Planejamento Financeiro

Home office com crianças: 9 dicas para trabalhar com os pequenos em casa

Home office com crianças: veja os maiores desafios e as boas soluções que sugerimos no nosso artigo!

Novos cenários e novos desafios pedem novas soluções. O trabalho em casa é uma prática cada vez mais adotada, o que faz com que o home office com crianças seja uma realidade para muitas famílias. A cultura do trabalho na era da transformação digital traz esse e outros conceitos, baseados em flexibilização, qualidade de vida e economia.

No entanto, em algumas circunstâncias, o desafio pode ser grande. Como trabalhar com crianças em casa? Com organização, conversa, paciência e empenho de todas as partes, é perfeitamente possível. Veja nossas dicas.

1. Estabeleça as "regras do jogo"

Pra começar, uma boa conversa com o "time" é fundamental. Explique a parte deles nesse contexto, que é tão importante quanto a dos adultos. 

Mostre que o fato de os pais estarem o dia todo em casa não significa que estarão disponíveis a qualquer momento. Diga a eles que sua concentração não pode ser perturbada, mas que vocês terão seus momentos juntos.

Aproveite o momento para exercitar o espírito de colaboração, responsabilidade e consciência dos pequenos.

2. Planeje o dia de home office com crianças

A disciplina e o planejamento são os maiores aliados do home office com crianças. Comece pelo seu: faça o levantamento das suas tarefas, organize-as por prioridade de entrega e prazo e alinhe as demandas com os demais membros da sua equipe. 

Lembre-se de resolver as tarefas de modo a não criar gargalos para ninguém. Alerte colegas ou colaboradores de que o atraso em um ponto da "esteira de produção" impacta toda a cadeia. 

Há diversas ferramentas online que ajudam na comunicação, organização e gestão de tarefas. Se você ainda não usa, vale a pena experimentar, seja para o trabalho em equipe, seja para o uso próprio.

A partir da sua programação, é hora de elaborar a parte "júnior" da equipe.

3. Programe as atividades do dia da criança

Com o seu planejamento em mãos, fica mais fácil elaborar o dos pequenos. Seu período da manhã pede mais concentração? Programe atividades infantis que pedem autonomia, atenção e que ocupem mais tempo, como uma leitura ou um filme.

No período em que suas próprias tarefas serão mais leves, é possível uma maior interação. A brincadeira pode ser a "participação" das crianças na empresa, para que também tenham que entregar tarefas. Peça aos pequenos que façam um desenho bem bacana para motivar os outros membros da equipe, por exemplo.

Encontre o equilíbrio entre os momentos de estímulo ao senso de responsabilidade, sem deixar de lado o momento lúdico e criativo. Não se preocupe se a criança demonstrar tédio: explique que é exatamente essa a hora de colocar a criatividade para funcionar.

4. Organize ambientes separados

Separar os ambientes da casa para trabalho e brincadeira é fundamental. Isso evita interrupções e ajuda a manter a produtividade. 

Home office com crianças significa que o silêncio pode ser comprometido. Se, mesmo com a divisão de ambientes, o barulho delas atrapalha sua concentração, experimente pesquisar uma playlist com músicas que auxiliam a manter o foco.

Falando em ambiente de trabalho, procure organizar seu espaço de forma a manter a concentração. Muita informação e poluição visual (leia-se: bagunça!) distraem e podem até cansar mais. 

Mantenha o ambiente em ordem, retire copos e xícaras esquecidos sobre a mesa, ordene papéis e use um quadro com post-its para anotações importantes.

5. Trabalhe a educação financeira infantil

O home office com crianças também envolve conscientizá-las sobre trabalho e questões que envolvem finanças. Esse é um excelente tema para trabalhar a educação financeira infantil.

Mostre a elas que há toda uma mobilização dos pais para organizar seu trabalho e como isso é positivo para a saúde financeira da família. 

Há diversas formas de abordar o tema e ensinar de forma lúdica e divertida. É possível utilizar jogos (como Banco Imobiliário), contar histórias que ensinem sobre economia (como a cigarra e a formiga) e dar noções importantes de consumo consciente.

6. Institua uma mesada educativa

Já que falamos em educação financeira, uma boa ideia é instituir a mesada educativa. Ela é uma forma de materializar ensinamentos que podem soar abstratos, dependendo da idade da criança.

Se o home office com crianças envolve planejamento, responsabilidade e consciência, a mesada educativa pode ser um ótimo exercício. Além disso, pode vir a ser uma ferramenta para premiar conquistas extras, além das obrigações de rotina.

A mesada educativa ensina matemática, noções de administração, planejamento, a estabelecer prioridades e até mesmo a lidar com frustrações. Pesquise sobre a sua importância e sobre as boas formas de começar.

7. Prepare-se para videochamadas

Você já deve ter assistido a vídeos engraçadíssimos de pais em videochamadas, nos quais de repente aparece uma criança correndo ou algum desavisado surge vestido inadequadamente. Para descontrair, veja no YouTube o momento em que as crianças e a mãe entram diante da câmera durante uma entrevista ao vivo.

Apesar de hilárias, melhor evitar essas situações, não é mesmo? Em momentos mais sensíveis, avise a todos que você precisa de silêncio e privacidade. Previna-se: deixe a porta fechada e cole um bilhete pedindo para não entrarem.

8. Programe suas próprias pausas

Mesmo que o home office com crianças demande disciplina e planejamentos especiais, não deixe de tirar proveito dessa experiência.

A proximidade com os filhos e o fato de estar em casa possibilitam aproveitar o tempo com mais qualidade. Você não vai precisar enfrentar trânsito, pagar caro por refeições na rua e ainda pode melhorar a qualidade da alimentação.

Ganhando tempo, você pode distribuí-lo de uma forma mais confortável. Prefere pegar mais firme e acabar mais cedo? Ou acha melhor se permitir algumas pausas para espairecer e estimular a criatividade? Seja como for, desfrute desse benefício.

9. Se possível, reveze com outro adulto da casa

O home office com crianças será feito em dupla? Melhor ainda. Dividir as responsabilidades com um par vai possibilitar a atuação em turnos e aliviar o trabalho para as duas partes.

Dependendo da idade das crianças, já é possível estimular a autonomia delas em algumas tarefas, sem a necessidade de supervisão de um adulto o tempo todo. Elas podem, por exemplo, preparar o próprio lanche.

Uma outra forma de manter a supervisão sem necessariamente estar presente são os aplicativos de controle parental. Alguns dispositivos, como smartphones e tablets, podem ser monitorados a distância, estabelecendo limite de tempo de uso e também selecionando o que pode ser acessado pela criança. Bastante útil, não é mesmo?

O home office com crianças pode ser algo produtivo e prazeroso. Para isso, a disciplina, a organização e o planejamento são fundamentais. Trabalhar com essas premissas pode garantir uma ótima experiência em todos os sentidos. 

Já que estamos falando sobre trabalho e finanças em família, que tal saber mais sobre o assunto? Descubra como engajar os pequenos no planejamento familiar, lendo nosso artigo sobre o assunto!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.