Sustentabilidade

Conheça os cuidados com a captação de água da chuva e o seu reúso

Aprenda como fazer a captação de água da chuva para economizar e ainda ajudar a preservar o planeta.

A captação de água da chuva é uma excelente forma de contribuir para a preservação do meio ambiente e dos recursos naturais. Além disso, reutilizá-la também é uma oportunidade para você reduzir os custos das despesas mensais e, assim, ter mais dinheiro para investir nos seus projetos futuros, como trocar de carro ou até comprar um apartamento mais confortável para a sua família.

Embora proporcione tantos benefícios, muitos ainda nãos reutilizam a água por falta de informação sobre o assunto ou por acharem que é um processo difícil. No entanto, seguindo algumas medidas simples e colocando em prática alguns cuidados, todos podem melhorar o uso do sistema hídrico dentro de casa e reutilizar o que seria descartado. Quer saber como? Então, continue com a leitura e descubra o que fazer!

Entenda os dados de consumo de água no Brasil

Antes de começar o processo de captação de água da chuva para utilizar em casa, é muito importante entender alguns dados de consumo dos recursos hídricos no nosso país e os motivos pelos quais o reúso é imprescindível.

Para você ter uma ideia, em média, cada brasileiro utiliza cerca de 154 litros de água por dia, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento do Ministério das Cidades. Esse número é maior do que o limite indicado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que estabelece o uso de até 110 litros por dia.

Um estudo recente divulgado pela Agência Nacional de Águas (ANA) também alerta que o uso de água no país vai crescer em 24% até 2030. De acordo com a agência, se hoje o país tem um gasto de 2 milhões de litros de água por segundo, em 2030 o consumo será de 2,5 milhões de litros por segundo.

Mesmo que o Brasil tenha 12% de água doce no planeta, as mudanças climáticas e o uso desenfreado vai tornar o recurso cada vez mais escasso e prejudicar o abastecimento não apenas para as futuras gerações, mas para a população atual também.

O que você pode fazer?

Diante dessa situação, é fundamental que cada um faça a sua parte. Em primeiro lugar, descubra o quanto está sendo consumido no seu próprio lar. No site do G1 tem uma calculadora que indica se o uso de água da sua casa é maior do que o recomendado pela ONU. A ferramenta serve como uma referência, especialmente para quem mora em condomínio e não costuma acompanhar os dados de consumo.

Depois, verifique a possibilidade de captar, armazenar e utilizar a água da chuva. Afinal, essa é uma medida que traz muitas vantagens. De fato, a ação vai ajudar você a economizar água e a reduzir e controlar gastos, já que diminui o consumo via rede pública. Outras vantagens são os baixos custos para a captação e armazenamento e a redução do uso de água potável onde ela não é totalmente necessária, como nas descargas, na limpeza de pisos e até mesmo para irrigar plantas.

Somado a isso, tenha em mente que, além da captação de água da chuva, é possível reutilizar os recursos hídricos de muitas maneiras, tais como:

- usar a água do banho para a descarga no vaso sanitário;
- aproveitar o líquido do cozimento de legumes para outras receitas;
- reusar a água da máquina de lavar para limpeza;
- tomar banhos mais curtos;
- fechar a torneira na hora de lavar as louças e escovar os dentes;
- fazer coleta seletiva para evitar que o lixo contamine as fontes de água;
- prestar atenção em vazamentos e consertá-los.

Veja os componentes da captação de água da chuva

Agora que você já entendeu melhor sobre o consumo e a necessidade de preservar os recursos hídricos, vale a pena saber o que é preciso para fazer a captação de água da chuva.

Antes disso, um alerta importante: a água de reúso não é potável! Ou seja, você não pode usá-la para beber ou para cozinhar, combinado? Esse é um tipo de água que serve para usar de maneira bem específica, como para lavar objetos (bicicleta, carro ou moto) e de outras formas que vamos indicar mais adiante.

 Depois de considerar isso, é necessário ainda conhecer os quatro componentes básicos que devem fazer parte de um sistema de captação de água da chuva, conforme indicado abaixo.

Cisterna

Sem dúvidas, a cisterna é o elemento mais básico de qualquer sistema de captação. Ela consiste no local onde a água da chuva captada vai ficar armazenada. Existem diversos tamanhos, desde as maiores, que servem para casas e áreas mais espaçosas, até as menores, ideais para locais com pouco espaço ou até mesmo terraço de um apartamento. Lembre-se de que ela sempre deve estar fechada.

Filtro

Por sua vez, o filtro é um item necessário para separar os resíduos da água da chuva. Dependendo de onde a cisterna está instalada, ele pode retirar folhas, pedras e outros tipos de materiais que podem ter sido carregados com a água.

Sifão ladrão

O nome pode até parecer engraçado, mas o sifão ladrão também é essencial para o seu sistema de captação de água da chuva. O equipamento impede a entrada de animais ou materiais externos que podem contaminar a água dentro da cisterna. Além disso, impede que ocorra trasbordamento.

Bomba

Por fim, ainda é preciso ter uma bomba, para sugar a água da cisterna e direcioná-la para o local em que será utilizada. Ela pode se conectar à tubulação do vaso sanitário, por exemplo, ou mesmo ao sistema de irrigação do jardim. Existem diversas opções no mercado, e é necessário considerar a vazão e a altura da cisterna para escolher a mais adequada.

Saiba como utilizar a água de reúso

Diante da necessidade de preservar os recursos hídricos, condomínios mais novos já utilizam a água de reúso, tanto nas áreas comuns quanto nos próprios apartamentos. Esse tipo de água serve para limpeza, descargas do vaso sanitário, sistemas de resfriamento ou mesmo para lavar roupa. Para garantir o uso seguro, o sistema de captação, armazenamento e distribuição é diferente em relação ao da água potável.

Pensando no meio ambiente, muitas empresas e indústrias também estão adotando medidas para utilizar a água de reúso. O mesmo vale para a irrigação de áreas destinadas para a agricultura e pecuária, já que o consumo é bastante elevado.

Finalmente, você pode fazer uso desse tipo de recurso para a limpeza de pisos, lavar a calçada, terraço ou janelas, para a descarga sanitária e inclusive na máquina de lavar roupa. Além de colaborar para a preservação do planeta, ainda é possível reduzir os gastos do seu orçamento doméstico.

Agora que você já sabe bastante sobre captação de água da chuva e o seu uso, aproveite para baixar o nosso eBook e conhecer outras formas de consumo consciente!
Consumo Consciente Entenda A Importancia E Saiba Como Colocar Em Pratica Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.