O que é e como posso calcular a variação do INCC?

Você sabe o que representa a variação do INCC para quem compra um imóvel? Leia este artigo e aprenda como calculá-lo antes de tomar uma decisão.
  • Atualizado em July 21, 2021
  • Publicado em July 21, 2021
  • Seu imóvel

Você sabe como calcular a variação do Índice Nacional do Custo de Construção (INCC) Esse índice representa as mudanças no custo das construções habitacionais e é importante ter uma boa noção de como pode impactar o mercado de maneira geral e a compra de um novo imóvel pelo consumidor.

Como tomar esse tipo de decisão envolve muitas variáveis, você precisa ficar por dentro dos detalhes que fazem com que as parcelas do contrato sofram alterações. Dessa forma, a pesquisa antecipada sobre a variação do INCC é fundamental para tomar boas decisões.

Quer saber mais? Vamos mostrar o que o INCC significa, a melhor forma de calcular e a interferência no consórcio. Acompanhe!

Entenda o que é o INCC

O cálculo do INCC é feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e serve para reajustar o saldo devedor durante o período da construção de um imóvel com base nas alterações dos valores de materiais, equipamentos, serviços e mão de obra. Os dados para consulta sã coletados em algumas capitais do país.

Um dos fatores que precisa ser destacado em relação ao INCC é que ele não costuma ser dependente de demais oscilações econômicas. O que faz mesmo diferença no cálculo, aqui, são os índices dos preços observados em um panorama geral nos itens mencionados anteriormente.

Compra de imóveis

Se você está em dúvida em como o INCC impacta a compra de imóveis e o setor como um todo, saiba que a relação envolve diretamente o parcelamento. Dentro desse contexto, para que a ideia fique mais clara, a compra de um apartamento exige uma série de decisões e depende de múltiplos fatores que podem fazer com que o imóvel perca valor com o passar do tempo. Em todos os imóveis vendidos a prazo, o INCC é responsável por indexar e reajustar de maneira automática o valor, evitando a desvalorização do imóvel.

Para quem avalia esse mercado com diferentes estratégias e entende a importância do indexador próprio, o dinheiro alocado em imóveis representa uma proteção da inflação recorrente em outros setores econômicos.

Importância do cálculo

A coleta do INCC, atualmente, considera algumas cidades brasileiras: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Recife, Brasília, Porto Alegre e Salvador. Essa análise dos gastos na compra dos insumos relacionados à construção civil surgiu no ano de 1950 na cidade do Rio de Janeiro que, até então, era a capital do Brasil.

Com o passar do tempo, os dados levantados incluíram outras cidades e mudanças no setor causadas pelo avanço das tecnologias e nas melhorias dos insumos. O cálculo, na prática, influencia em várias questões importantes. Entre as principais estão a possibilidade das construtoras preverem os reajustes do mercado para a finalização de obras e dos empreendimentos em negociação.

Aprenda o cálculo do INCC

São três tipos de análises do INCC — INCC-DI, INCC-M e INCC-10. A principal diferença entre eles está no período em que as informações são avaliadas. Na prática, as companhias de engenharia civil das cidades fornecem os gastos de maneira bem detalhada, com materiais divididos entre instalações, estruturais e acabamentos.

A realização de uma média ponderada nos dados mensais leva em consideração também custos de equipamentos e mão de obra. Os dados reunidos englobam três tipos de análises com pesquisas em diferentes prazos. Veja a seguir:

  • INCC-DI: acontece entre o primeiro e o último dia do mês;
  • INCC-M: acontece entre o dia 21 do mês que antecede a pesquisa e 20 do mês referido;
  • INCC-10: acontece entre o dia 11 do mês anterior ao dia 10 do mês da compilação.

INCC para imóvel na planta

Na prática, o INCC sempre deve entrar nos cálculos de quem deseja comprar um imóvel na planta, por exemplo. Para o futuro proprietário, os dados influenciam diretamente nos valores das parcelas do imóvel, que é reajustado conforme o índice do INCC no determinado mês.

Em algumas situações, o valor acaba sendo bem maior do que o comprador espera. Para essa situação, o INCC é cobrado mês a mês no valor total do saldo devedor. A fórmula, de modo bem simples, é:

saldo devedor × INCC mensal + o saldo devedor = valor corrigido.

Imagine que faltam R$ 200 mil para quitar um apartamento e o INCC no mês foi de 0,5%. A dívida, pelo cálculo, passaria a ser de R$ 201 mil. O adicional de R$ 1.000,00 passa a ser dividido entre as parcelas restantes. Vale destacar que a soma mensal do INCC acontece no valor total do imóvel.

Variação do INCC nos consórcios

O INCC é um dos índices usados para o reajuste das parcelas. Então, a administradora do consórcio escolhido pode definir uma regra conforme um índice de preço estabelecido em um determinado setor do mercado. Dessa forma, no consórcio imobiliário, a base pode estar nos dados mensais gerados pelo INCC.

Saiba que, de nenhuma maneira, esse reajuste tem relação com a cobrança da taxa de administração.

Dentro do contexto do consórcio, o reajuste representa o realinhamento do valor do crédito com o preço de mercado do imóvel. E todas essas informações e alterações são aplicadas de acordo com o contrato inicial firmado com a administradora.

Pronto! Agora você já sabe como funciona a variação do INCC. O mais importante é fazer negócio com o máximo de informação em mãos e tirar todas as dúvidas antecipadamente. Assim, quando a opção é pela facilidade dos consórcios, todas essas possibilidades são esclarecidas em contrato, com foco em manter a organização financeira, saber o que esperar das parcelas e tirar os objetivos do papel sem imprevistos.

Gostou das informações e dicas? Então, veja também como funciona o reajuste do consórcio para evitar perder dinheiro!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

Confira nossas dicas de planejamento para reformar a cozinha!

home
Seu imóvel

O valor do metro quadrado do imóvel é justo? Saiba como avaliar!

home
Seu imóvel

Como montar uma casa: saiba tudo o que você precisa adquirir