5 passos para realizar a limpeza de apartamento de forma eficiente

Quer saber como fazer uma boa limpeza de apartamento? Então, não perca essas dicas incríveis que preparamos!
  • Atualizado em October 29, 2020
  • Publicado em October 29, 2020
  • Seu imóvel

Hoje é dia de limpeza de apartamento? Por mais intuitivo ou prático que seja um dia de faxina, seguir algumas dicas é fundamental para facilitar todo o processo e garantir que o lar fique limpo por mais tempo.

Além disso, se você está começando a fazer agora algumas atividades domésticas, saiba que é importante conferir alguns detalhes para evitar erros ou danos nos seus móveis.

A limpeza de sua residência é fundamental para garantir a segurança e a saúde dos moradores. Afinal, um ambiente higienizado previne diversas doenças que podem ser causadas por microrganismos, como bactérias, vírus, fungos, ácaros, entre outros.

No entanto, como fazer uma limpeza de apartamento eficiente? Neste post, vamos mostrar 5 passos essenciais para garantir uma boa faxina. Acompanhe!

1. Use produtos adequados

Para saber quais são os produtos adequados, você vai precisar saber quais são os materiais dos seus móveis, pisos, paredes e revestimentos. Cada matéria-prima tem suas especificidades, e algumas substâncias podem danificá-las severamente. Por isso, sempre pesquise se determinado produto é recomendado para limpar uma peça.

Por exemplo, a madeira absorve bastante a água. Por isso, é fundamental evitar limpá-la com um pano úmido, pois pode favorecer o acúmulo de fungos, promovendo o bolor e estragando a aparência do móvel. Nesse caso, prefira utilizar óleos, como o de peroba, para garantir o brilho da peça e criar uma camada de proteção à umidade.

Os produtos abrasivos, como as substâncias de cloro ativo, alvejantes e sapólios, são outros com os quais você precisa ter cuidado. No geral, eles são indicados para desinfetar locais como o banheiro ou a cozinha, aplicando-os nos azulejos, vasos sanitários, pias, entre outros. Portanto, evite usá-los em outras áreas.

Superfícies lisas, por sua vez, precisam ser higienizadas com materiais macios, como pano ou esponja. Isso é importante para evitar arranhões ou prejuízo na aparência das peças. Geralmente, o detergente neutro é indicado para esses materiais, pois ele não resseca nem danifica a estrutura. Essas dicas valem para porcelanato, móveis de metal, vidros, entre outros.

2. Mantenha uma ordem na limpeza

Seguir uma determinada ordem é uma maneira interessante de organizar a limpeza de apartamento. Começar dos últimos cômodos e só então seguir para os primeiros, por exemplo, evita sujar o que já foi limpo.

Além disso, é importante definir a melhor ordem dos procedimentos para você. Algumas pessoas, por exemplo, preferem começar varrendo a casa, cômodo por cômodo, para tirar a primeira camada de poeira.

Em seguida, optam por retirar o pó dos móveis para, assim, aplicar diversas dicas de organização e colocar tudo de volta ao seu devido lugar. Só depois de tudo estar pronto, passam o pano para finalizar a limpeza.

Isso parece viável para o seu caso? O ideal é testar diferentes formas até descobrir o que é melhor para você, seja varrer todos os cômodos para depois voltar e fazer os demais procedimentos, seja fazer todos os passos na sequência em cada cômodo, sem precisar voltar atrás. Desse modo, identifique qual método garante uma limpeza mais eficiente e repita-o até criar o hábito.

3. Defina cômodos com cuidados reforçados

Alguns cômodos precisam de cuidados reforçados por conta das atividades realizadas neles. Esse é o caso da cozinha e do banheiro. A primeira por ser o local onde são preparados os alimentos de toda a família, o segundo por ser o ambiente em que são feitas as necessidades fisiológicas e de higiene pessoal.

Cozinha

Dar uma atenção especial à cozinha, por exemplo, é limpar bem o fogão e o chão ao seu redor, a fim de tirar toda a gordura — isso ainda garante a segurança da casa, por evitar escorregões e quedas.

É importante também higienizar os azulejos, para que tanto a estética quanto a qualidade do material sejam mantidas. Cuidar bem dos detalhes aumenta a valorização do imóvel e evita a necessidade de reformas.

A pia, por ser um espaço úmido e que favorece o acúmulo de germes, também precisa de cuidados reforçados. Evitar deixar panos molhados e não usar a mesma esponja por muito tempo são formas de preservar a saúde e segurança de todos da casa.

Além disso, é imprescindível fazer uma faxina na geladeira periodicamente. Isso envolve retirar alimentos vencidos, identificar os que estão próximos da validade e organizar o cardápio da família para consumir tudo antes de estragar. Essa prática ainda contribui para a economia na hora de ir ao mercado, pois permite observar quais são os itens que você ainda tem na casa para não comprá-los sem necessidade.

Banheiro

O vaso sanitário, de fato, é o principal componente que precisa ser devidamente desinfetado no banheiro. No entanto, apesar de acumular uma grande quantidade de microrganismos, isso não significa que ele é o único espaço sujo.

A pia e os azulejos precisam também de uma limpeza profunda, principalmente se alguém na casa tem o costume de dar descarga com a tampa do vaso aberta, o que faz com que muitos microrganismos se espalhem pelo ambiente.

Além disso, tome as medidas necessárias para evitar o acúmulo de umidade em esponjas de banho ou toucas, pois elas favorecem a proliferação de fungos. Outra dica é nunca deixar peças íntimas secando no banheiro, por esse mesmo motivo.

4. Tenha cuidado com a umidade

Como visto, a umidade favorece o acúmulo de microrganismos que podem prejudicar a saúde dos moradores do apartamento, principalmente aqueles que têm alergia ao mofo. Por essa razão, veja sempre se não há nenhum vazamento, procure deixar os ambientes secos e garanta que os cômodos estejam bem ventilados.

Caso o seu apartamento tenha cômodos muito úmidos, aposte em produtos dessecantes, como o antimofo, naftalina ou sílica-gel. Vale a pena também procurar espécies de plantas que promovam a redução da umidade do ambiente.

5. Dê atenção ao descarte

Esse é outro ponto de grande importância durante a limpeza de apartamento: o descarte dos resíduos. Existem alguns objetos que não podem ser jogados no lixo comum, como é o caso das pilhas, baterias, lâmpadas, eletrônicos, remédios ou cartelas de comprimidos, óleo de cozinha e termômetro de mercúrio. Por isso, procure pontos de coleta desses itens e faça o descarte seguro.

Outra sugestão é reciclar e reaproveitar o seu lixo doméstico. Isso tem uma contribuição significativa para o meio ambiente, evitando a sobrecarga dos aterros sanitários e dando uma nova utilidade a diversas peças — inclusive, produtos reciclados são ótimos para serem usados na decoração.

E quem sabe você se interesse pelo assunto e aposte na compostagem? Essa é uma forma de reaproveitar os resíduos orgânicos para nutrir as plantas do apartamento. Assim, você reduz a produção de lixo em sua residência e cria um estilo de vida mais sustentável.

Como você pôde perceber, os cuidados para uma limpeza de apartamento eficiente são muitos, mas podem ser facilmente colocados em prática. No entanto, é fundamental manter uma periodicidade para a realização dos procedimentos, de acordo com a sua realidade e com as necessidades do ambiente. Por exemplo, o banheiro e a cozinha podem pedir pela higienização semanal, enquanto outros cômodos podem ser limpos quinzenalmente.

Gostou das dicas? Quer ler mais artigos para cuidar melhor da sua casa? Então, confira esses aplicativos de decoração para deixar o seu lar ainda mais criativo!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

6 dicas de decoração de sítios e chácaras

home
Seu imóvel

O que você deve observar ao construir uma casa?

home
Seu imóvel

Como escolher o terreno ideal para as suas necessidades?