Sustentabilidade

Como podemos reaproveitar o lixo doméstico?

Descarte menos: confira nossas dicas para reaproveitar alimentos e objetos que iriam para o lixo!

Nos últimos tempos, a preocupação da população com sustentabilidade cresceu bastante. Afinal, os recursos do planeta são limitados, e precisamos fazer um uso consciente deles. Uma das formas mais importantes de ter uma vida mais sustentável é adotar práticas que visem o reaproveitamento do lixo doméstico.

Para ajudar você nessa tarefa, preparamos algumas dicas que serão muito úteis. São pequenas atitudes que podem ser tomadas no dia a dia para diminuir o descarte de materiais e alimentos e reutilizar o lixo doméstico. Continue a leitura e confira!

Por que devemos nos preocupar com o reaproveitamento do lixo doméstico?

O crescimento na geração de resíduos nos últimos 30 anos aumentou três vezes mais do que a população urbana. Isso significa que, atualmente, nós produzimos cerca de 1,4 bilhão de toneladas por ano, algo em torno de mais de 1kg de lixo por pessoa. Outra pesquisa indicou que o Brasil gerou, em 2018, cerca de 79 milhões de toneladas de lixo, o maior número entre os países da América Latina. Ainda não há dados relativos a 2019.

O impacto negativo em relação à produção desenfreada de lixo atinge várias frentes, como:

- aumento de custos para a realização da coleta e do tratamento;
- necessidade de espaços cada vez maiores para a disposição do lixo;
- alto desperdício de matérias-primas;
- contaminação do solo, ar e água, quando o lixo não é depositado no local adequado;
- problemas urbanos, como enchentes ou entupimento de redes de drenagem, quando o lixo é descartado em qualquer lugar.

Portanto, o reaproveitamento do lixo doméstico é uma das maneiras de fazer a sua parte por um bem maior e garantir que o mundo fique em condições habitáveis para as próximas gerações. O ideal mesmo é a redução. No entanto, em relação aos itens que não for possível fazer isso, você pode aplicar a reciclagem.

Como reaproveitar o lixo doméstico?

Agora que você já entendeu a importância de reutilizar o lixo, elencamos nos tópicos a seguir algumas ideias para que você possa gerir melhor os resíduos produzidos na sua casa.

Aproveite embalagens

Se você comprou um objeto ou alimento e a embalagem pode ser lavada e reutilizada, por que jogá-la no lixo? É sempre útil ter alguns potes extras em casa.

Os copos de requeijão são um exemplo. Hoje em dia, alguns costumam ser de plástico, em vez de vidro, mas ainda podem servir para colocar pequenas plantas, fazer medições, entre outros.

Os potes de sorvete geralmente são usados para guardar alimentos no freezer, mas também são bons como caixa de remédios, organizadores de objetos pequenos, entre outros. Essa é uma das melhores maneiras de reaproveitar o lixo doméstico.

Não desperdice alimentos

Não é adequado fazer muita comida e desperdiçar o que restou. Se cozinhar uma porção muito grande, veja o que pode ser congelado e usado mais tarde. Carnes cozidas, alguns vegetais, feijão e até mesmo arroz ficam bons nessas condições.

Se você está cansado de comer a mesma coisa, crie um prato novo. O arroz pode ser usado para fazer um bolinho recheado de queijo, o frango grelhado pode incrementar o macarrão, e sobras de bife podem virar um picadinho.

A internet está cheia de receitas com reutilização de comida. Por isso, será fácil transformar um alimento que não está mais atraente em algo muito gostoso.

Cascas e talos de vegetais podem ser guardados para fazer caldo de legumes caseiro, que é saboroso e saudável. Já os restos de fruta são ótimos como adubo orgânico para plantas.

Reutilize papéis

Hoje em dia, já não anotamos muita coisa em papéis, mas sempre temos vários por aí. Assim, sempre que possível, use todo o papel, frente e verso, antes de jogá-lo fora.

Isso vale principalmente para quem faz home office. Procure imprimir arquivos e documentos usando os dois lados da folha. Se isso não for possível, a parte de trás ainda pode ser útil para anotações antes de ir para o lixo.

A fabricação do papel consome muita água, além de gastar energia para aquecer a pasta que dá origem às folhas. Assim, com essa pequena atitude de reaproveitar alguns papéis, você poupará muitos recursos do planeta.

Faça novos objetos

O mais divertido sobre a reciclagem é que ela permite transformar o que você não usa mais em coisas novas. Nem sempre é preciso fazer algum trabalho manual, pode-se apenas encontrar outra utilidade para o objeto.

Se você não tem habilidade para fazer algo interessante com materiais reciclados, considere cedê-los a outras pessoas. Muitas transformam materiais que iriam para o lixo em objetos úteis e bonitos.

Por exemplo, no caso do jornal velho, você pode encontrar alguém que faça cestos ou outros itens semelhantes. A transformação é impressionante!

Use caixas de papelão para armazenar pertences

As caixas de papelão são excelentes para o armazenamento de pertences. Elas entram em casa, muitas vezes, por um acaso. Supermercado, correio, entregas de transportadoras.... Os motivos são variados. Em vez de descartá-lo, é possível aproveitar todo seu potencial para:

- evitar objetos espalhados pela casa, como brinquedos ou papéis;
- organizar roupas e peças de banho;
- tornar garagens e sótãos livres de bagunças;
- armazenar panelas e itens de cozinha etc.

É possível personalizar as caixas com tintas ou papéis de parede coloridos. Assim, além de economizar na compra de caixotes de plástico e madeira, você contribui para um ambiente sustentável e encontra formas criativas de reutilizar o lixo da sua residência.

Reuse envelopes e embrulhos de presente

Quantas vezes descartamos papéis de presente e embrulhos em perfeito estado? Isso não é necessário. Itens que não rasgaram durante a abertura da embalagem podem ser armazenados e reutilizados na hora de agradar um amigo ou ente querido.

O mesmo pode ser dito em relação aos envelopes. Quando mantidos intactos após o recebimento de uma carta ou mensagem, eles podem ser aproveitados e servir como embrulho para outras finalidades.

Crie vasos de plantas com latas e garrafas

As plantas alegram o ambiente e trazem o verde da natureza para dentro de casa. Em vez de comprar novos vasos a cada nova muda adquirida, aposte em reutilizar o lixo doméstico e transforme garrafas e latas em casas para suas plantas.

Tenha sempre as terras e os adubos necessários à mão para um plantio seguro. Dispense a compra de novas peças que podem, facilmente, serem substituídas por itens recicláveis.

Assim como no caso das caixas de papelão, é possível customizar as latas e garrafas de acordo com seu gosto pessoal. Quem sabe você não cria, ainda, uma nova decoração que traz mais estilo para sua sala ou cozinha? Observe as cores predominantes nas outras peças do espaço e brinque com cores complementares e opostas.

Verifique peças de eletrônicos

Eletrônicos quebrados exigem bastante cuidado. Isso porque eles podem conter peças altamente tóxicas, que causam sérios problemas quando descartadas no lixo comum. É o caso de baterias mais antigas e pilhas, que são compostas por cádmio, chumbo e mercúrio — metais pesados.

Outro objeto altamente poluente e perigoso quando descartado de maneira incorreta é a lâmpada fluorescente. O risco ainda aumenta se ela estiver quebrada.

Já as lâmpadas incandescentes não apresentam risco ambiental. Porém, devem ser descartadas com cuidado, pois o vidro pode se quebrar e causar ferimentos. Elas também podem ser reaproveitadas como objetos de decoração, pois são consideradas retrô.

Felizmente, há muitos pontos de recolhimento de lixo eletrônico. Supermercados, centros de materiais para construção e grandes lojas de eletrônicos costumam ter receptores para descarte de pilhas e baterias, por exemplo.

Os estabelecimentos de coleta devolvem esses materiais para o fabricante. Ele, pela legislação, é obrigado a dar um fim apropriado para eles ou reutilizar o lixo.

Separe o lixo

Para contribuir ainda mais com o meio ambiente, é importante ter, em casa, lixeiras destinadas a cada tipo de lixo para que diferentes materiais não se misturem. Essa separação ajudará a fazer uma reflexão sobre a quantidade de lixo que está sendo produzido e como ele pode ser reaproveitado.

O ideal é separar o lixo em três grandes categorias. Veja quais são elas a seguir.

Lixo comum

Resíduos do banheiro, restos de alimentos, guardanapos, cigarros, etiquetas, objetos de cerâmica e espelhos quebrados são alguns exemplos de lixo comum.

A reciclagem do isopor, apesar de ser possível, não apresenta viabilidade econômica. Por isso, esse material também pode ser descartado como lixo comum. No entanto, evite usá-lo ou, se for realmente necessário, aproveite-o ao máximo e busque reutilizar o lixo.

Lixo reciclável

Em casa, nem sempre é possível ter mais de uma lixeira para fazer uma coleta seletiva, mas é importante separar cada item (papel, vidro, plástico e metal) de forma adequada. Você pode usar uma caixa de papelão como recipiente, por exemplo. Além disso, todas as embalagens devem estar limpas e seguras para manuseio. Em caso de vidro quebrado, embrulhe-o em jornal.

É importante reciclar: revistas, garrafas PET, latas de bebidas (com os anéis), canos, lâmpadas LED, a maioria das embalagens e papéis — desde que limpos e secos —, entre outros.

A reciclagem do plástico é particularmente importante em termos de reaproveitamento do lixo, porque ele é derivado do petróleo, um dos recursos naturais mais preciosos e esgotáveis do planeta.

Todos esses materiais poderão se tornar embalagens e objetos novos, proporcionando um consumo muito menor de recursos naturais. O óleo de cozinha usado também pode ser reciclado, basta entregá-lo em um posto de coleta — geralmente encontrado em supermercados. Ele é reutilizado para fazer sabão.

Lixo tóxico

Conforme já explicamos, o lixo tóxico resultante de aparelhos eletrônicos quebrados deve ser levado a um posto de coleta.

Se você vive com uma pessoa doente em casa que gera lixo hospitalar, há uma caixa de coleta especial para esses materiais, que deve ser enchida até a linha pontilhada, lacrada e identificada com o nome do paciente. Depois, ela deve ser entregue a um hospital, responsável por fazer o descarte correto.

Tenha uma composteira

Engana-se quem pensa que resíduos orgânicos também não podem ter uma destinação diferente, que não seja a lixeira comum. Segundo pesquisas, o tipo mais comum de lixo nas cidades é o orgânico, que corresponde a cerca de 52% de todos os resíduos.

Logo, as cascas de frutas ou restos de alimentos que deixamos rotineiramente em nossos pratos podem ter uma destinação diferente e colaborar para reutilizar o lixo doméstico.

Para tanto, leve em consideração a realização do processo de compostagem. Esse procedimento nada mais é do que a transformação dos resíduos orgânicos (como casca de frutas e restos de alimentos que deixamos no prato) em húmus ou adubo orgânico — que pode ser reaproveitado, inclusive, para você montar uma horta caseira.

Há diversos tamanhos de composteiras que contemplam desde quem mora em apartamentos pequenos até as pessoas que moram em casa. Elas são extremamente práticas e, ao contrário do que muitos pensam, não deixam cheiro.

Se você gosta de tutoriais e "faça você mesmo", é completamente possível montar a sua. Caso contrário, há sites especializados na venda de composteiras que se adequarão à sua realidade.

Doe para quem precisa

Se você tem muita coisa na sua casa, em vez de jogar fora, doe para quem precisa. Há diversos grupos no Facebook e, até mesmo, aplicativos em que as pessoas colocam quais são os itens dos quais querem se desfazer.

Vale de tudo, desde utensílios de cozinha que não são úteis, passando por roupas ou remédios que não estejam vencidos, mas que você não precise mais. Sabe aquele sofá que rasgou ou aquela cadeira que quebrou? Antes de colocar no lixo de sua casa, pergunte se alguém não se interessa.

Há pessoas que são bastante criativas e contam com habilidades manuais para restaurar tais objetos e certamente ficarão felizes em receber alguma dessas doações.

Como diminuir a produção e reutilizar o lixo doméstico?

Mesmo contando com boas dicas para reutilizar o lixo doméstico, o primeiro passo para um estilo de vida sustentável diz respeito a diminuir a produção de resíduos. Afinal, é impossível reutilizar todas as peças disponíveis, conforme sugerido, se você as produz aos montes todos os dias.

Minimizar a quantidade de lixo produzida no cotidiano é parte de um ciclo de reaproveitamento que minimiza o impacto humano no meio ambiente e aprimora a qualidade de vida de toda a sociedade. Para isso, tomar algumas medidas e sugerir que aqueles que moram com você façam o mesmo pode ajudar:

- planeje suas compras mensais;
- utilize sacos de pano customizados para transportar itens da rua para sua casa;
- prefira sempre as embalagens retornáveis;
- minimize o uso da impressora e use sempre os dois lados do papel;
- dispense contas físicas e receba-as online;
- evite itens descartáveis;
- reduza o uso de plástico;
- use a criatividade para dar novos fins aos resíduos secos gerados na residência etc.

Com o auxílio das dicas acima, será muito mais fácil se tornar parte da construção de um futuro saudável para as próximas gerações. O reaproveitamento do lixo doméstico não é algo difícil de ser feito. Por isso, pesquise e preste atenção às possibilidades de como colaborar com o meio ambiente. Se você tem crianças em casa, repasse os ensinamentos para que elas cresçam se importando com os outros e aprendendo a reutilizar o lixo.

Agora que você já sabe como reaproveitar o lixo doméstico, que tal aprender mais sobre consumo consciente? Baixe nosso eBook e saiba tudo sobre esse importante tema!

Consumo Consciente Entenda A Importancia E Saiba Como Colocar Em Pratica Banner Artigo Blog

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 30 de Julho de 2018 | Atualizado em 23 Junho de 2020.

reaproveitar o lixo doméstico reaproveitar o lixo doméstico reutilizar lixo reutilizar lixo reaproveitar lixo reaproveitar lixo

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.