Como saber qual é o carro ideal para você? 6 detalhes para avaliar

Quer saber como não errar na hora da compra do seu carro novo? Preparamos este artigo para ajudar você. Confira!
  • Atualizado em December 1, 2020
  • Publicado em December 1, 2020
  • Seu carro

Está pensando em adquirir um carro novo, mas não tem noção do que deve ser avaliado na hora de escolher? Saiba que muitas pessoas também passam por esse dilema e têm dúvidas sobre como definir o carro ideal para as suas necessidades.

Embora a escolha de um carro adequado para o seu uso não seja algo tão complexo, ainda assim é preciso ter atenção a alguns pontos. Afinal, com tantas opções à sua disposição, é fundamental saber quais características devem pesar mais na decisão e, principalmente, quais delas são realmente necessárias para o seu tipo de uso.

Pensando nisso, preparamos um artigo bastante didático para ajudar você a escolher o carro ideal. Confira, a seguir, 6 detalhes que você precisa avaliar para tomar a melhor decisão, considerando as suas possibilidades e necessidades!

1. Frequência de uso

Um dos primeiros pontos que você deve considerar na escolha do carro ideal é a frequência com que o utilizará. Nesse sentido, por exemplo, se pretende fazer o uso diário do veículo, como para ir ao trabalho, é muito importante que busque um modelo que seja mais econômico — pois certamente rodará bastante.

Além disso, um carro para uso diário precisa oferecer alguns itens de conforto. Aqui, não se pode abrir mão de um ar-condicionado, direção hidráulica ou elétrica e um sistema de som — afinal, uma boa música pode fazer o tempo passar mais rápido no trânsito.

Por outro lado, se não pretende utilizar o carro com tanta regularidade, mas apenas aos finais de semana, por exemplo, pode buscar um modelo mais potente ou aquele seu “sonho de consumo”. No entanto, não se deixe levar pelo desejo. Se planeje financeiramente e faça uma compra que esteja dentro do seu orçamento. Do contrário, o sonho poderá se tornar uma grande dor de cabeça.

2. Trajeto percorrido

Outra característica importante para a escolha do carro ideal é o tipo de trajeto que pretende fazer com ele. Nesse sentido, por exemplo, se você pretende pegar estrada com o carro, talvez seja recomendado buscar um veículo com um motor mais potente, que entregue mais segurança e confiança. Além disso, um porta-malas maior pode facilitar a sua vida, principalmente se tiver que levar bagagens de familiares ou dos amigos.

No mesmo sentido, também recomendamos que busque um veículo que ofereça um bom conforto, pois poderá passar longas horas na estrada. Então, é sempre bom ter um ar-condicionado e até um câmbio automático — isso certamente fará toda a diferença.

Agora, se o seu trajeto envolve trechos mais difíceis, como estradas sem pavimentação, terrenos acidentados e vias rurais, talvez seja mais interessante buscar um modelo mais robusto, como uma picape ou um SUV.

No entanto, se o seu trajeto mais comum for o urbano, é preciso mudar um pouco a estratégia de escolha. Para uso urbano, o mais recomendado é escolher um carro popular, com motor 1.0, que é mais econômico. Além disso, optar por um carro compacto é uma boa decisão, pois é mais fácil manobrar e estacionar, principalmente dentro das cidades, onde o espaço costuma ser limitado.

3. Orçamento disponível

Considerando a parte financeira — que certamente não pode ser esquecida —, é fundamental que busque um veículo que seja compatível com o orçamento que tem à disposição. Aqui, nos referimos não apenas ao valor disponível para a compra, mas também para manter o carro novo após a sua aquisição — afinal, você terá que arcar com seguro, tributos e manutenções periódicos, não se esqueça!

Por isso, a recomendação é ter cautela e agir com responsabilidade financeira, fazendo as contas, até chegar a um valor que caiba no seu orçamento sem gerar riscos. Em geral, não se recomenda fazer dívidas com parcelas que superem 30% dos seus ganhos. Esse pode ser um limite interessante para que você possa direcionar sua escolha.

Aqui, também é interessante avaliar se vale a pena adquirir um carro novo ou um usado. Em muitos casos, a diferença pode ser bastante significativa. Então, vale a pena pesquisar!

4. Formas de pagamento

A forma de pagamento também é um ponto muito relevante no momento da compra de um carro. Afinal, hoje o mercado oferece diferentes modalidades de aquisição, como o consórcio e o financiamento, que podem ser mais ou menos interessantes, a depender do perfil do comprador.

Sendo assim, é muito importante que você analise quais são as formas de pagamento oferecidas pelo vendedor do carro. De modo geral, é muito importante avaliar, entre outros pontos:

  • valor necessário para a entrada;
  • valor das parcelas;
  • custo total da compra;
  • juros e encargos;
  • prazo de pagamento;
  • complexidade para ter acesso ao crédito.

Aqui, a dica é pesquisar bastante, até encontrar uma oferta que seja realmente condizente com o que você busca e com o que pode assumir.

5. Taxa de juros

Quando se pensa em compra de veículo, um dos mais importantes pontos de atenção são os juros cobrados na operação. Na modalidade de aquisição por financiamento, por exemplo, as taxas de juros costumam ser mais elevadas, principalmente quando o comprador opta por planos mais longos, com mais parcelas.

Além disso, outro fator que pode interferir no cálculo dos juros do financiamento é o valor dado de entrada. Muitas instituições financeiras trabalham com a seguinte lógica: quanto maior for o percentual dado de entrada, menores serão as taxas de juros do financiamento — até porque os riscos acabam sendo menores.

Sendo assim, é muito importante que você pesquise bem antes de tomar qualquer decisão, buscando alternativas mais econômicas, com juros reduzidos ou sem a cobrança deles — como ocorre nos consórcios.

6. Necessidade ou não de entrada

Por fim, mas não menos importante, é interessante que você analise a necessidade ou não de entrada para efetuar a compra do carro. O ideal é que se tenha um valor para oferecer de entrada, até porque essa é uma forma de reduzir o total da dívida e facilitar a compra do bem.

No entanto, sabemos que nem sempre é possível dar essa entrada. Nesse caso, o mais recomendado é ir em busca de uma modalidade de aquisição que permita a compra sem entrada, a exemplo do consórcio de carros, sem que isso represente grandes acréscimos no custo efetivo total da compra.

O consórcio é a modalidade de aquisição mais indicada para quem deseja adquirir um carro novo sem dar entrada e de forma programada. No consórcio, os planos são bastante flexíveis, possibilitando que pessoas dos mais diferentes perfis realizem o sonho do carro novo de maneira mais planejada e econômica. Isso quer dizer que você pode escolher o plano que melhor se adeque a sua necessidade e as suas finanças.

Nesse sentido, a Racon Consórcios pode tornar o seu sonho do carro novo ainda mais próximo. Com uma larga experiência nesse mercado, a Racon oferece planos flexíveis, pensados para atender às diferentes necessidades em termos de carro.

Agora que você já sabe como escolher o carro ideal, não pare por aqui. Baixe nosso guia completo de aquisição via consórcios de veículos e se informe ainda mais sobre o assunto!
guia-completo-de-aquisicao-via-consorcio-de-veiculos
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
drive_eta
Seu carro

Consórcio de carros usados: como funciona?

drive_eta
Seu carro

Carros seminovos de até R$ 30 mil? Veja qual vale a pena comprar!

drive_eta
Seu carro

Veja os modelos de carros para PcD mais baratos em 2021!