento, as dúvidas também vão surgir: estou indo morar sozinho, e agora? O que fazer para organizar a vida na casa nova? Como evitar imprevistos que podem gerar estresse e estragar a satisfação desse momento especial?

Comece respirando fundo e lendo o nosso artigo. Vamos guiá-lo no seu voo para fora do ninho e evitar que você se arrependa já na primeira semana. Aproveite a oportunidade e relembre alguns ditados populares que os pais costumam dizer!

Devagar se vai ao longe

Ou: escolha a melhor forma de adquirir seu imóvel

O primeiro passo para a liberdade será a aquisição do seu imóvel. Se você não quer depender de aluguel e não pode comprar à vista, pesquise com atenção todas as modalidades disponíveis para um investimento de médio ou longo prazo.

Analise e compare financiamentos bancários em várias instituições de crédito, pois os juros variam e costumam ser bem altos, o que pode encarecer o preço final do imóvel.

Outra opção para fazer uma aquisição de forma econômica e planejada é o consórcio. Nesse modelo não há cobrança de juros, e sim uma taxa de administração que geralmente te um valor mais acessível se comparado a outros modelos de aquisição parcelada.

Se você não tem pressa (lembre-se de que devagar se vai ao longe!), a aquisição de uma casa ou apartamento por meio de consórcio é bastante vantajosa.

Não dê um passo maior que as pernas

Ou: não estoure o orçamento

Provavelmente, você já ouviu esse conselho vindo dos seus pais, não é? Eles têm toda a razão. Morar sozinho envolve uma série de despesas que precisam caber no seu orçamento, então, faça as contas “na ponta do lápis”, como dizem.

Sua renda mensal terá que ser suficiente para cobrir despesas como:

- prestação ou aluguel do imóvel;
- condomínio, IPTU, seguro residencial;
- contas de luz, água, telefone, gás, internet, TV a cabo;
- transporte;
- alimentação;
- lazer;
- eventuais gastos extras.

Acostume-se a quitar suas contas sempre em dia para evitar pagamento de multas e não ficar com o nome sujo. Se algum dia você precisar de um empréstimo em um momento de aperto financeiro, por exemplo, o conceito de bom pagador será fundamental.

Lembre-se, ainda, de que você precisará ter uma reserva financeira para equipar e decorar sua casa nova antes de se instalar.

Não vá com tanta sede ao pote

Ou: defina prioridades

É natural que você queira mobiliar e decorar seu novo espaço para ter o máximo de conforto, mas vá com calma. Se seu orçamento não é tão folgado assim, o mais sensato a fazer é definir as prioridades.

Em um primeiro momento, você pode comprar apenas o mínimo para se estabelecer na casa nova: cama, fogão, geladeira, mesa de jantar, roupa de cama e mesa, utensílios de cozinha etc.

Garantiu o básico? Então, aos poucos, você poderá comprar os móveis e eletrodomésticos complementares e cuidar da decoração para que seu novo lar fique com a sua cara.

Decore um ambiente de cada vez para não pesar no bolso e, dentro de pouco tempo, você estará confortavelmente instalado na casa dos seus sonhos. Então, será a hora de convidar os amigos para comemorar.

Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje

Ou: mantenha a organização e a limpeza em dia

Agora que está indo morar sozinho, você terá que conviver com uma nova realidade: a louça e a roupa não se lavam sozinhas, o copo que você deixou sobre a mesa ainda estará lá no fim do dia, a poeira sobre os móveis vai se acumular se ninguém limpar.

Como evitar que a bagunça tire o seu prazer de morar sozinho? Mantendo a organização e a limpeza sempre em dia. Se seu orçamento permite, contrate uma diarista. Se não, coloque a mão na massa você mesmo e mantenha a casa organizada diariamente.

Amigo é para essas coisas

Ou: não hesite em pedir ajuda

Você nunca morou sozinho antes e sempre contou com o apoio dos pais na retaguarda, então é natural que precise de ajuda em algumas situações, agora que estará por sua conta. Precisa pintar as paredes ou carregar móveis pesados escada acima? Convide um grupo de amigos para compartilhar o trabalho e depois pague uma rodada de cerveja.

Não entende nada de cozinha? Certamente, haverá alguém no seu círculo de amizades que gosta de cozinhar e terá prazer em ensinar. Ou então peça ajuda à sua mãe, por que não? Ela vai gostar de ser útil na organização da sua nova vida e ainda garantir que você estará comendo direito, depois de aprender a cozinhar com ela.

Manter uma relação amigável com a vizinhança também é importante. Não se isole. Seja sociável e comece uma conversa educada com os vizinhos na piscina, na área de lazer ou no elevador.

É sempre bom contar com alguém mais próximo para vigiar a casa em sua ausência, regar as plantas da varanda quando você viajar ou até emprestar uma xícara de açúcar, se precisar.

E não se esqueça de se oferecer para retribuir os favores quando necessário. Uma mão lava a outra, como diriam seus pais.

Dicas para ir morar sozinho sem aperto

Você já sabe que precisa definir prioridades, estabelecer um orçamento e encontrar um lugar para morar sozinho, certo? Agora, também é necessário ficar por dentro de algumas dicas importantes, pois, assim, é possível evitar passar aperto logo nos primeiros dias na casa nova.

Depois que a fase da mudança passar, vale muito a pena estabelecer uma rotina equilibrada, saudável e sustentável para a nova sua vida. Comece, por exemplos, a planejar as compras no supermercado.

Uma ótima sugestão é fazer uma lista com os itens que precisa em um documento no celular, agenda ou um papel avulso. No início, pode até ser um tanto quanto desafiador, pois é necessário pensar sobre as quantidades dos alimentos, produtos de higiene e de limpeza que serão usados ao longo de uma semana ou de um mês.

Obviamente, com o tempo será possível ajustar isso, mas no começo uma ótima solução é ir ao mercado ou à feira ao menos uma vez na semana. Aliás, procure seguir a lista e evitar comprar coisas extras e, muitas vezes, desnecessárias para não estourar o orçamento ou desperdiçar produtos e alimentos.

Outro aspecto fundamental é criar estratégias para facilitar o dia a dia na cozinha. Afinal, preparar as próprias refeições faz parte e é responsabilidade de quem decide morar sozinho. Algo que funciona muito bem é reservar um dia para cozinhar os principais pratos que serão consumidos ao longo da semana.

Se estiver sem ideias ou não souber por onde começar, uma boa dica é acompanhar canais no YouTube sobre alimentação e organização do cardápio. Cozinha Bach, Presunto Vegetariano e Panelaterapia são alguns exemplos.

4 coisas que ninguém conta sobre morar sozinho

Morar sozinho é uma delícia, mas também tem suas dores. O truque para lidar da melhor maneira com os desafios que podem surgir é pesquisar e adquirir conhecimento sobre o assunto.

Para ajudá-lo e dar aquela força que você tanto precisa nos momentos difíceis, selecionamos quatro coisas que geralmente ninguém fala sobre morar sozinho, mas que podem acontecer ao longo da sua jornada.

Então, vamos lá e acabe com a curiosidade. Descubra quais são eles e acompanhe nossas sugestões para encará-los de peito aberto!

1. Encarar situações novas

Só de fazer as malas para ir morar sozinho já dá um frio na barriga, concorda? É um misto de medo com excitação diante das novidades que estão por vir. Sem dúvidas, a experiência é uma grande oportunidade de encarar situações novas. E acredite: elas serão muitas!

Na sua própria casa você poderá reunir seus amigos para uma festa, organizar a decoração de todos os ambientes como bem entender e ter mais liberdade. É possível determinar os próprios horários, a limpeza e a quantidade de animais de estimação.

Aliás, se a decisão ainda implicar mudança de bairro, cidade ou até mesmo de país você vai conhecer lugares novos, descobrir cada cantinho da região e ter contato com pessoas diferentes do que estava acostumado.

2. Lidar com a solidão

Além de encarar situações novas, você também pode lidar com a solidão em muitos momentos. Afinal, por anos a casa dos seus pais e as pessoas com quem conviveu nela fizeram parte da sua rotina diária.

Entretanto, morar sozinho significa estar, na maioria das vezes, por conta própria. É comum, especialmente nos primeiros dias, sentir-se sozinho e até um pouco triste, mas procure enxergar o lado positivo da mudança.

Aproveite para conhecer mais a si mesmo, estabelecer uma rotina que goste e aprender a curtir a sua própria companhia. Crie momentos para ler seu livro favorito na hora que desejar esparramado no sofá, para fazer uma maratona da sua série preferida ao longo da madrugada, para acordar tarde e tomar café na cama.

Enfim, são inúmeras ideias para lidar bem com os momentos em que estiver sozinho e começar a gostar deles. E, quando a saudade bater forte, faça uma visita para seus pais e seus amigos ou convide eles para passar um tempo com você no seu novo lar.

3. Conviver com outras pessoas

Conviver com outras pessoas é um fato que também faz parte do "pacote" de morar sozinho. Mesmo que seja só você em um apartamento, tenha em mente que será necessário manter uma boa convivência com seus vizinhos, por exemplo.

Para que a relação com eles possa fluir bem, seja simpático com as pessoas e lembre-se sempre de ser cordial. Sorria, dê bom dia e diga obrigada. Se surgir algum tipo de desentendimento, procure falar com calma e manter uma conversa respeitosa, especialmente se for morar em condomínios.

Por outro lado, quem decide sair da casa dos pais para dividir o apartamento com alguém também vai enfrentar desafios ao conviver com outra pessoa, mesmo se for o parceiro. Nessa fase é possível descobrir não apenas coisas que você gosta no outro, como também aspectos que não são tão legais.

A dica é procurar ser paciente, manter-se disposto a falar de forma positiva, a ouvir o outro e aprender a ceder. Nem tudo será apenas do jeito que você quer, mas a convivência é uma excelente forma de amadurecer e se tornar uma pessoa melhor. 

4. Resolver imprevistos por conta própria

Por fim, resolver imprevistos é algo que faz parte da realidade de quem vai morar sozinho. Embora seja inevitável ocorrer problemas, dá para trabalhar e ajustar a forma como você lida com eles.

Por exemplo, os boletos vão chegar, mesmo que você não queira. Então, vale a pena manter as contas domésticas sempre em dia e estabelecer um bom controle das despesas pessoais. Assim, é possível evitar aperto no fim do mês ou entrar no vermelho.

Chuveiro queimou, a pia entupiu ou aquele vazamento pequenininho na parede fez seu quarto parecer uma piscina? Arregace as mangas, pois a responsabilidade de resolver os problemas é sua. Se o apartamento é alugado, informe a imobiliária ou o proprietário sobre o ocorrido.

Também é uma boa dica ter o contato de empresas ou pessoas que fazem serviços de manutenção. E, muitas vezes, você mesmo pode aprender a trocar a resistência do chuveiro, por exemplo.

Sem dúvidas, mesmo com perrengues e tudo mais, morar sozinho não é nenhum bicho de sete cabeças e pode proporcionar inúmeras alegrias e muita satisfação!

Aproveite, que a vida é curta

Para finalizar, um lembrete importante: só porque está indo morar sozinho, não significa que você precisa ser tão exigente com a organização do seu espaço a ponto de estragar toda a diversão.

Morar sozinho será uma experiência valiosa para ensinar o equilíbrio entre a responsabilidade de manter uma casa e, ao mesmo tempo, aproveitar a liberdade e o lado divertido da vida.

Gostou de saber como se organizar para morar sozinho? Você encontrará mais informações úteis no nosso canal no YouTube e aqui no blog. Aproveite e leia este outro artigo para identificar qual é o melhor momento para comprar seu imóvel, e decida com segurança! 
Planilha Anual De Orcamento Pessoal Tenha Uma Organizacao Mes A Mes Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.