Como calcular quilometragem por litro consumido? Confira aqui!

Saber calcular a quilometragem do seu veículo é muito importante! Por isso te ensinamos a fazer isso nesse artigo!
  • Atualizado em December 10, 2021
  • Publicado em June 24, 2019
  • Seu carro

Comprar um carro é um processo que pode gerar muitas dúvidas, principalmente se ele for seminovo ou usado, não é mesmo? Por isso, é fundamental ter atenção a alguns detalhes - e saber calcular quilometragem é um deles.

Como esse é um tema bastante importante para várias pessoas, preparamos este artigo com o objetivo de explicá-lo. Durante a leitura, você entenderá quais passos seguir para fazer o cálculo e por quais motivos ele é tão relevante. Acompanhe o conteúdo até o fim para saber mais!

Qual é a importância do saber a quilometragem?

Você sabe estipular quanto um veículo gasta por quilômetro rodado? Para quem deseja estabelecer um bom controle de gastos, é preciso ter noção sobre os valores usados ​​no dia a dia. Afinal, não há nada pior do que adquirir o carro ou moto que você sempre sonhou e perceber que o custo gerado pelo combustível é alto demais, concorda?

Não à toa, a indústria se adapta a essa necessidade nos últimos anos. Por isso, alguns automóveis no mercado tem marcadores de consumo e/ou autonomia. Esses mostradores locais podem ser vistos no computador de bordo ou no painel.

De acordo com um levantamento feito em outubro de 2021 pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), a Petrobras reajustou realizou 15 reajustes nos preços da gasolina até então. Sendo 4 reduções e 11 aumentos. O diesel foi reajustado 12 vezes com 3 reduções e 9 aumentos. De maneira geral durante o ano, a gasolina teve alta de 74% e o diesel de 64,7%.

Problemas mecânicos

Calcular a quilometragem é uma prática indispensável porque ajuda não só em seu planejamento financeiro, mas também permite identificar se há problemas mecânicos. Às vezes, o veículo pode exigir uma quantidade maior de gasolina porque está com alguma complicação no motor, por exemplo.

Além disso, esse conhecimento ajuda em práticas mais específicas, como no caso de um planejamento de viagem. Afinal, é interessante saber quanto gastará em combustível naquela viagem que você gostaria de fazer.

Assim, é importante saber calcular a quilometragem do seu veículo para medir os gastos e ter tudo sob controle. Ou seja, esse conhecimento pode avaliar o impacto no seu bolso de varias maneiras e ainda ajuda a descobrir se é preciso trocar o carro por um modelo mais econômico. Portanto, ter esse cálculo em mãos é útil por muitos motivos.

Como calcular a quilometragem?

Existem diversas maneiras de fazer esse cálculo. Para facilitar, preparamos um passo a passo para que você consiga calcular quantos quilômetros seu carro ou moto faz por litro. Mais adiante, comentaremos sobre outros métodos. Confira!

Encha o tanque e faça os preparativos

A primeira etapa consiste em encher o tanque. Se você tiver um modelo flex, o ideal é usar apenas um tipo de combustível - ou álcool, ou gasolina. Depois disso, zere a quilometragem do seu veículo. Caso ele não ofereça essa opção, anote a quilometragem assim que abastecer.

Rode o máximo que puder

Agora, com o tanque cheio, rode o máximo que puder. Vale lembrar que não é útil mesclar o tipo de terreno percorrido, isto é, faça os testes na estrada ou na cidade, um de cada vez.

Isso porque o rendimento no território urbano é muito diferente do que é registrado nas pistas - em rodovias, tende a ser mais alto. Portanto, tenha essa precaução em mente para não prejudicar o seu cálculo, OK?

Nessa hora, dirija conforme seus hábitos de motorista. Afinal, se você pretende conseguir uma amostragem real, de nada adianta modificar o jeito de dirigir justo nesse momento.

Reabasteça e tome nota

Depois de rodar, vá ao posto e encha o tanque de novo. Observe na bomba de combustível quantos litros foram necessários para completa-lo e anote esse número: ele é fundamental para que esse cálculo seja preciso e auxilie você em sua rotina.

Feito isso, confira a quantidade de km rodados. Se não foi possível zerar o mostrador, basta subtrair a quilometragem visualizada no primeiro abastecimento da quilometragem do segundo.

Faça o cálculo de quantos KM por litro

Com o total de quilômetros rodados em mãos, divida o que foi percorrido pela quantidade de litros que foram necessários para completar o tanque. O cálculo pode ser representado pela seguinte fórmula:

  • km percorridos ÷ litros para completar = quilometragem por litro

Também podemos usar um exemplo. Imagine que você rodou 400km com seu carro. Para completar o tanque, foi preciso abastecer 34 litros. Nesse caso, o automóvel tem um consumo de 11,76 km/litro.

Não se esqueça de que o rendimento sempre pode variar, porque depende de inúmeros fatores, como:

  • o combustível utilizado (etanol, diesel, gasolina comum, aditivada etc.);
  • o tipo de terreno percorrido (rodovia, cidade, estrada de terra etc.);
  • a calibração dos pneus;
  • a velocidade do veículo;
  • a quantidade de aceleração.

Quais são as outras formas fazer o cálculo?

Sim, existem! Se você vai viajar e quer saber quanto gastará com o combustível, é possível obter resultados tanto em litros quanto em reais. Para saber quanto vai custar ir para um lugar que fica a 200km de distância, por exemplo, basta multiplicar o consumo do veículo pelo valor atual do tipo de combustível que será utilizado.

Se você tem um carro que faz 12,5 km/litro na estrada e o litro da gasolina está sendo comercializado por R$ 4,50, é preciso dividir 4,5 por 12,5. O resultado dessa conta (R$ 0,36) é o preço de cada quilômetro rodado. A distância total da viagem é 400km, considerando ida e volta, o que representa um custo de R$ 144.

Também há como calcular a quilometragem por hora. Para isso, é recomendado registrar o tempo gasto para finalizar determinado trajeto e a quantidade de milhas rodados. Caso tenha percorrido esses 400km em 5 horas, a velocidade média do veículo foi de 80km/h.

Hábitos que aumentam o consumo de combustível

Alguns hábitos que o motorista tem no dia a dia interferem diretamente nos níveis de consumo de combustível. Um dos principais exemplos é acelerar demais na arrancada. Quando o motorista costuma exagerar aceleração, as consequências acabam refletindo no bolso.

Isso porque ao fazer isso, o sistema do veículo entende que precisa oferecer sua força máxima para entregar o melhor desempenho. Desse modo, o mais indicado é sempre considerar isso antes de decidir acelerar ao abrir o sinal.

Ar-condicionado no máximo

O ar-condicionado do carro também merece atenção especial. Em dias mais quentes, por exemplo, os motoristas tendem a colocá-lo na máxima potência e isso aumenta o gasto de combustível. O mais indicado, em uma situação como essa, é tentar aproveitar as saídas de ar ao máximo e em trajetos longos seja ainda mais cauteloso com o uso do ar-condicionado. Vale ressaltar a importância de não deixar o carro no sol para que ele não fique abafado e assim a tentação de colocar o ar no máximo seja ainda maior.

Pneus descalibrados

Até mesmo os pneus interferem no gasto de combustível do veículo. E para quem deseja fazer um controle de gastos eficiente. andar com os pneus descalibrados se transforma em uma verdadeira cilada. O grande problema é que os pneus murchos forçam o sistema de direção e suspensão do automóvel e reduz a vida útil dos pneus.

Se programe para verificar a calibragem em intervalos de 15 dias, pois costumam perder pressão rapidamente. Como cada tipo de veículo traz uma calibragem adequada, se torna indispensável consultar as orientações do fabricante e seguir um programa de manutenção para que outros problemas mecânicos não interfiram na segurança e consumo do veículo.

Vidros abertos

Os vidros abertos durante a movimentação do carro representam outro problema de consumo. Claro que não é a com a mesma intensidade de dirigir com o ar-condicionado no máximo, mas também compromete. Isso acontece principalmente quando você dirige em alta velocidade.

Exceto em trajetos nas cidades, os vidros abertos tendem a aumentar a resistência do ar e consumir mais combustível. Em função disso, sempre que for pegar a estrada em viagens longas, mantenha o ar-condicionado na potência média e o veículo fechado.

Excesso de peso

Não é segredo para ninguém que o excesso de peso no veículo causa uma série de problemas. Porém, no consumo de combustível qualquer tipo de excesso se torna determinante. Por isso, sempre que possível priorize carregar objetos leves e não exagere nas compras do supermercado antes de uma viagem.

Trajetos curtos

No dia a dia, o uso dos veículos quase sempre é destinado aos trajetos considerados curtos que são aqueles de até 5KM. O principal problema é que esse tipo de percurso exige mais arrancadas do carro e paradas para estacionar.

Tendo isso em mente, sempre que for possível coloque o gasto de quantos KM por litro na ponta do lápis e avalie se vale mesmo a pena pegar o carro. Muitas vezes, ir até a padaria no quarteirão de baixo pode ser mais vantajoso caminhando. Além de economizar em combustível, você ainda faz uma atividade física.

Enfim, existem diversas formas de calcular quantos KM por litro são gastos. Algumas delas são mais vantajosas para decidir qual modelo de carro ou moto comprar. Outras, por sua vez, são úteis para se planejar financeiramente em situações específicas.

Se você gostou do texto, não deixe de conferir nosso artigo sobre quilometragem adulterada em seminovos - ele pode ajudar bastante!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
drive_eta
Seu carro

Lançamento de carros 2022: os 7 modelos mais esperados

drive_eta
Seu carro

Qual o tamanho certo do capacete de moto? Saiba como escolher

drive_eta
Seu carro

Motos 2022: veja os melhores modelos para comprar e como fazer isso