Planejamento Financeiro

Educação financeira para adolescentes: saiba orientar seu filho

Quer ensinar seu filho sobre educação financeira? Confira nossas dicas e saiba por onde começar!

Quanto mais cedo você ensinar seu filho a administrar seu dinheiro, menos desafios ele vai enfrentar para administrar suas finanças na vida adulta. Por isso, a educação financeira para adolescentes deve ser iniciada o quanto antes.

Jovens são, geralmente, muito impulsivos e, em uma sociedade cada vez mais consumista, seu filho pode ficar endividado muito cedo. Isso porque é muito fácil ser envolvidopelas facilidades oferecidas pelo cartão de crédito e pelo cheque especial.

Mas a conta logo chega e costuma ser bem "salgada", pois os juros por inadimplência dessas modalidades de crédito são muito altos.

Se você quer ensinar seu filho a ter consciência financeira, mas não sabe por onde começar, continue a leitura do post de hoje, que daremos algumas dicas práticas.

Dê o exemplo

Não adianta querer ensinar para seu filho sobre consciência financeira se você mesmo não cuida bem do orçamento familiar. Então, antes de começar a ensinar o que fazer para poupar, você deve analisar sua situação para ver se está tudo em ordem.

Como vão suas dívidas de cartão de crédito? Estão em dia ou você sempre paga o mínimo? Você gasta muito com coisas supérfluas? Sempre está no cheque especial?

Se sua resposta for sim para a maioria das alternativas é melhor você se organizar, pois seu filho não vai dar atenção aos seus conselhos afinal, como alguém que não sabe administrar o próprio dinheiro pode ensinar para outra pessoa?

Ponha em prática a mesada educativa

Esqueça aqueles conselhos de que você não deve dar mesada para seu filho, que esse hábito vai estragá-lo e deixá-lo mal acostumado. O que não deve se feito é simplesmente dar dinheiro para o adolescente de graça — isso sim, pode ser prejudicial à educação financeira dele. Então, estipule um valor para a mesada e crie estratégias para que ele mereça cada centavo.

Aqui vale lembrar de uma história que viralizou na internet sobre como um pai que criou um método bastante interessante para calcular a mesada dos filhos. Ele retirava um certo valor por cada erro das crianças. Dessa forma, ele ensinava que o dinheiro não vem de graça e que eles tinham que trabalhar de alguma forma para conseguir o que queriam.

Crie os primeiros investimento para garantir o futuro de seu filho

Somente a mesada não é suficiente para dar uma boa educação financeira para adolescentes, você precisa ensinar a ele o valor de um bom investimento. Então, mesmo que você ofereça a ele um valor mensal, precisa investir em algo para garantir o futuro dele.

Uma boa alternativa é você fazer um consórcio de um carro ou de uma moto, por exemplo, para que ele tenha um bem quando alcançar a maioridade. Esse bem pode ser vendido no futuro para arcar com outras necessidades, como a graduação. Outra possibilidade é contratar um consórcio para fazer um intercâmbio no exterior.

Crie metas de economia mensal

Outro ponto importante na educação financeira para adolescentes é ensinar a eles como poupar o dinheiro. Se ele ganha R$ 200,00 de mesada, o ideal é orientá-lo a poupar R$ 100,00.

Assim, ele sempre terá uma reserva de dinheiro para alguma emergência ou eventualidade, como para comprar uma roupa nova para uma festa e trocar de celular, por exemplo. Isso é importante para que ele aprenda desde cedo que não deve gastar tudo que ganha.

Conte com a ajuda de jogos educativos

Se seu filho estiver no início da adolescência — por volta dos 12 anos de idade — fica mais difícil para ele entender o valor do dinheiro e a importância de ter controle sobre seus gastos. Nessa faixa etária, os adolescentes acham que ter grana é uma coisa muito fácil. Então, em vez de explicar, mostre a eles o conceito financeiro por meio de jogos.

Além dos tradicionais jogos como Banco Imobiliário e Jogo da Vida, você pode contar com a ajuda de games online voltados para o assunto, como o Mesadinha, por exemplo. Esses jogos ensinam de forma divertida como fazer a gestão do dinheiro e sobre a importância de um planejamento em longo prazo.

Incentive-os a usar apps de controle financeiro

Fazer controle de gastos para saber exatamente onde anda gastando seu dinheiro é a melhor forma de evitar o desperdício. Com a popularização dos smartphones essa tarefa ficou bem mais fácil, pois há diversos aplicativos no mercado voltados para o controle dos gastos mensais.

O GuiaBolso e Minhas Economias são dois exemplos de aplicativos bem práticos e simples de usar. Ambos possibilitam o controle de receitas e gastos e ainda podem ser conectados à conta bancária, além de oferecem diversos outros benefícios.

Deixe que ele cometa erros

Quando um filho adolescente comete erros, a primeira coisa que os pais querem fazer é ajudá-lo a resolver seu problema. Isso é normal, afinal, ninguém quer ver o filho em maus lençóis, principalmente quando se trata de dinheiro. Então, mesmo que você ensine e ainda acompanhe todos os gastos de seu filho, ele ainda pode cometer erros e se endividar.

E esse é o momento dele aprender como a boa gestão do dinheiro é importante. Por isso, em vez de ficar preocupado e ajudá-lo a pagar as contas, deixe que ele quite sua dívida sozinho. Claro que você pode emprestar o dinheiro, mas desde que combinem uma forma dele devolver a quantia dentro de alguns meses.

Por outro lado, quando o seu filho gastar toda a mesada e pedir dinheiro para fazer alguma atividade, como ir ao cinema, por exemplo, não empreste. Faça ele entender que aquela mesada é justamente para seus gastos supérfluos e que ele precisa aprender a viver com o próprio dinheiro.

Ele pode até ficar bravo, mas, no futuro, quando for adulto e responsável por suas próprias contas, ele vai entender que essa foi a melhor forma de ensiná-lo como andar com suas próprias pernas.

Essas são nossas dicas para você dar uma boa educação financeira para adolescentes. Experimente colocá-las em prática e observe os resultados.

Agora que você já sabe como educar financeiramente seu filho, veja como a tecnologia pode ajudar você nas finanças no nosso infográfico

Tecnologia E Financas 7 Passos Para Usar Essa Uniao A Seu Favor Banner Artigo Blog