O que é patrimônio pessoal e como construir um

Você sabe o que é patrimônio pessoal e como montar um? Leia o nosso post e comece a pensar no seu futuro!
  • Atualizado em July 9, 2021
  • Publicado em August 5, 2019
  • Planejamento Financeiro

Quando pensamos em comprar a casa própria é comum ouvirmos que essa é uma boa maneira de construir um patrimônio. Mas, você sabe exatamente o que é patrimônio pessoal? Trata-se de um conjunto de bens duráveis, pagamentos a receber, direitos e obrigações que uma pessoa acumula ao longo da vida.

Agora que você já sabe o que é patrimônio pessoal, considere que esse conjunto deve ter como principal objetivo gerar tranquilidade para o futuro, em especial no período de aposentadoria. Também deve ter em vista a proteção da família. Alguns bens, por exemplo, podem ser adquiridos com o intuito de serem deixados como herança aos filhos.

Quer saber como construir e aumentar o seu patrimônio pessoal? Siga os passos abaixo!

O que é patrimônio pessoal e quais tipos de bens podem fazer parte dele?

Diversos bens podem formar o patrimônio pessoal de um cidadão. Eles são itens que têm valor econômico e podem ser convertidos em dinheiro. Como exemplo, carros, motocicletas, maquinários, pontos comerciais, edificações, lotes de terra, entre outros.

Quais são as principais dicas para construir um patrimônio pessoal?

Os recursos financeiros também fazem parte do patrimônio pessoal, ainda que estejam depositados em contas-correntes ou investidos em aplicações financeiras. Para conseguir ter rendimentos provenientes desses bens, é necessário ter alguns cuidados e aplicar com segurança. Veja a seguir as dicas mais relevantes sobre como aumentar o patrimônio pessoal.

Fazer um planejamento financeiro

Defina os objetivos que precisam ser alcançados nos próximos meses. Crie uma planilha e registre nela as metas com os respectivos prazos para que elas sejam atendidas. Liste todos os seus ganhos em uma coluna e os gastos em outra para fazer avaliações. Assim, acompanhe mensalmente as suas conquistas e tenha uma visão clara da realidade.

Reduzir os gastos

Analise a sua planilha de gastos e procure eliminar aqueles que são supérfluos. Otimize as suas despesas cortando ou reduzindo os custos de internet, TV a cabo, academia etc. Mantenha apenas as suas prioridades para que consiga economizar uma quantia mensal que será destinada a novos investimentos e à construção do seu patrimônio pessoal.

Começar a investir

Comece a investir o seu dinheiro de forma segura para ter um futuro mais estável. Os investimentos são uma ótima alternativa, mas você precisa conhecer o seu próprio perfil primeiro para, depois, começar a fazer aplicações. Existem opções para quem tem o perfil moderado e arrojado.

Para investir podemos mencionar os fundo de renda fixa e variável, títulos públicos conhecidos como Tesouro Direto. Contudo, você pode optar pelos títulos privados que tiverem alta liquidez ou pelas ações que são negociadas diariamente na bolsa de valores. Nesse caso, o risco será maior, porém, o potencial de ganho também se elevará.

Já as LCAs e LCIs têm uma liquidez baixa e, normalmente, são pós-fixadas, voltadas para o financiamento de projetos imobiliários ou agropecuários.

Como construir o seu patrimônio pessoal?

Formar um patrimônio pessoal que permita ter uma boa qualidade de vida vai além de ganhar muito dinheiro: exige planejamento financeiro e, principalmente, saber fazer os investimentos certos. Isso porque altos salários podem não durar para sempre, e é necessário estar preparado para possíveis quedas no faturamento.

Um patrimônio pessoal sólido não depende de uma única fonte de renda. Seu objetivo é fazer com que o padrão de vida não oscile apenas por conta de um mau momento do mercado de trabalho ou desvalorização de uma carreira.

Como aumentar o patrimônio pessoal com imóveis?

Entre os investimentos à disposição de quem quer aumentar o seu patrimônio pessoal estão os chamados bens imóveis — casa, apartamento, terreno, chácara, flat, loft, studio e kitnet, por exemplo.

Eles têm como características gerar renda com aluguel e também dar rentabilidade na hora da venda por conta da valorização dos preços do mercado ao longo do tempo. Por oferecer duas formas de rentabilidade, a aquisição do bem pode ser considerada de baixo risco para o investidor em médio e longo prazo.

Por falar nisso, é importante que o investidor conheça o seu perfil de risco ao montar seu patrimônio. Caso seja mais conservador, deve ter foco em aplicações mais seguras, como imóveis e renda fixa. Veja abaixo como é possível aumentar o patrimônio pessoal adquirindo imóveis e terrenos!

Imóveis para moradia

A compra de um imóvel para moradia permite sair do aluguel e, consequentemente, ajuda a poupar para a construção de um patrimônio. Ter um imóvel próprio proporciona conforto e maior estabilidade de gastos, já que contratos de aluguel podem ser interrompidos unilateralmente por proprietários, causando transtornos e despesas com mudanças.

Um imóvel permite ainda obter renda extra em momentos de apertos no orçamento. É possível alugar periodicamente um quarto que está sobrando ou a unidade toda durante uma viagem de férias, por exemplo. Vale ressaltar que os imóveis que são comprados para locação geram rendimentos contínuos que podem ser utilizados como uma espécie de aposentadoria no futuro.

Imóveis para investir

Adquirir um segundo imóvel com o objetivo de investir pode render bons ganhos com aluguel e valorização de preços. A dica é optar por unidades em lugares bem localizados ou com potencial de valorização. Dessa forma, é possível garantir uma renda extra que será muito importante em possíveis períodos de desemprego ou de inatividade do mercado de trabalho.

Quando o proprietário de um segundo imóvel decidir se aposentar, a renda obtida com o aluguel pode complementar o valor do benefício recebido da Previdência Social ou outro órgão do governo. Além disso, nessa etapa da vida ele pode vender o imóvel e embolsar ganhos com a valorização do bem ao longo dos anos.

Terrenos

Assim como imóveis para moradia e para investir, comprar terrenos permite ter um bom ganho com a valorização da área em médio e longo prazo. A vantagem do terreno para investidores que queiram apostar na valorização da área ao longo dos anos é que eles não geram tantos custos quanto os imóveis construídos.

Casas ou apartamentos podem exigir a obtenção de uma renda com aluguel para custear as despesas fixas, como a taxa do condomínio, serviços de segurança, limpeza, manutenção das edificações, jardinagem etc. Isso não acontece quando você adquire um terreno, pois terá apenas que cercá-lo ou fechá-lo para evitar que pessoas mal intencionadas tentem invadi-lo.

Reformas

Reformas feitas em um imóvel próprio ou comprado para investimento também são maneiras de aumentar o patrimônio pessoal, já que permitem que a unidade seja vendida por um valor maior no futuro. Além de valorizar o bem, móveis planejados, painéis solares e iluminação embutida são alguns exemplos de aprimoramentos que também permitem obter benefícios fiscais.

Adicionar os custos de melhorias no valor de aquisição da unidade registrado na Declaração do Imposto de Renda permite que o contribuinte consiga diminuir a diferença entre o preço de aquisição e o valor de venda do imóvel. Quanto menor for a diferença, menor será o valor do imposto a pagar em uma eventual venda.

Por que o consórcio é uma boa opção para aumentar o patrimônio?

Ficou interessado em comprar um imóvel ou terreno para aumentar o seu patrimônio? Saiba que o consórcio imobiliário é um meio flexível e econômico para atingir essas metas. Essa opção permite que um grupo de pessoas se unam para poupar em conjunto e comprar os bens ou realizar serviços, como reformas. Veja mais detalhes!

Contribuições mensais

Os integrantes do grupo contribuem mensalmente para que todos consigam atingir o objetivo. As contemplações acontecem todos os meses.

A contemplação no consórcio é feita por meio de sorteios, que determinam de forma aleatória quem será contemplado, ou seja, todos os participantes concorrem em iguais condições, desde que estejam com suas parcelas em dia.

Para quem não quer depender da sorte, é possível ofertar um lance, que basicamente são antecipações de pagamentos que podem, de acordo com as regras do grupo, adiantar a contemplação de um consorciado. Todo mês, vários participantes podem ofertar lances, mas só o vencedor precisa, de fato, efetuar o pagamento.

Investimento planejado

Quem opta pelo consórcio de imóveis não precisa decidir em qual tipo de bem investir até que seja contemplado com o valor, desde que seja dentro do segmento contratado (imóveis ou veículos, por exemplo). Isso permitirá tempo para planejar qual será a melhor aplicação.

Aplicação do valor

Se mesmo depois da contemplação com a carta de crédito ainda não houver certeza sobre qual investimento dará o melhor retorno, o valor pode ficar aplicado, rendendo até o final do grupo de consórcio.

Agora que você sabe o que é patrimônio pessoal e como construir um, que tal pensar sobre as melhores formas de juntar dinheiro para garantir uma vida financeira tranquila? Um consórcio confiável é uma ótima opção para economizar e guardar recursos.

Gostaria de se manter atualizado sobre temas relacionados? Então, curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas publicações diariamente!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
attach_money
Planejamento Financeiro

Organizar a rotina: 9 hábitos para conseguir otimizar a sua

attach_money
Planejamento Financeiro

13 dicas de economia para ter mais dinheiro no fim do mês

attach_money
Planejamento Financeiro

6 maneiras de investir com pouco dinheiro e ter um bom retorno