Meu Primeiro Imóvel

8 sinais de que chegou a hora de reformar o apartamento

Saiba porque reformar o apartamento não é só questão de estética, mas sim uma necessidade para melhorar o uso do imóvel.

Com o passar dos anos, os imóveis acabam perdendo parte da sua funcionalidade e comodidade, pois surgem novas tecnologias, móveis e objetos que proporcionam maior conforto aos moradores. Algumas pessoas, quando o assunto é reformar o apartamento, não medem esforços; outras, adiam o máximo possível.

Bem, é interessante observar que a reforma nem sempre é por questões estéticas, pois existem fatores que comprometem toda a estrutura do imóvel. Por isso, é bom ficar atento aos sinais que o seu imóvel anda indicando.

Para auxiliá-lo a identificar quais são esses sinais, elaboramos um post com algumas situações que demonstram que o seu apartamento precisa de uma reforma. Acompanhe!

1. Infiltrações

O surgimento de infiltrações é um indicador de problemas na construção, o que ocorre tanto em casas como apartamentos. Os sinais mais comuns de infiltração são o mofo, o estufamento ou escurecimento das paredes e o descolamento dos azulejos e pisos.

Esse problema pode vir das paredes, do teto, do piso, falhas na impermeabilização ou, até mesmo, uma tubulação rompida, quando não resolvida, é capaz de danificar as estruturas da construção. Cabe frisar, no entanto, que não basta apenas consertar o local, é necessário descobrir a origem do problema para saná-lo de uma vez por todas.

2. Instalações com problemas

Problemas nas instalações elétricas é um caso sério, pois isso compromete toda a funcionalidade do apartamento, podendo, inclusive, queimar diversos aparelhos elétricos. A validade das instalações é variável de acordo com a construção e também com a espécie do produto utilizado, por isso é sempre bom ficar de olho nos sinais.

Curtos circuitos ou quedas repentinas da chave elétrica são exemplos de que a fiação é muito antiga ou não tem mais capacidade para suportar a demanda do imóvel. Nesses casos, o ideal é pedir a análise de um profissional qualificado para verificar a necessidade de trocar a fiação do imóvel. É importante lembrar que fiações antigas podem gerar sérios acidentes, a exemplo dos incêndios.

3. Pisos e pinturas descascando

É natural que os pisos e as paredes tenham um desgaste com o passar dos anos, sendo, em razão disso, um sinal visível da necessidade de reformas. Em relação às pinturas, recomenda-se que, a cada 5 anos, as paredes sejam novamente pintadas.

Embora esse tipo de reforma ocasione alguns transtornos, além de melhorar a funcionalidade do ambiente, acabam por repaginar todo o imóvel. Porém, é sempre bom lembrar que uma boa manutenção pode postergar a necessidade de reformas, pois, se bem preservados, pisos e pinturas podem durar por muito tempo.

4. Esquadrias antigas

Além das mudanças estéticas, é normal que elas não isolem mais o ambiente ou comecem a emperrar. Atualmente, existem várias esquadrias de fácil manutenção e aplicação, como aquelas que possuem vidro duplo para o isolamento acústico e térmico.

Além disso, novas esquadrias podem conferir um "ar" mais confortável e estiloso para o apartamento, garantindo, inclusive, uma melhor iluminação aos ambientes.

5. Ambientes pequenos

O tempo passa e a família geralmente aumenta, as pessoas casam, têm filhos, adotam animais de estimação e a casa se torna cada vez menor. Além disso, o estilo e a situação de vida também evoluem, de modo que reformas são necessárias para adaptar os ambientes.

Otimizar e priorizar ambientes é uma boa ideia, pois permite que o imóvel se torne funcional e espaçoso. O que acha de reformar aquele "quartinho da bagunça" em uma sala de televisão nova ou um escritório? Possibilidades não faltam, basta analisar quais são as prioridades para os membros da família e, depois, "mão na massa".

Se for possível, contrate um design de interiores para auxiliá-lo nessa tarefa, que é o profissional competente para arrumar os ambientes levando em consideração a estética, a funcionalidade, o conforto e, acima de tudo, os desejos e necessidades dos moradores.

6. Falta de sustentabilidade

preservação do ambiente é sempre uma questão atual, de modo que muitas construções, atualmente, são desenvolvidas com vistas à preservação do meio ambiente, por exemplo, o uso de painéis solares.

Imóveis mais antigos tendem a gastar e poluir muito o planeta, além de consumirem muito mais energia e água, aumentando, em consequência, os gastos do proprietário. Se você está nessa situação, está na hora de reformar o apartamento e buscar soluções mais sustentáveis.

Além de contribuir para a preservação do nosso planeta, você estará economizando todos os meses uma quantia considerável de dinheiro e poderá, em consequência, investir em outros projetos para o seu imóvel.

7. Furos na madeira e pó granulado

Caso verificar furos na madeira, analise os arredores e veja se há alguma espécie de pó granulado, oriundo da madeira furada. Se a resposta for positiva, é provável que seu imóvel esteja infectado por cupins.

Dentre os principais problemas causados, os cupins produzem uma espécie de substância ácida que, somada aos restos de saliva e fezes desses insetos, causam grandes danos às fiações elétricas. Além disso, quando a infestação é alta, a estrutura do imóvel fica comprometida, correndo o risco de desabar.

Esses "bichinhos" podem fazer um estrago imenso quando não tomadas as providências necessárias. Em alguns casos mais simples, a dedetização já é suficiente; em outros, somente com a troca de toda a estrutura ou móveis.

8. Falta de espaço para os objetos

Imóveis antigos tendem a não ter móveis bem planejados e úteis, razão pela qual falta espaço para guardar todos os objetos que vão se acumulando com o passar dos anos. Se você está passando por essa situação, talvez seja a hora de chamar um marceneiro e mudar algumas coisas.

Além de uma aparência mais sofisticada, introduzir móveis planejados, de acordo com as especificidades do seu apartamento, pode otimizar os ambientes e contribuir para o aumento do espaço de convivência e armazenamento dos objetos. Outro ponto importante dos móveis planejados é a qualidade dos materiais utilizados, que, geralmente, é bem superior aos móveis prontos.

E aí, identificou algum desses sinais no seu apartamento? Lembre-se que reformar o apartamento não é só questão de estética, mas sim uma necessidade para melhorar o uso do imóvel para os moradores. Para o menor sinal, dê toda a sua atenção, pois o problema pode ser mais sério do que você imagina — não se esqueça de que um simples furo na madeira pode representar uma "legião" de cupins!

Se animou com a reforma? Não deixe de ler o nosso guia completo sobre consórcio para construção! Veja as nossas dicas para ter um bom resultado e ainda economizar nesse momento!

Consorcio Para Construcao Tudo Que Voce Precisa Saber Sobre O Assunto