Confira 5 dicas essenciais de como reduzir o consumo de plástico!

Neste post, conheça 5 ótimas dicas para ajudar você a reduzir o consumo de plástico no dia a dia!
  • Atualizado em June 25, 2021
  • Publicado em June 25, 2021
  • Sustentabilidade

Você já parou para pensar no impacto de adotar práticas mais sustentáveis no dia a dia, como reduzir o consumo de plástico? Esse material está presente em diversos itens do cotidiano, porém, é capaz de trazer sérios danos ao planeta e à própria saúde humana.

Tem interesse em saber o que você pode fazer para reduzir o consumo de materiais feitos de plástico e contribuir com o meio ambiente? Então, confira 5 dicas essenciais para adotar em sua rotina!

Quais os impactos do uso do plástico?

O plástico tem origem no petróleo. O seu processo de produção passa pela extração da matéria-prima, refinamento e diversas outras etapas que promovem a poluição do meio ambiente e o desperdício de recursos naturais.

Outro grande problema do plástico é que, embora ele seja reciclável, o seu descarte nem sempre é feito apropriadamente. Isso faz com que esse material, que leva mais de 100 anos para se degradar completamente, vá parar em rios, mares e, até mesmo, nos lençóis freáticos. Sem contar que ele produz substâncias tóxicas quando é queimado.

Além disso, uma das consequências do acúmulo de plástico em ambientes indevidos é que ele se parte em várias partículas, chamadas de microplásticos. Essas substâncias têm alto poder poluente e invadem os mais diversos espaços possíveis.

Como consequência pelo uso excessivo de itens fabricados com plástico, temos:

Como reduzir o consumo de plástico no dia a dia?

Olhe ao seu redor e tente identificar a quantidade de produtos feitos de plástico que você tem em casa. O material está presente nas tintas, roupas, cosméticos, entre vários outros itens que fazem parte do seu dia a dia.

É por isso que a busca pela redução do consumo de plástico exerce uma grande influência no impacto que esse material causa no meio ambiente e na vida, no geral. No entanto, muitas pessoas têm dificuldade em saber como substituí-lo.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas práticas que podem ser aplicadas na rotina para diminuir o uso e a produção de lixo plástico. Confira!

1. Compre alimentos a granel

Nas compras com a alimentação, uma família lida com um alto consumo de plástico. Afinal, esse material é utilizado na maioria das embalagens e oferece uma boa proteção contra agentes externos.

Contudo, ele não é a única opção de material para embalar alimentos e existem diversas práticas positivas para reduzir o seu uso. Uma opção é dar preferência às embalagens de papel ou reutilizáveis, como as de vidro.

Há também a alternativa de comprar produtos a granel. Assim, além de ter a possibilidade de escolher a quantidade que você vai, de fato, precisar dos itens e ter uma boa economia doméstica, é possível utilizar sacos de papel e de pano, que são reutilizáveis, para carregar as compras.

2. Use canudinhos de papel ou de metal

Algumas regiões, como o estado de São Paulo, estão proibindo o uso de canudos plásticos nos estabelecimentos (Lei n°17.110/19). Isso já é um ótimo avanço, pois esses itens eram descartados de forma prejudicial ao meio ambiente.

No lugar dos canudos de plástico, você pode utilizar itens de papel ou de metal. A segunda opção é ainda mais viável, pois ela é reutilizável e evita a produção de lixo. Afinal, ainda que seja biodegradável, continua sendo um resíduo desnecessário.

3. Substitua a sacola do mercado por uma de tecido

As sacolas plásticas distribuídas nos mercados também são prejudiciais ao meio ambiente e podem ser facilmente substituídas por ecobags, bolsas de pano e carrinhos de feira.

4. Repense no uso de diversos produtos

Não são apenas as sacolas, canudos e embalagens de produtos no mercado que podem ser substituídos. Existem várias alternativas que oferecem um melhor custo-benefício sobre uma proposta mais sustentável e que podem ser facilmente adotadas no dia a dia.

Lembra que o plástico está presente até mesmo nas roupas? Então, que tal trocar as peças de tecido sintético pelas de algodão? Assim, você literalmente veste a camisa da sustentabilidade.

O seu hábito de consumo também pode influenciar outras pessoas, sabia? Se você pede sempre comida em um restaurante e nota que as embalagens do delivery são feitas de plástico, por que não sugerir a troca do material por um mais sustentável?

Além do mais, vários produtos do dia a dia feitos de plástico podem ser substituídos por materiais com menor dano ao meio ambiente, como:

  • garrafas d’água de metal;
  • esponja vegetal para lavar louças e tomar banho;
  • escovas de dente e de cabelo feitas de bambu;
  • filtro de café de pano;
  • talheres e copos de metal, silicone ou vidro para se alimentar fora de casa, entre várias outras opções.

Além disso, quando não puder fazer a troca do plástico por produtos mais sustentáveis, veja se é há a sua versão biodegradável. Lembre-se também de fazer a reciclagem e o reaproveitamento do lixo, sempre que possível.

5. Aposte no consumo consciente

O consumo consciente, por si só, já ajuda a ter um olhar mais crítico para os materiais que você compra. A proposta desse conceito é fazer com que se evite o desperdício e o gasto desnecessário. Assim, é possível contribuir para a preservação ambiental, saúde financeira e qualidade de vida.

O consumo consciente nada mais é que o ato de observar melhor as suas ações e refletir sobre os impactos que elas trazem no sentido social, ambiental e econômico. Dessa maneira, é possível tomar atitudes que ajudam a reduzir danos e contribuem para um mundo melhor.

Agora que você já sabe como reduzir o consumo de plástico no dia a dia, ajude nessa missão importante de conscientizar as pessoas para a adoção de práticas mais sustentáveis. Dessa maneira, é possível preservar os recursos naturais e promover mais bem-estar e qualidade de vida para todos.

Curtiu este post? Então, você deve gostar de ler também sobre o conceito de sustentabilidade social!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
eco
Sustentabilidade

O que torna um condomínio sustentável? Confira 6 fatores!

eco
Sustentabilidade

Coleta seletiva: sabia que é possível implementar essa prática em casa?

eco
Sustentabilidade

Horta vertical em apartamento: aprenda como fazer