Meu Primeiro Imóvel

Avaliação de imóveis: 9 fatores que influenciam na compra e venda

Você sabe quais fatores influenciam no valor de compra e venda de um imóvel? Confira no nosso post!

Fazer a adequada avaliação de imóveis é a melhor forma de saber exatamente qual o valor que o bem possui. Por isso, ela é bastante útil em um processo de compra e venda. Mas quem é leigo no assunto costuma não saber quais são os fatores que influenciam no valor de um imóvel.

Embora pense que isso não tem importância para você, pois não trabalha no mercado imobiliário, conhecer os elementos que influenciam no valor de venda de um imóvel ajuda a compreender se o investimento vale a pena. Assim, você corre menos riscos de aplicar seu dinheiro em um negócio que não vai dar retorno.

No post de hoje, vamos falar sobre 9 fatores que influenciam no valor de um imóvel. Confira!

1. Localização do imóvel

Esse é um dos principais fatores que podem provocar variações na avaliação de um imóvel, pois a proximidade com bairros nobres e centro da cidade valorizam muito uma casa ou apartamento.

Aliás, esses locais costumam ter uma procura bem maior do que bairros distantes e, por isso, o valor para compra é mais alto.

Por isso, é muito comum vermos terrenos em bairros nobres com um valor que daria para comprar uma casa pronta. Se aquela região é disputada e oferece mais facilidade, ela será mais valorizada.

Agora, bairros distantes do centro da cidade e de bairros nobres ou próximos a regiões com menos infraestrutura tendem a se desvalorizar rapidamente.

2. Estrutura

Hoje em dia, imóveis pequenos se tornaram um padrão de construção. Mas esses apartamentos, na maior parte das vezes, não oferecem opção para que o morador altere os espaços e amplie o tamanho de certos cômodos.

Por isso, imóveis maiores, com boa estrutura, também são mais valorizados no mercado. O tamanho dos cômodos e a forma que são distribuídos são fatores importantes no processo de valorização.

3. Número de andares

Apartamentos em condomínio com muitos andares também tendem a ser mais valorizados do que aqueles com poucos pisos. Isso porque quanto mais alto o prédio, mais recursos serão necessários para que os moradores se locomovam.

Em prédios mais altos é necessário o uso de elevadores, que consomem muita energia elétrica e ainda precisam de manutenção constantemente.

4. Idade do imóvel

O tempo de construção é outro fator que provoca alterações na avaliação de imóveis. Isso porque quanto mais antigo o imóvel, mais o proprietário terá que gastar com reformas e reparos.

Além disso, construções antigas oferecem mais riscos de infiltrações e problemas elétricos, principalmente no caso de apartamentos. Mesmo que o imóvel passe por uma reforma completa, seu valor será sempre inferior a um novo.

Construções mais novas, além de pouparem mais recursos com possíveis reparos e reformas, ainda são projetadas dentro do conceito de sustentabilidade, utilizando tecnologias que proporcionam economia e conforto para os moradores.

5. Qualidade do acabamento

A qualidade dos materiais envolvidos na construção também influencia no valor de venda de um imóvel. Mesmo que ele esteja inserido em uma área nobre da cidade, se os materiais forem ruins, o imóvel será desvalorizado.

E como o acabamento costuma ser um das partes mais caras de uma construção, algumas incorporadoras e proprietários resolvem economizar alguns reais e não investir em materiais de primeira qualidade.

Então, quando você for comprar sua casa ou apartamento, verifique com cuidado a qualidade dos pisos, da pintura, de materiais hidráulicos, pias, entre outros itens.

Lembre-se de que comprar um imóvel construído com materiais de procedência duvidosa pode sair muito mais caro do que o planejado, pois podem ser necessários gastos com possíveis reparos em menos tempo do que você possa imaginar.

6. Área de lazer

Algumas pessoas preferem apartamentos ou condomínios que tenham uma área de lazer completa, já outros não fazem tanta questão desse espaço. Bom, seja qual for a sua escolha, a área de lazer tem forte relevância no processo de avaliação de imóveis e pode jogar o valor de um bem lá no alto.

Condomínios com uma área completa com piscina, playground, espaço para crianças, salão de festas, sauna, quadras poliesportivas e outros ambientes são bem mais valorizados do que aqueles que só possuem um local básico para lazer.

Então, na hora da compra, avalie se você e sua família vão usufruir da área de lazer, pois, somente se forem, o investimento vai valer a pena.

7. Face para o sol

Em grandes centros, onde o número de prédios cada vez mais altos só aumenta, ter o sol da manhã batendo na janela do seu quarto ou na varanda é um luxo. Embora muitas pessoas não saibam, esse fator tem uma boa destaque no processo de avaliação de imóveis.

E se você quiser um solzinho em seu apartamento, pode escolher o da manhã ou da tarde, mas saiba que isso vai exigir um pouco mais de investimento.

8. Segurança

Segurança é um item muito avaliado por pessoas que desejam comprar um imóvel para morar com a família. As pessoas querem se sentir tranquilas e seguras quando estão em casa e, por conta disso, condomínios que oferecem proteção agregam valor ao imóvel.

Não estamos falando apenas de ter um porteiro 24 horas na entrada do condomínio, mas, sim, de vigilância na rua e câmeras de segurança espalhadas ao longo do prédio. Esses fatores trazem mais segurança e, assim, contam pontos na avaliação do imóvel.

9. Vagas de garagem

Atualmente, uma vaga de garagem somente não é suficiente para atender às demandas de uma família, principalmente se os filhos já forem adultos. Por isso, vagas de garagem somam muitos pontos na hora de avaliar o valor de um imóvel.

Alguns apartamentos oferecem 1 ou 2 vagas, mas já estão disponíveis aquelas que contam com 3 ou 4 vagas, o que aumenta ainda mais o valor do imóvel. No entanto, ainda há apartamentos que não oferecem vagas, que são imóveis mais antigos. Esses terão um valor mais acessível para compra.

Esses são alguns fatores que influenciam na avaliação de imóveis e você deve ficar atento a todos eles na hora da compra, além de analisar outras questões que se mostrarem relevantes.

Por isso, quando for visitar um apartamento, procure fazer o máximo de perguntas para seu corretor, pois, desse modo, você vai saber se está fazendo um investimento seguro.

Agora que você já sabe quais fatores influenciam no valor da compra de um imóvel, aproveite para saber mais sobre o seguro residencial e veja se vale a pena contratar!