Como fazer para lavar meu carro de forma correta?

Você sabe como deve lavar seu carro economizando tempo e dinheiro? Aprenda com as nossas dicas!
  • Atualizado em July 27, 2021
  • Publicado em January 28, 2019
  • Seu carro

Lavar o carro em casa é uma tarefa que pode ser muito vantajosa. Afinal, além de ajudar a economizar no fim do mês, não restam dúvidas de que os cuidados que o próprio dono tem com seu veículo não são, necessariamente, repetidos pelos colaboradores dos lava-rápidos. Por isso, você agora deve estar se perguntando: mas como lavar o meu carro em casa?

Para que tudo transcorra de maneira tranquila (e até divertida), garantindo os melhores resultados de economia e de limpeza do carro, é importante cumprir alguns passos com atenção. Confira a seguir as nossas dicas e se prepare para deixar o seu companheiro de estrada brilhando!

Comece pelo planejamento

De fato, lavar o carro é uma tarefa bastante simples que pode ser realizada no modo automático por quem já tem alguma prática. Até chegar nesse ponto, contudo, é importante fazer um planejamento. Esse cuidado será muito útil para evitar esforços desnecessários e garantir a integridade do seu automóvel.

Comece reservando um tempo adequado para que tudo seja realizado com atenção e sem pressa. Lembre-se de que o tempo gasto na lavagem de um carro pode variar de acordo com a sujeira do veículo, com o tamanho que ele tem e, claro, com a habilidade do lavador.

Para quem está começando, portanto, o ideal é deixar a pressa de lado, pois é preciso ter paciência. Por isso, nada de iniciar a atividade antes de algum compromisso inadiável, combinado? Uma boa ideia é se dedicar a essa tarefa nos finais de semana e feriados.

A próxima etapa do planejamento é preparar uma lista com todos os produtos e equipamentos de que você vai precisar — e que serão apresentados adiante. Compre tudo o que for necessário com antecedência, evitando assim quaisquer contratempos que atrasem o desenvolvimento do trabalho.

Selecione os produtos e equipamentos

É possível que você já tenha em casa a maior parte do que é preciso para essa tarefa. Mesmo assim, é interessante ter um "kit para lavar meu carro" separado, deixando alguns itens para uso exclusivo escolhidos para o veículo, o que facilitará na hora da preparação da lavagem — tema para o próximo tópico, — além de ajudar na preservação do seu material, consequentemente, influenciará nos cuidados com o carro.

Faça uma lista de materiais para lavar meu carro, os produtos e equipamentos mais comuns estão:

  • um sabão, que pode ser em pó, barra ou líquido neutro, e uma escova de nylon com cerdas grossas, que serão utilizados na lavagem de tapetes de borracha e de pneus;
  • uma escova de nylon com cerdas um pouco mais macias, que você utilizará a seco para varrer carpetes e bancos, antes da aspiração;
  • uma escova de dentes usada e um pincel, para limpar cantinhos e reentrâncias;
  • um balde (pelo menos) que não seja muito grande a ponto de dificultar o transporte, tampouco que seja pequeno demais, cabendo pouca água — uma capacidade de 15 litros é suficiente;
  • uma boa quantidade de panos macios, de preferência de algodão, microfibra ou silicone, uma vez que cada um deles será utilizado em etapas diferentes da lavagem;
  • uma mangueira com tamanho suficiente para percorrer a distância entre a torneira e o carro, além de circular o veículo com conforto;
  • um aspirador de pó.

Os produtos extras que talvez você tenha que adquirir são: limpa-vidros, xampu e cera automotivos. O ideal é só usar produtos específicos para carros, uma vez que detergentes, sabões comuns e receitas caseiras podem acelerar o desbotamento da cor e brilho da lataria e, inclusive, manchar a pintura e os vidros.

Caso você ainda não possua uma lavadora de alta pressão, pode ser interessante fazer esse investimento. Além desse equipamento tornar a tarefa mais prática e eficiente, ainda ajuda muito na economia de água. No entanto, caso você não o tenha ou não queira comprar, é possível utilizar mais um balde de água limpa para enxaguar, o que também vai ajudar na economia.

Para o acabamento, também existem itens opcionais, como desodorizantes e produtos à base de silicone, que podem ser utilizados para dar uma caprichada a mais na limpeza, deixando com aspecto de mais novo e que acabou de sair do lava-rápido.

Prepare-se para lavar carro

Um erro comum de quem vai lavar o carro, é colocar o veículo na rua embaixo de sol ou fazer essa tarefa logo após ter andado com o automóvel. Por isso, para iniciar a lavagem prefira a sombra, nos horários do início da manhã ou fim da tarde. Afinal, o sol e altas temperaturas aceleram a secagem dos produtos, causando manchas no carro.

Nesse sentido, também garanta que o motor e as carenagens estejam frios, para se precaver contra choques térmicos e prolongar a durabilidade de componentes do veículo e não correr o risco de se queimar. Antes de começar o trabalho, portanto, tire o carro do sol e espere alguns minutos até que tanto o motor quanto a lataria estejam em temperatura confortável ao toque.

Enquanto espera, reúna de forma organizada todos os itens que foram relacionados no tópico anterior. Mantê-los guardados em uma caixa específica de itens para lavar meu carro ajuda bastante nesse sentido. Assim, você os encontrará em um só lugar quando necessário.

Retire anéis, pulseiras, relógio e qualquer outro acessório que possa arranhar a pintura ou se prender em alguma parte do carro, evitando acidentes durante o processo.

Se for utilizá-la, aproveite para conectar a lavadora de pressão à mangueira. Essa também é a hora de, seguindo as instruções da embalagem, dissolver o xampu no balde.

Foque na parte externa primeiro

Para que a sua lavagem seja eficiente, comece dividindo o carro em seções e por peças, começando de cima para baixo. Veja!

Superfície da lataria e acessórios

Com um pano macio, inicie pelo teto, esfregando a solução com xampu com pressão suficiente para retirar a sujeira sem amassar a lataria. Ainda usando o xampu, passe para os vidros, o capô, a tampa do porta-malas, as portas, o para-lamas, os faróis, as lanternas e a grade. Se necessário, use a escova de dentes para esfregar levemente as reentrâncias que tiverem acumulado sujeira.

Nessa etapa, é necessário ter agilidade para que a espuma não seque nas partes do carro. Dependendo do quanto estiver sujo o veículo, pode ser que você precise enxaguar e fazer mais uma passada de pano com espuma em toda superfície.

Depois de se certificar que o carro está limpo, faça o último enxágue da lataria e passe para a próxima etapa.

Pneus

Os pneus, geralmente, têm sujeiras mais densas, por isso esfregue com a escova grossa e o sabão neutro. As rodas devem ser lavadas usando um pano macio para não riscar. Mas cuidado para não usar esse mesmo pano na lataria em seguida, o que poderá arranhar a pintura!

Secagem

Para acelerar o processo, você pode secar a lataria com um pano macio que não solte fiapos. Tenha atenção com os cantos dos vidros e outros lugares que podem acumular água e escorrer nas superfícies secas, pois pode atrapalhar nas próximas etapas. Depois que tudo estiver bem seco, você pode seguir as instruções do fabricante na aplicação de uma cera automotiva sobre a pintura, o que ajudará na conservação e aumentará o brilho.

Teto e capô

Essas são as partes do carro que mais sofrem dados de uso e queimadura do sol. Por isso, aplique uma cera de qualidade e na medida certa, pois o excesso pode danificar a superfície e pouca quantidade também pode não proteger como esperado.

As ceras automotivas são para evitar a oxidação e manchas na pintura, além de impedir que a água fique na lataria Quando notar que a pintura não está mais brilhosa, retoque a cera em todo carro.

Passe para a parte interna

Após finalizar a lavagem externa, é hora de cuidar da parte interna, o que requer bastante atenção aos detalhes!

Tapetes e bancos

Para ganhar tempo, retire os tapetes de borracha e lave com a escova grossa. Coloque-os para secar à sombra enquanto faz a limpeza de outros componentes internos do veículo.

Pegue a escova de nylon com cerdas mais macias para varrer os bancos e o carpete — lembre-se de limpar debaixo dos bancos também. Ao usar a escova não coloque muita pressão nesse processo para não danificar os tecidos. Em seguida, aspire todo o interior, com especial atenção para os cantinhos.

Caso você encontre alguma mancha nos tecidos, saiba que no mercado existem produtos especiais para esse tipo de limpeza. Se os bancos e as forrações forem de couro, só use na limpeza os produtos adequados para esse tipo de material. Contudo, seja couro, seja tecido, esses materiais precisam de cuidado ao higienizar, um erro comum é utilizar produtos e escovas densas no material.

Painel e acessórios

Nunca use sabão ou detergente, tampouco faça uso de água em excesso no interior do veículo. Caso prefira, um borrifador de produtos pode ajudar nessa parte da limpeza. Afinal, o uso de água na lavagem interna deve se limitar ao suficiente para umedecer os panos macios que você utilizará na limpeza do painel e da forração das portas. Onde for necessário, faça uso de um pincel para limpar cantos e reentrâncias.

Quando as peças de plástico estiverem limpas, você pode aplicar um produto à base de silicone, que ajudará na conservação e dará um ótimo acabamento ao serviço. Já nos metais utilize um polidor de metal e para os detalhes em madeira, uma camada de cera com flanela para dar brilho. Esses dois últimos produtos são opcionais, mas é ideal utilizar o produto específico para o material, por isso aplique silicone só nos plásticos.

Capriche nos vidros

Os vidros merecem tratamento especial. Para dar a atenção devida a essa etapa, você pode deixá-la para o final da lavagem. Cuide para que a limpeza de cada um deles seja feita por completo e individualmente, o que torna o trabalho mais eficiente.

Internamente, retire a poeira e a oleosidade dos vidros com um pano macio e limpo. Em seguida, siga as instruções do fabricante na aplicação de um limpador apropriado, dando preferência aos produtos que previnam o embasamento. Externamente, se a lavagem com o xampu não tiver sido suficiente para limpar eventuais manchas, você também pode usar o limpa-vidros.

Contudo, tenha atenção ao rótulo do produto, nunca use limpa-vidros de uso doméstico no seu veículo, pois geralmente eles contêm amônia, o que pode danificar os vidros e para-brisa. Outro erro comum, além de aplicar produtos com amônia no veículo, é limpar os vidros com movimentos circulares. Dê preferência aos horizontais ou verticais, assim evita possíveis riscos.

Por fim, caso você ainda esteja se perguntando: com qual frequência lavar o meu carro? Dê preferência a cada 15 dias, pois é o tempo ideal para fazer a limpeza completa e ajudar na durabilidade da pintura e de seus componentes. Assim, além de aumentar a vida útil e manter o veículo sempre com bom aspecto, você tornará a tarefa mais fácil sempre que ela for executada.

Agora que você já sabe tudo o que precisa para lavar carro com eficiência e economia, aproveite para conferir nossas dicas práticas que serão muito úteis na hora de abastecer seu veículo!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
drive_eta
Seu carro

Consórcio para trocar de carro: veja como se planejar

drive_eta
Seu carro

Consórcio de carros usados: como funciona?

drive_eta
Seu carro

Carros seminovos de até R$ 30 mil? Veja qual vale a pena comprar!