Sustentabilidade

Como a reciclagem de produtos pode ajudar nas finanças domésticas?

Quer criar hábitos mais sustentáveis e que proporcionem economia? Entenda como isso pode ser feito!

Em um mundo cada vez mais atento às questões ambientais e preocupado com a manutenção de hábitos sustentáveis, a reciclagem de produtos vem ganhando força no lar dos brasileiros.

Os prédios mais novos já começam a contar com lixeiras separadas para orgânicos e recicláveis, abastecimento por energia solar, aproveitamento da água da chuva, dentre outras ações muito importantes.

Além de contribuir para o cuidado com o meio ambiente, essas práticas também proporcionam economia significativa e melhoram a situação das finanças domésticas. A utilização de energia solar é uma opção que, apesar de exigir um investimento inicial para a instalação dos equipamentos necessários, possibilita reduções drásticas na conta de luz posteriormente.

A reciclagem de produtos, por sua vez, é uma alternativa que vem ganhando força e deve ser incentivada cada dia mais. Tanto a reutilização de materiais quanto a de água da máquina de lavar ou de restos de alimentos são opções viáveis de reciclagem que vamos explicar abaixo como podem ser feitas.

O aproveitamento da água da chuva, por exemplo, é uma possibilidade de simples execução, que faz com que a casa ou condomínio tenham grandes economias na conta de água, sem falar na preservação de um bem natural que muitos acreditam que ficará escasso no futuro.

Se você também que contribuir para a preservação ambiental e reduzir os gastos com hábitos sustentáveis, confira as dicas a seguir!

Reutilizar objetos na decoração

Muitas pessoas acreditam que não é possível aproveitar objetos como garrafas pet e pneus para decorar a casa criando itens realmente bonitos e interessantes. A reciclagem como decoração, por muito tempo, foi associada a objetos de mal gosto e cafonas.

No entanto, a plataforma Pinterest prova que essa mentalidade vem mudando e que é sim possível criar ótimos itens de decoração com o reaproveitamento de coisas que estão em desuso dentro de casa.

Com poucos materiais e certa disposição para colocar a mão na massa, você pode criar produtos originais e que só você vai ter. Usando pneus e cordas, por exemplo, é possível criar bancos e mesas de centro que em lojas custariam muito mais caro. Garrafas pet podem se transformar em vasos para cultivar temperos, proporcionando que você tenha sua própria horta em casa.

Tampas de garrafa podem servir como base para um tampo de mesa que, além de sustentável, vai armazenar as lembranças do momento em que a bebida foi consumida. Potes de vidro também podem ser transformados em ótimas luminárias e porta-lápis.

As possibilidades são inúmeras, e o que não falta é ideia na Internet para servir como inspiração. A prática de reutilizar objetos na decoração combate o consumo excessivo e evita que sejam adquiridos mais objetos que no futuro podem ser descartados no meio ambiente.

Muitas ideias — não só de decoração, mas também de brinquedos e itens pessoais — devem ser colocadas em prática para garantir menos lixo e mais economia.

Aproveitar os alimentos

Aproveitar os alimentos também é uma opção que às vezes sofre preconceito, mas que precisa ser considerada por quem se preocupa com o futuro do planeta.

A organização Banco de Alimentos aponta que cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimento são desperdiçadas por ano (dados de 2013), o que representa incríveis 1/3 de toda a produção mundial. Como se já não bastasse esse número, grande parte do desperdício acontece exatamente onde o alimento deveria ser aproveitado: na cozinha.

Seja no uso das sobras para a criação de pratos criativos no dia seguinte ou no aproveitamento de sementes, cascas e talos para outras receitas, o importante é se conscientizar das possibilidades e impedir que alimentos em boas condições sejam descartados sem necessidade.

O óleo de cozinha também é um exemplo de algo que demanda a atenção quando o assunto é reciclagem. Isso porque seu descarte no meio ambiente é bastante prejudicial e por isso a orientação é de que sejam procurados postos de coletas especializados na reciclagem desse material.

Entre alimentos e outros materiais, o site eCycle dá 15 dicas rápidas de como reutilizar o lixo que não é lixo. Eles também ensinam 15 maneiras de usar sobras de cascas de frutas e vegetais. Tudo isso para não se esquecer que a reciclagem de produtos também pode — e deve — acontecer na cozinha!

Coletar água da chuva

A coleta de água da chuva é uma possível solução para quem busca práticas mais sustentáveis. A instalação do sistema de coleta é simples e representa um grande avanço ecológico.

A água coletada pode ser utilizada para irrigar plantas, dar descarga no vaso sanitário ou lavar pisos e carros. Dessa forma, os gastos domésticos podem ser reduzidos consideravelmente.

Doar roupas e brinquedos

Um item que já não é tão importante no seu armário pode fazer toda a diferença na vida de outra pessoa. Ainda que o conceito de reutilização não possa ser aplicado para algumas roupas e brinquedos dentro de casa, eles podem ter grande utilidade para quem não tem condições para comprá-los.

A doação de objetos que não são mais utilizados é uma forma de reciclagem que contribui não só com a preservação do meio ambiente, mas também com o cuidado e bem-estar do próximo.

O reaproveitamento entre membros da família também é uma alternativa de doação interessante para quem deseja economizar. Roupas em bom estado, mas que já não servem mais em irmãos ou primos, podem ser repassadas para os mais novos, reduzindo os gastos que os pais costumam ter com isso.

Descartar os materiais em locais corretos

Na mesma linha do óleo de cozinha, existem outros materiais que exigem o intermédio de um posto de coleta para que sejam reciclados. Mesmo que você reaproveite uma garrafa pet ou um pneu na decoração de casa, itens como baterias e celulares não têm muita utilidade doméstica depois que sua vida útil acaba.

Uma vez que esses materiais, quando descartados no meio ambiente, provocam danos severos a vida animal e humana, contaminam o solo e demoram anos para se decompor, é fundamental que eles sejam entregues em postos especializados de coleta.

Quem os recebe, pode dar o destino devido e que, muitas vezes, consiste no reaproveitamento de algumas peças em um novo ciclo produtivo. O programa Globo Ecologia, da TV Cultura, exibiu um programa explicando melhor sobre esse processo. O vídeo pode ser encontrado no YouTube.

Algumas empresas de eletrônicos, como a Apple, oferecem descontos na compra do próximo aparelho celular para quem entrega o antigo para os vendedores de suas unidades físicas. É uma boa alternativa para quem está pretendendo trocar o seu modelo, mas não deseja gastar tanto.

Gostou das informações sobre reciclagem de produtos? Veja as nossas dicas de como montar um bazar, limpar os armários e ainda gerar uma renda extra!