Compras do Dia das Crianças: como presentear sem se endividar?

Descubra como se organizar financeiramente para a compra do Dia das Crianças com as dicas deste post!
  • Atualizado em September 28, 2020
  • Publicado em September 28, 2020
  • Planejamento Financeiro

Já está pensando nas compras do Dia das Crianças? Surpreender os filhos, sobrinhos, netos e afilhados com presentes nessa data é uma das maneiras de demonstrar seu afeto e fazê-los felizes.

No entanto, é importante avaliar as finanças antes de comprar qualquer presente. Essa atitude vai ajudar a definir o quanto você pode investir nessa data, fazendo a escolha que agrada os pequenos e não compromete o seu orçamento.

Não sabe como fazer isso na prática? Então, você veio ao lugar certo! Neste post, vamos dar algumas dicas para você encontrar o presente ideal para dar aos seus filhos, sem precisar fazer dívidas. Acompanhe!

Como escolher o presente ideal sem se endividar?

Antes de ir às compras do Dia das Crianças, é importante fazer um planejamento. Nesse processo, são diversos pontos a serem avaliados, a fim de limitar o seu orçamento e as opções de presentes que cabem nele. A seguir, veja algumas dicas!

Avalie os desejos do seu filho

Obviamente, o presente escolhido para o Dia das Crianças precisa atender aos desejos do seu filho. Afinal, essa é uma das datas mais esperadas pelos pequenos, e as suas expectativas já estão altas.

Entretanto, isso não significa que você precise dar o presente mais caro da loja. Lembre-se de que as crianças não se importam tanto com o valor das coisas, mas sim com o seu significado. Por isso, observe os gostos do seu filho, veja os seus desenhos favoritos, os seus super-heróis preferidos, seus passatempos, suas cores prediletas, entre outros elementos.

Caso você não consiga descobrir algo que pode dar para a criança, experimente sentar-se com ela e conversar para saber as expectativas para essa data. Vale a pena aproveitar esse momento para incentivar a educação financeira infantil, explicando quanto custa cada item desejado e se cabe ou não no orçamento familiar.

Defina um limite de gasto

Para que o seu planejamento financeiro não seja comprometido, é fundamental que você defina os seus gastos, independentemente da área de sua vida, e isso não seria diferente na hora de escolher com o que presentear as crianças.

Por isso, antes que chegue outubro, sente-se e ponha no papel todas as despesas previstas para o mês. Além disso, presuma quanto você deve receber — se você tem um salário fixo, essa parte é ainda mais fácil. Separe também o dinheiro que você pode aplicar em uma reserva financeira, por exemplo.

Depois de dividir o seu dinheiro entre todas as necessidades básicas da família, você pode perceber o quanto sobra no mês, sem que nenhum gasto essencial ou conta fiquem comprometidos. Dessa maneira, é possível saber qual é o valor máximo que você poderá investir no presente.

Pesquise os preços

Com a sua lista de presentes definida, chegou a hora de descobrir quanto custa cada item e selecionar o que apresenta o melhor custo-benefício. Nessa etapa, procure visitar diferentes lojas, perguntar sobre as possibilidades de desconto, analisar as opções de pagamento, verificar se há mais economia ao comprar pela internet, entre várias outras avaliações importantes para cortar gastos.

Compre com antecedência

Se você não quer pagar valores muito altos no presente de Dia das Crianças, essa é provavelmente a dica mais importante para anotar: não deixe para comprar nada em cima da hora. Quanto mais a data se aproxima, maiores as chances de aumentarem os preços dos produtos, devido à mais alta procura. Além disso, você corre o risco de chegar tarde demais e não encontrar mais o presente do seu filho. Portanto, planeje-se para comprar com antecedência.

Acompanhe as promoções

Outro ponto importante para economizar nas compras do Dia das Crianças é apostar nas promoções. Para isso, é preciso prestar atenção nos descontos oferecidos nos sites em determinadas épocas.

Sendo assim, acompanhe as variações de valores do presente que você quer comprar para o seu filho e, quando notar uma boa oportunidade, aproveite para fazer a aquisição. Uma boa ideia é utilizar as ferramentas que mostram a dinâmica dos preços e apontam as épocas em que o produto fica mais barato.

Qual é a importância da organização financeira?

Você já passou pela frustração de querer fazer uma compra mas não ter dinheiro suficiente para isso? Um dos maiores motivos desse tipo de acontecimento é a falta de organização financeira.

Ao planejar como administrar as suas finanças, você consegue identificar os erros cometidos, as despesas desnecessárias, as possibilidades de investimento, entre outros pontos que ajudam você a ter uma vida financeira mais confortável.

Esse conceito pode ser trabalhado ainda na infância. Conversar sobre educação financeira com os filhos é uma maneira de garantir que eles aprendam desde cedo o verdadeiro valor do dinheiro e saibam como fazê-lo trabalhar para eles, evitando complicações no futuro.

Ainda não tem certeza da importância que a organização financeira tem na sua vida? Então, veja só os benefícios que essa prática oferece!

Evita dívidas

Um dos maiores medos da vida adulta é se endividar, não é mesmo? Ter débito com pessoas e empresas é algo que tira o sono de muitas pessoas; por isso, não é nada saudável para a mente ou para o bolso.

No entanto, as dívidas, na maioria das vezes, são feitas quando um indivíduo não tem controle sobre o próprio dinheiro. Ao adotar a organização financeira no seu dia a dia, é possível administrar o quanto ganha para realizar todas as atividades essenciais e ainda começar a poupar. Essa é uma maneira de passar a pagar à vista e evitar o parcelamento ou o uso de cartão de crédito, por exemplo.

Garante segurança e tranquilidade

Saber que a sua vida financeira está bem organizada vai fazer com que você tenha mais segurança em relação ao seu futuro e ao de sua família. Isso vai permitir tirar dias de folga, planejar viagens para descansar, fazer investimentos para tornar o dia a dia mais fácil, entre outras atividades que promovem bem-estar e felicidade.

Alcance de metas e objetivos

Outro grande benefício de ter um controle sobre as finanças é que assim é possível alcançar as suas metas. Por exemplo, já pensou em comprar seu primeiro carro? Ou então, finalmente dar entrada na casa própria? Todos esses objetivos só se tornarão reais a partir do momento que você conseguir organizar o seu dinheiro e fazer com que ele renda o suficiente para manter o seu estilo de vida.

Ficou com vontade de ir às compras do Dia das Crianças? Com essas dicas, aposto que você vai conseguir escolher o melhor presente para o seu filho, sem se comprometer financeiramente ou trazer consequências para o seu bolso.

Gostou da ideia de ter um melhor controle financeiro no dia a dia? Então, aprofunde os seus conhecimentos com o nosso guia prático para se organizar e começar a investir!
cta-controle-financeiro-guia-pratico
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
attach_money
Planejamento Financeiro

Economia criativa: você sabe o que é esse conceito? A gente explica!

attach_money
Planejamento Financeiro

Confira 9 práticas e hábitos que vão ajudar você a sair das dívidas!

attach_money
Planejamento Financeiro

Saiba o que avaliar no momento de contratar um seguro