Planejamento Financeiro

Trabalho nas férias da faculdade: vale a pena?

Aproveite o tempo extra para trabalhar nas férias! Confira os benefícios e quais são as opções para você.

Sem as obrigações relacionadas aos estudos e com mais tempo livre — inclusive por poder aproveitar aquelas horas que acabam perdidas durante o trajeto entre a casa e a faculdade —, o período de recesso escolar pode ser usado para ganhar mais dinheiro e adquirir experiência. Assim, mesmo que temporário, o trabalho nas férias é uma ótima opção.

E as empresas já perceberam os benefícios disso. Atualmente, elas têm contratado cada vez mais pessoas em diversas épocas ao longo do ano. No Brasil, houve um aumento de 38% no número de vagas temporárias, segundo publicação da Agência Brasil.

Se você tem o desejo de poupar no fim do mês, organizar suas finanças e começar a investir no seu futuro, continue lendo este post. Aqui, vamos mostrar os motivos para trabalhar nas férias, os diferenciais que isso proporcionará para a sua carreira e quais são os tipos de trabalho temporário. Vamos lá?

Entenda por que o trabalho nas férias é um diferencial para a carreira

É claro, o trabalho nas férias não resolverá a sua vida financeira, mas proporcionará uma renda extra e contará muito para a sua carreira. Por quê? Em primeiro lugar, durante a faculdade nem sempre é fácil conseguir experiência profissional.

O processo seletivo está cada vez mais exigente, e quem tem uma bagagem anterior acaba saindo na frente — até mesmo para começar um estágio. Assim, as chances de entrar na área de interesse são maiores.

O trabalho temporário é importante para o jovem aprender a lidar com as responsabilidades do ambiente profissional, como tarefas, prazos e hierarquia. Também é uma oportunidade de conviver com novas pessoas e aprender com elas.

Sem contar o fato de que trabalhar nas férias demonstrará o seu interesse e disposição para crescer profissionalmente. Com certeza, quando for procurar o emprego dos sonhos no futuro, isso contará pontos a seu favor.

Conheça as 5 razões para você trabalhar nas férias

Certo, você já entendeu a importância que o trabalho temporário nas férias tem para a sua carreira. Agora, veja 5 grandes motivos para colocar isso em prática o quanto antes. Confira!

1. Prepara para a atuação na área

Por lei, o trabalho temporário pode valer por 180 dias. No entanto, o mais comum é o prazo de 3 meses, período que pode se encaixar muito bem durante as férias da faculdade.

Dessa forma, aproveite esse tempo e procure algo na sua área de atuação. Isso não será importante apenas para agregar experiência ao seu currículo, mas também para que você possa ter mais certeza do caminho que escolheu, observando na prática o dia a dia da profissão.

2. Proporciona experiência

O trabalho temporário não é da mesma área do curso da faculdade? Sem problemas! Não precisa desanimar por conta disso, pois todo aprendizado é útil em algum momento.

Imagine que você cursa algo voltado para a prestação de serviços de saúde. Se for atuar em um escritório de contabilidade durante as férias, poderá aprender muito sobre planejamento financeiro e, assim, conseguir pagar as contas em dia sem sofrer.

O exemplo acima mostra como a oportunidade poderá ampliar sua visão de mundo e agregar experiência a sua vida.

3. Amplia a rede de relacionamento

Ter bons contatos é excelente para qualquer tipo de profissional. No trabalho temporário será possível fazer novas amizades e formar um bom networking.

Fique atento quanto a isso, pois essas pessoas poderão ser de grande ajuda no futuro. Você pode conhecer alguém da sua área, ser indicado para um estágio ou até mesmo para um trabalho fixo no futuro!

4. Melhora o currículo

Pouca ou nenhuma experiência pode complicar sua vida na hora de conquistar um emprego. Como dito anteriormente, a seleção é bastante acirrada, e a bagagem anterior conta muito.

Em um processo seletivo, o avaliador saberá que você já conhece as dinâmicas profissionais dentro de uma empresa quando analisar o seu currículo e verificar a sua atuação em um trabalho temporário.

5. Proporciona dinheiro extra

Essa é uma das melhores razões para você trabalhar nas férias: dinheiro extra! A remuneração para o emprego provisório costuma ser bem vantajosa.

Isso acontece porque os impostos e a burocracia para a empresa são menores em comparação com uma vaga fixa de trabalho. Como resultado, as companhias podem oferecer um salário melhor.

Mas use o dinheiro de forma consciente! Com esse valor a mais no orçamento talvez seja possível conquistar as metas desafiadoras que você propôs a si mesmo, por exemplo.

Saiba quais são os tipos de trabalho

Por fim, existem diversas maneiras de conseguir trabalho remunerado durante o período de férias da faculdade. O estágio, por exemplo, é uma das mais comuns.

A modalidade costuma ter um tempo definido, e as empresas estão cientes de que a etapa faz parte do processo de aprendizagem do estudante.

Já a pesquisa é algo geralmente vinculado às instituições de ensino. Ela é de responsabilidade de um professor, e o aluno interessado recebe uma bolsa por suas contribuições. O valor recebido pode ser em dinheiro ou como desconto na mensalidade.

Trabalhar como freelancer é outra boa opção de emprego temporário. Embora a área seja bastante extensa, produção de texto, edição de vídeo e fotografia são alguns exemplos. Atualmente, existem diversas plataformas que oferecem esse tipo de oportunidade.

E qual tal apostar na economia colaborativa? É possível aproveitar o tempo do recesso escolar vendendo roupas e acessórios que você não usa mais por meio de lojas online ou até mesmo em um brechó físico. E o benefício é duplo: armário arrumado e dinheiro no bolso!

Por fim, ainda é viável alugar um espaço da sua casa para quem está interessado em pagar por uma estadia mais em conta. Se receber alguém de fora do país, por exemplo, você também poderá aproveitar para praticar um outro idioma e ter contato com alguém de uma cultura diferente da sua.

Viu só quantas opções de trabalho nas férias? Agora que você já está por dentro desse assunto, queremos ajudá-lo ainda mais! Veja como planejar as finanças no artigo: Afinal, quanto devo economizar em cada fase da vida? Confira!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.