Sustentabilidade

Como podemos reaproveitar o lixo doméstico?

Descarte menos: confira nossas dicas para reaproveitar alimentos e objetos que iriam para o lixo!

Nos últimos tempos, a preocupação da população com sustentabilidade cresceu bastante. Afinal, os recursos do planeta são limitados, e precisamos fazer um uso consciente deles. Uma das formas mais importantes de ter uma vida mais sustentável é reaproveitando o lixo doméstico.

Para ajudar você nessa tarefa, preparamos algumas dicas que serão muito úteis. São pequenas atitudes que podem ser tomadas no dia a dia para diminuir o descarte de materiais e alimentos. Continue a leitura e confira!

Aproveite embalagens

Se você comprou um objeto ou alimento e a embalagem pode ser lavada e reutilizada, por que jogá-la no lixo? É sempre útil ter alguns potes extras em casa.

Os copos de requeijão são um exemplo. Hoje em dia alguns costumam ser de plástico, em vez de vidro, mas ainda podem servir para colocar pequenas plantas, fazer medições, entre outros.

Os potes de sorvete geralmente são usados para guardar alimentos no freezer, mas também são bons como caixa de remédios, organizadores de objetos pequenos, entre outros. Essa é uma das melhores maneiras de reaproveitar o lixo doméstico.

Não desperdice alimentos

Não é adequado fazer muita comida e jogar fora o que restou. Se cozinhar uma porção muito grande, veja o que pode ser congelado e usado mais tarde. Carnes cozidas, alguns vegetais, feijão e até mesmo arroz ficam bons nessas condições.

Se você está cansado de comer a mesma coisa, crie um prato novo. O arroz pode ser usado para fazer um bolinho recheado de queijo, o frango grelhado pode incrementar o macarrão e sobras de bife podem virar um picadinho.

A internet está cheia de receitas com reutilização de comida, por isso, será fácil transformar um alimento que não está mais atraente em algo muito gostoso.

Cascas e talos de vegetais podem ser guardados para fazer caldo de legumes caseiro, que é saboroso e saudável. Já os restos de fruta são ótimos como adubo orgânico para plantas.

Reutilize papéis

Hoje em dia já não anotamos muita coisa em papéis, mas sempre temos vários por aí. Assim, sempre que possível, use todo o papel, frente e verso, antes de jogá-lo fora.

Isso vale principalmente para quem faz home office. Procure imprimir arquivos e documentos usando os dois lados da folha. Se isso não for possível, a parte de trás ainda pode ser útil para anotações antes de ir para o lixo.

A fabricação do papel consome muita água, além de gastar energia para aquecer a pasta que dá origem às folhas. Assim, com essa pequena atitude de reaproveitar alguns papéis, você estará poupando muitos recursos do planeta.

Faça novos objetos

O mais divertido sobre a reciclagem é que ela permite transformar o que você não usa mais em coisas novas. Nem sempre é preciso fazer algum trabalho manual, pode-se apenas encontrar outra utilidade para o objeto.

Se você não tem habilidade para fazer algo interessante com materiais reciclados, considere cedê-los a outras pessoas. Muitas transformam materiais que iriam para o lixo em objetos úteis e bonitos.

Por exemplo, no caso do jornal velho, você pode encontrar alguém que faça cestos ou outros itens semelhantes. A transformação é impressionante!

Verifique peças de eletrônicos

Eletrônicos quebrados exigem bastante cuidado. Isso porque eles podem conter peças altamente tóxicas, que causam sérios problemas quando descartadas no lixo comum. É o caso de baterias mais antigas e pilhas, que são compostas por cádmio, chumbo e mercúrio — metais pesados.

Outro objeto altamente poluente e perigoso quando descartado de maneira incorreta é a lâmpada fluorescente. O risco aumenta ainda mais se ela estiver quebrada.

Já as lâmpadas incandescentes não apresentam risco ambiental, mas devem ser descartadas com cuidado, pois o vidro pode se quebrar e causar ferimentos. Elas também podem ser reaproveitadas como objetos de decoração, pois são consideradas retrô.

Felizmente, hoje em dia há muitos pontos de recolhimento de lixo eletrônico. Supermercados, centros de materiais para construção e grandes lojas de eletrônicos costumam ter receptáculos para descarte de pilhas, baterias , por exemplo.

Os estabelecimentos de coleta devolvem esses materiais para o fabricante, que, pela legislação, é obrigado a dar um fim apropriado para eles.

Separe o lixo

Para contribuir ainda mais com o meio ambiente, é importante ter lixeiras em casa destinadas a cada tipo de lixo, para que diferentes materiais não se misturem. Essa separação ajudará a fazer uma reflexão sobre a quantidade de lixo que está sendo produzido e como ele pode ser reaproveitado.

O ideal é separar o lixo em três grandes categorias. Veja quais são elas, a seguir.

Lixo comum

Resíduos do banheiro, restos de alimentos, guardanapos, cigarros, etiquetas, copos descartáveis, objetos de cerâmica e espelhos quebrados são alguns exemplos de lixo comum.

A reciclagem do isopor, apesar de ser possível, não apresenta viabilidade econômica. Por isso, esse material também pode ser descartado como lixo comum. No entanto, evite usá-lo ou, se for realmente necessário, aproveite sua utilidade o máximo possível.

Lixo reciclável

Em casa, nem sempre é possível ter mais de uma lixeira para fazer uma coleta seletiva, mas é importante separar cada item (papel, vidro, plástico e metal) de forma adequada. Você pode usar uma caixa de papelão como recipiente, por exemplo. Além disso, todas as embalagens devem estar limpas e seguras para manuseio. Em caso de vidro quebrado, embrulhe-o em jornal.

É importante reciclar: revistas, garrafas PET, latas de bebidas (com os anéis), canos, lâmpadas LED, a maioria das embalagens e papéis — desde que limpos e secos —, entre outros.

A reciclagem do plástico é particularmente importante, porque ele é derivado do petróleo, um dos recursos naturais mais preciosos e esgotáveis do planeta.

Todos esses materiais poderão se tornar embalagens e objetos novos, proporcionando um consumo muito menor de recursos naturais. O óleo de cozinha usado também pode ser reciclado, basta entregá-lo em um posto de coleta — geralmente encontrado em supermercados. Ele é reutilizado para fazer sabão.

Lixo tóxico

Conforme já explicamos, o lixo tóxico resultante de aparelhos eletrônicos quebrados deve ser levado a um posto de coleta.

Se você vive com uma pessoa doente em casa, que gera lixo hospitalar, há uma caixa de coleta especial para esses materiais, que deve ser enchida até a linha pontilhada, lacrada e identificada com o nome do paciente. Depois, ela deve ser entregue a um hospital, responsável por fazer o descarte correto.

Agora que você já sabe como reaproveitar o lixo doméstico, que tal aprender mais sobre consumo consciente? Baixe nosso eBook e saiba tudo sobre esse importante tema!

Consumo Consciente Entenda A Importancia E Saiba Como Colocar Em Pratica Banner Artigo Blog