Meu Primeiro Imóvel

Vai construir ou reformar? Saiba como contratar mão de obra para construção

Você sabe o que considerar na escolha da mão de obra para sua reforma ou construção? Ajudamos você no nosso artigo!

Construir ou reformar exige sempre um bom planejamento para que a obra não se torne um verdadeiro tormento. A mão de obra para construção costuma ser uma das principais preocupações, e não é por menos: de nada adianta ter boas ideias, montar um belo projeto, se quem for executar não souber exatamente o que está fazendo.

Por isso, neste post vamos falar sobre como escolher a mão de obra para sua construção. Continue lendo e confira!

O que levar em consideração na escolha da mão de obra?

A escolha da mão de obra é um momento primordial para qualquer reforma ou construção. Você, com certeza, já deve ter conhecido alguém que passou por problemas ao escolher o pedreiro, pintor ou arquiteto errado, certo?

E para que você não precise passar pela mesma situação, não poupe cuidados na hora da pesquisa. Abaixo, falamos melhor sobre o assunto.

Peça indicações

Dizem que a propaganda boca a boca é a melhor de todas, e essa lógica não está completamente errada. Um serviço bem-feito gera clientes satisfeitos que, por sua vez, não pensarão duas vezes na hora de indicar para amigos e conhecidos.

Portanto, converse com pessoas do seu círculo de convivência e peça indicações de profissionais das áreas que você estiver procurando. Pergunte como foi o trabalho, a finalização, o preço cobrado e, se possível, peça para ver o trabalho realizado.

Faça orçamentos detalhados

Depois de conseguir algumas indicações, chegou o momento de entrar em contato com cada um dos profissionais indicados.

Não poupe tempo nessa etapa e converse tranquilamente com cada um deles, tirando todas as suas possíveis dúvidas. Mostre tudo o que pretende fazer e ao final peça para que ele entregue um orçamento detalhado do que será realizado.

Peça para ele estipular o prazo da obra, se será necessário contratar ajudantes, quais são os materiais que ele trabalha, o horário de trabalho e o que não está incluso no orçamento.

Busque os trabalhos realizados

Independentemente de como você descobriu a mão de obra que será usada na sua obra, sempre busque pelos trabalhos que ele já fez. Atualmente, praticamente todo mundo cria uma rede social para divulgar seus serviços. Se esse for o caso, busque o perfil e confira com bastante atenção não apenas as fotos, mas também os comentários.

Se o profissional que você estiver cogitando não tiver Instagram ou Facebook, por exemplo, não tem problema. Peça para que ele leve algumas fotos ou algo do tipo, para se certificar de que o trabalho é realmente é bom.

Como economizar com mão de obra para construção?

Economizar é palavra de ordem para praticamente qualquer pessoa, e isso não é diferente no momento de construir ou reformar. Nós sabemos que você vai precisar se preocupar com diversos fatores que exigem atenção, além de ter cuidado para não comprar gato por lebre, como diz a sabedoria popular.

Portanto, para que o seu orçamento não fique prejudicado e você consiga fazer a reforma do jeito que sempre sonhou, utilizando produtos de boa qualidade e acabamentos com os detalhes que deseja, é importante ficar atento com os profissionais contratados.

Em primeiro lugar por que são eles que vão ditar o andamento da sua obra. Você pode até conhecer bem o seu projeto, ter noções de o que será feito, mas os especialistas são aquelas pessoas que você contratou. Se eles são desorganizados, podem acabar utilizando mais material do que deveriam, por exemplo.

Logo, se você quiser economizar com a mão de obra para construção e manter a qualidade do serviço prestado, é importante se ater a alguns detalhes. Falamos mais sobre eles abaixo.

Decida o que você quer

Uma maneira de economizar é saber exatamente o que você quer. Nada de ficar na indecisão e deixar que o arquiteto, pedreiro ou eletricista decida as coisas no seu lugar. Primeiro, porque você corre o risco de não gostar das ideias que o profissional tem sobre o que é melhor para a sua casa e, segundo, porque sem conhecer bem as suas possibilidades, ele pode indicar algo que não está de acordo com o seu orçamento.

Então, se você for falar com o arquiteto, por exemplo, saiba explicar exatamente o que deseja para que ele monte o projeto dentro das suas necessidades e possibilidades. O mesmo acontece com o mestre de obras, o pintor, quem for colocar o papel de parede no seu quarto, entre outros.

Procure por pacotes

Sabe quando você pega um táxi e uma curta distância fica quase o mesmo preço do que aquela que é um pouco mais longe? Isso acontece porque para basicamente toda a prestação de serviços há o mínimo a ser cobrado, ou seja, aquele preço inicial para que o prestador de serviço saia da sua casa e vá trabalhar para você.

Portanto, às vezes vale negociar pacotes com os profissionais e fechar o maior número de atividades com uma mesma pessoa. Logo, verifique com o mestre de obras se ele pode cuidar da construção e acabamentos, como assentamento do piso, rejunte e, até quem sabe, da pintura.

Mesmo que ele não saiba fazer tudo, alguém da equipe pode saber ou conhecer alguém capacitado. Apenas tome cuidado para não contratar pessoas generalistas, que fazem um pouco de cada coisa, mas não dominam absolutamente nada.

Nunca esqueça de fazer a pesquisa prévia sobre a qualidade do trabalho antes de negociar qualquer preço.

Não pague de uma vez

Você tem algum conhecido que ao construir ou reformar pagou adiantado para negociar um desconto e o prestador de serviço simplesmente sumiu? Pois bem! Nunca faça isso. Feche um valor inicial e depois acerte os pagamentos por semana ou a cada etapa finalizada.

Essa estratégia vai proteger a sua obra de calotes, além de estimular o profissional a trabalhar dentro do prazo estipulado, porque, caso contrário, ele não recebe.

Como economizar na hora de construir ou reformar?

Praticamente todos os conselhos citados neste texto se aplicam para responder essa pergunta. Não tem erro: é preciso pesquisar e pesquisar. Fazer orçamentos nas mais variadas lojas e ter clareza do quanto você pode gastar para não se endividar.

A diferença é que nesse ponto, se você tiver uma boa reserva financeira pode negociar pagamentos à vista com os fornecedores e, dessa maneira, garantir bons descontos.

Portanto, a não ser que a reforma seja muito urgente, resista à tentação de fazê-la de qualquer maneira, pedindo empréstimos, por exemplo. Se organize, poupe, faça um consórcio e se planeje Essa é a melhor alternativa para que o seu sonho não se torne um pesadelo e você consiga fazer a construção ou reforma tão desejada.

Gostou do post e está planejando uma obra? Então, leia o nosso e-book sobre como fazer uso do consórcio para construir ou reformar a sua casa!

Consorcio Para Construcao Tudo Que Voce Precisa Saber Sobre O Assunto Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.