Meu Primeiro Imóvel

Quando vale a pena investir em uma casa em condomínio fechado?

Você pensa em comprar uma casa em um condomínio fechado? Veja em quais casos o investimento vale a pena!

Morar em uma casa em condomínio fechado, nos dias de hoje, já não é sinônimo de status. Essa vem sendo uma alternativa para muitas pessoas que buscam segurança e qualidade de vida para toda a família.

No entanto, investir em um imóvel em condomínio pode sair mais caro do que em uma casa em rua aberta. Isso porque nesse tipo de moradia há taxas que são divididas entre o número de condôminos — fato que pode elevar os custos da moradia. Além disso, as casas têm um padrão de construção preestabelecido.

No post de hoje, vamos falar sobre quando vale a pena morar em um condomínio fechado. Confira!

Vale a pena morar em condomínio fechado...

Quando você quer mais segurança para toda a família

A violência é um problema tanto em grandes metrópoles quanto em cidades menores. Por isso, é normal que as pessoas tenham medo de deixar a casa ou os filhos sozinhos, mesmo que seja somente durante o período de trabalho. No entanto, quando você tem uma casa em condomínio fechado, essas preocupações são bem menores.

Condomínios contam com os mais modernos sistemas de segurança com câmeras espalhadas por todo o local, muros altos, cercas elétricas, além de alarmes e serviço de ronda e portaria 24 horas. Ninguém entra sem se identificar, e tudo o que acontece nas áreas comuns é monitorado.

Quando você preza pela privacidade

Embora muitas casas em condomínio sejam próximas umas das outras e não tenham muros para separá-las, morar em um local fechado vai lhe dar mais privacidade. No condomínio você tem controle absoluto de quem entra e sai da sua residência.

Além disso, as visitas devem ser anunciadas antes de entrarem em sua casa, mesmo se tratando de seus convidados, por exemplo.

Quando você prefere uma área de lazer particular

Ter uma área de lazer completa com piscina, sauna, sala de jogos, salão de festas, playground, quadras e campos de futebol é outro benefício de morar em uma casa em condomínio.

É claro que você pode pensar: "mas posso ir ao clube aos domingos e feriados". No entanto, no condomínio, você tem opções de lazer e entretenimento em um local seguro, espaçoso e seleto.

Esse fato proporciona mais comodidade aos moradores, que podem aproveitar os momentos de lazer com mais tranquilidade. Não há preocupação com a hora de ir embora e nem em vigiar constantemente as crianças, pois elas estão em um ambiente seguro.

Quando você busca mais qualidade de vida para toda a família

Se você busca tranquilidade e qualidade de vida para toda sua família, comprar uma casa em condomínio fechado pode ser a melhor opção. Isso porque esses locais geralmente contam com parques e áreas verdes, o que torna o ambiente bastante agradável.

Então, você pode levantar de manhã e fazer uma caminhada ou corrida dentro do próprio condomínio. Seus filhos também podem aproveitar o espaço de lazer para brincar tranquilamente e conviver com outras crianças.

Quando você quer ter a oportunidade de interagir com os vizinhos

Morar em apartamentos ou casas em bairros abertos não oferece muita possibilidade de interagir com os vizinhos.

Isso porque as pessoas ficam trancadas em casa, seja por medo da violência ou por causa da rotina — pois, muitas vezes, trabalham e estudam durante a semana. Sendo assim, não há tempo para fazer novas amizades e nem conversar com a vizinhança.

Quando você mora em um condomínio, há uma possibilidade muito maior de conversar com as pessoas que moram ao seu redor. Isso porque a área de lazer permite que as pessoas interajam. Por exemplo: quem quer fazer alguma atividade no fim de semana, precisa conhecer outras pessoas com o mesmo interesse, certo?

Então, as pessoas se aproximam e logo apresentam suas famílias umas para as outras. Com o tempo, seu círculo de amizades vai aumentando e você terá uma boa rede de amigos próximos de sua casa.

Quando você quer morar em um local privilegiado

Normalmente, os condomínios são localizados em locais afastados dos grandes centros, onde não há um tráfego muito grande de veículos.

Alguns condomínios ainda se concentram em locais com grandes áreas verdes. Morando próximo à natureza, você respira ar puro e tem a oportunidade de viver em um local confortável e agradável, ideal para descansar depois de um longo dia de trabalho.

Quando um condomínio oferece o melhor custo-benefício

Embora o condomínio exija o pagamento mensal de taxas, que nem sempre são baratas, os benefícios atrelados a essas despesas fazem cada centavo valer a pena.

Mesmo que em uma casa aberta esses valores não existam, pense o quanto seria necessário para que você e sua família tivessem todo o conforto e segurança oferecidos por um condomínio fechado.

Com certeza, os valores para a manutenção de uma área de lazer em casa e serviços de segurança sairiam bem mais caros. No condomínio, os valores são divididos por todos os moradores, o que diminui os custos. Isso significa que tudo o que é pago é revertido em benefício para os condôminos.

Então, se você pensa em construir ou comprar uma casa em condomínio fechado, pese o custo-benefício e veja se essa será a melhor escolha para você.

Não vale a pena morar em condomínio fechado...

Apesar de todas as vantagens apresentadas até aqui, morar em condomínio fechado também tem seus pontos negativos. Conhecê-los é fundamental para que você tome as melhores decisões em relação ao seu patrimônio. Confira, a seguir, alguns dos principais.

Quando as taxas são muito elevadas

Muitas pessoas não veem a hora de comprar uma casa e sair do aluguel. No entanto, como já mencionamos, morar em condomínio também implica o pagamento fixo de taxas mensais. Geralmente, esses valores não se equiparam aos praticados em contratos de locação. Ainda assim, se forem muito elevados, pode valer a pena repensar o local no qual você pretende morar.

Quando as regras em relação à construção são muito rígidas

Construir em condomínios fechados não depende apenas do que você projetou — é necessário que essas alterações se encaixem nas regras de construção do condomínio. Caso sejam rígidas demais, você terá problemas para colocar suas ideias em prática e não terá uma casa do jeito que sempre sonhou.

Quando há normas em excesso

Embora não possa ser considerado, de imediato, uma desvantagem, o excesso de normas tende a ser um incômodo para algumas pessoas. Tenha em mente que muitos fatores são controlados em um condomínio fechado: acesso, reformas, convivência, manutenção e assim por diante.

Isto é, dependendo do seu estilo de vida e da rotina de sua família, considere o aspecto mais controlador que geralmente prevalece nesses ambientes.

Quando você não pretende conviver ao lado de muitas pessoas

Apesar de poder manter sua privacidade dentro do lar, os condomínios fechados são propensos à convivência com os vizinhos. Afinal, há uma relativa proximidade entre as casas, o compartilhamento de áreas comuns, entre outros. Sendo assim, se você prefere um ambiente mais reservado, pode ser válido escolher um alternativa que não essa.

Quando você não quer tomar decisões em conjunto

Decidir coletivamente faz parte da rotina de um condomínio. Lembre-se de que isso inclui a realização frequente se assembleias, reuniões, entre outros. O fato é que nem sempre você ficará ao lado da maioria. Portanto, será preciso fazer concessões e lidar com divergências nesse sentido — discussões e acordos fazem parte desse tipo de convivência.

Diferenças entre condomínio e loteamento fechado

A primeira e grande diferença entre ambos é que os loteamentos são regidos pela Lei nº 6.766/79 e consistem na subdivisão de uma área maior — também conhecida como gleba — em áreas menores, que são os lotes. Outras características são a abertura de novas vias e o muramento do perímetro, que ocorre no final do processo.

Os condomínios, por sua vez, são regidos pela Lei 4.591/64. Nesses locais, todas as áreas são privadas: vias de circulação, lote e espaços comuns. A parte de cada morador, chamada de fração ideal, é definida por um cálculo específico.

Nos loteamentos, as áreas internas e as vias comuns são públicas. Ou seja, a portaria não pode impedir o acesso de terceiros. Ainda assim, as prefeituras podem fazer uma concessão para que os moradores cuidem do fechamento, da manutenção e da conservação das vias de acesso e circulação. Nos condomínios, a restrição à entrada de terceiros pode ser feita normalmente.

Agora que você já sabe dos benefícios e desvantagens de investir em um condomínio fechado, está na hora de conferir os itens que merecem atenção no contrato de um imóvel!

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 27 de Março de 2018 | Atualizado em 25 de Setembro de 2018.

casa em condomínio fechado casa em condomínio fechado casa em condomínio casa em condomínio condomínio fechado condomínio fechado

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.