Meu Primeiro Imóvel

4 dicas para ter uma boa convivência com seus vizinhos

Você sabe o que precisa ser feito para garantir uma boa convivência com seus vizinhos? Confira nossas dicas!

Você por acaso conhece as pessoas que moram perto da sua casa ou do seu apartamento? Ao mesmo tempo em que há quem tenha os vizinhos como grandes amigos para contar a qualquer momento, outras pessoas sequer sabem quem mora ao lado ou, ainda pior, entram constantemente em conflito com a vizinhança, vivendo em um clima de hostilidade.

A verdade é que a boa convivência com os vizinhos é fundamental tanto para quem está em um condomínio, quanto para quem mora em uma casa independente. Afinal de contas, especialmente por estarem logo ali, essas pessoas muitas vezes participam mais da sua rotina do que seus amigos ou familiares! Mas como garantir que a relação seja cordial mesmo diante de pequenos problemas de convivência?

Neste post, trouxemos algumas dicas práticas para ajudá-lo nessa missão. Acompanhe os próximos tópicos!

A importância da boa convivência com vizinhos

Vizinhos geralmente são aquelas pessoas que você procura quando só percebe que o açúcar acabou no meio da receita do bolo. Ao mesmo tempo, provavelmente também é na vizinhança que mora a pessoa que estacionou na porta da sua garagem em um dos dias mais estressantes dos últimos tempos. É fato: a proximidade traz uma série de particularidades na sua relação com os outros moradores da região.

Em alguns lugares, os vizinhos formam quase uma família, o que pesa tanto para o lado bom como para o ruim, já que de repente você se vê tendo que organizar regras e cobrar posturas de pessoas que a princípio não fariam parte do seu círculo de amizade. No entanto, se o destino quis que vocês morassem perto, é hora de se esforçarem para construir laços positivos e respeitosos.

Seja na família, no trabalho ou no bairro onde mora, a verdade é uma só: viver em constante conflito não é uma situação muito agradável.

O que você deve ter em mente é que construir uma convivência saudável com os vizinhos é uma forma de fazer novos amigos e de contar com apoio sempre que precisar. Estabelecer uma boa relação também evita problemas com as temidas fofocas. Afinal, provavelmente poucas pessoas sabem tanto sobre sua rotina quanto aqueles que estão logo ali, ao lado da porta de casa. O respeito mútuo é o melhor caminho para driblar dificuldades na boa convivência com vizinhos.

As regras essenciais a serem seguidas

Para conquistar esse relacionamento respeitoso, é importante estabelecer algumas normas comuns. Essa é uma ação essencial principalmente nos condomínios, onde geralmente há uma pessoa responsável por garantir que todos cumpram o determinado — o síndico ou uma empresa de administração especializada é quem costuma realizar essa função.

Em geral, podemos dizer que as principais regras para a boa convivência com vizinhos dizem respeito a:

- segurança;
- barulho;
- lixo;
- garagem;
- animais.

A primeira atitude que quem se muda para um condomínio deve tomar é conhecer as normas do local. Quem mora em uma casa isolada também pode optar pela cordialidade de se apresentar para os vizinhos, procurando saber se há regras básicas definidas para a rua ou o bairro, por exemplo. Lembre-se de, se for o caso, orientar seus filhos para que também contribuam com a boa convivência.

Segurança

Em relação à segurança em condomínios, normalmente há restrições para a entrada de quaisquer pessoas. Geralmente, os moradores têm as chaves dos portões e devem acompanhar eventuais visitantes para resguardar os demais da entrada de pessoas desconhecidas sem que o porteiro ou a administração do condomínio fique sabendo.

Alguns locais restringem também a entrada de prestadores de serviço. Nesse contexto, quando um morador pede comida em um restaurante, por exemplo, pode ser necessário ir até a portaria para buscar, já que nem todos os prédios autorizam que os entregadores se dirijam até os apartamentos. Trata-se de um reforço para a segurança e a privacidade de todos.

Barulho

As regras sobre sons costumam estar na lista das que mais causam conflitos entre moradores de um condomínio ou bairro. Em geral, é bom estabelecer limites de horários e até locais mais apropriados para escutar música em um volume mais alto. Assim, os moradores de prédios conseguem entender direitinho quais são as normas para a realização de eventos na área de lazer, por exemplo. Em vizinhanças com mais casas deve prevalecer o bom senso de manter conversas e barulhos em um volume que não incomode quem mora próximo.

No caso de ser preciso realizar alguma obra no apartamento, cheque previamente com o síndico sobre a limitação de horários e deixe os vizinhos avisados sobre a previsão de duração da reforma. Esse tipo de cuidado é capaz de evitar muita confusão.

Lixo

O descarte de lixo é outro ponto que merece constar nas principais normas de boa convivência com vizinhos. Pessoas que moram em condomínios e, portanto, compartilham ambientes comuns, devem seguir o estabelecido. Também é importante ter atenção com o descarte ao morar em casa, ensacando o lixo com cuidado e colocando no lugar apropriado.

Garagem

Outro ponto que pode se mostrar delicado quando falamos de vizinhança é o estacionamento. Não é nada bacana ao precisar entrar ou sair de casa se deparar com o carro do vizinho ou de algum visitante travando seu caminho. A boa notícia é que, em geral, os condomínios estabelecem regras a respeito da quantidade de vagas por morador e da existência ou não de garagens para visitas.

Animais

Por fim, quem opta por morar em condomínio deve saber que normalmente há regras sobre a circulação de animais nas áreas comuns. Alguns prédios são até mais rígidos, impedindo a presença de bichos de estimação. Mas nem todos são tão rigorosos. Seguindo algumas regras básicas de convivência, como a limpeza adequada e o controle do barulho, é possível acolher animais sem maiores problemas.

As 4 dicas de ouro para conviver bem

1. Respeite as regras

O primeiro passo para evitar qualquer problema com os vizinhos é, claro, conhecer as normas de convivência e respeitá-las. Se você por acaso sentir falta de alguma regra para melhorar a relação entre os moradores, pode fazer uma proposta ao síndico ou aos participantes das reuniões, ajudando a melhorar o clima geral.

2. Compareça às reuniões

Os condomínios promovem encontros frequentes para prestação de contas e discussão de assuntos de interesse comum. A presença dos moradores é fundamental para acompanhar mudanças nas regras, trocar informações e expressar suas opiniões. Quem falta a esses eventos não participa das decisões e pode acabar enfrentando dificuldades para manter a boa convivência com vizinhos.

3. Exercite a gentileza

É preciso entender que a relação com a vizinhança não se baseia apenas em regras. A amizade e a gentileza tornam a convivência muito mais tranquila. É bom saber que você pode contar com o morador ao lado, além de deixar claro que também está disponível para ajudá-lo quando necessário. Por isso, ser cordial e simpático é o caminho para estreitar os laços positivos.

4. Seja paciente

Essa dica é especial para lidar com momentos complicados entre vizinhos. Por mais que em certas situações a outra pessoa acabe nos irritando, é importante não deixar a raiva ganhar espaço. Afinal, brigar com alguém com quem você convive tão de perto pode gerar um clima desagradável por muito tempo. Então procure ter paciência nos momentos de conflito, combinado? Isso vai fazer toda a diferença no longo prazo.

Essas são algumas formas de contribuir para a boa convivência com vizinhos. Comece logo a colocar essas dicas em prática! Você pode até indicar este post na próxima reunião, que tal? Assim, todos vão saber o que fazer para manter uma proveitosa relação de amizade!

E então, gostou das nossas dicas? Aproveite para continuar no blog e ler sobre como manter uma casa sustentável e cooperar com o meio ambiente!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.